O 5º CBEU

Apresentação:

Com o tema “As Fronteiras da Extensão”, o Congresso será  sediado na cidade de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, nos dias 8 a 11 de novembro de 2011, e tem como objetivo a troca de experiências, apresentação de propostas e resultados e principalmente a oportunidade de refletir criticamente sobre a extensão universitária no Brasil.

A Programação contará com Conferências, Mesas Redondas, Minicursos e Atividades Culturais, bem como apresentações de trabalhos nas modalidades de Comunicação oral, Tertúlia e Oficinas, permeando as 08 áreas temáticas da extensão.

Esperamos, para esta edição, um público expressivo de extensionistas de todo o país.

Leia a Mensagem da Coordenação

Prezado Extensionista,

“Uma chamarra, uma fogueira, uma chinoca, uma chaleira, uma saudade, um mate amargo e a peonada repassando o trago. Noites cheirando a querência nas tertúlias do meu pago. Tertúlia é o eco das vozes perdidas no campo afora, cantiga brotando livre, novo prenúncio de aurora.”. Assim começa uma das mais conhecidas canções gaúchas, chamada “Tertúlia”. E, não por acaso, tertúlia é uma nova proposta de modalidade de discussão nesse congresso. Queremos convidar os extensionistas de todo o Brasil pra sentar em uma grande roda, aquecida por um bom chimarrão e discussão boa, e sentir o cheiro da querência.

O Rio Grande do do Sul será o palco do mais importante evento de extensão universitária do Brasil, o CBEU. Aqui, extensionistas de todo o país se encontrarão pra discutir suas ações, trocar ideias e aprender novas formas de fazer extensão. O estado mais meridional do país tem grandes extensões de fronteira com nossos hermanos, e isso marcou profundamente nossas tradições. O hábito de reunir-se em “rodas” pra conversar, discutir, matear é herdeiro dessa proximidade. Casualidade ou não, o tema dessa edição do CBEU é “As Fronteiras da Extensão”. Estão todos convidados a conversar e pensar em que fronteiras estão traçadas para esse importante elemento do trinômio Ensino/Pesquisa/Extensão, e que importância essa atividade tem no alargamento das fronteiras culturais, políticas ou mesmo físicas. Esse é o foco. E pra isso garantimos uma água quente, uma boa prosa e, pra quem se arriscar, um mate amargo “nas tertúlias do meu pago”. Tá feito o convite. Como se diz por estas terras, vem, e te aprochega, tchê.

5º CBEU – Coordenação