Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais
Acessar
Você está aqui: Página Inicial Acervo

Acervo

PESQUISA
Coordenador Prof. Dr. Paulo Gomes

INFORMATIZAÇÃO E CATALOGAÇÃO DO ACERVO ARTÍSTICO DA PINACOTECA BARÃO DE SANTO ÂNGELO DO INSTITUTO DE ARTES/UFRGS

Nossa pesquisa foi iniciada visando estabelecer uma sólida organização e recuperação documental, para que este Acervo possa ser realmente utilizado seja através de exposições periódicas, ou pela consulta ao arquivo eletrônico através da página. Com a organização e análise do material sobre artistas e obras que compõem o Acervo, será possível se ter uma clara visão de suas lacunas e assim estabelecer uma política de aquisição de novas obras, para que o este continue desempenhado a contento sua função. Trabalhamos diretamente com as obras e com seus documentos, relação esta que nos propicia  situações surpreendentes como descobrir - ao retirar o passe-partout que contornava um desenho, que o mesmo havia sido encoberto em boa parte, pelo referido passe-partout. Não se conhece ainda, as razões que levaram a isso.

O Acervo Artístico, em seu histórico, passou por momentos em que esteve praticamente desativado, circunstância em que muitas obras sofreram danos irreparáveis, algumas obras perderam suas fichas de identificação e outros infortúnios, o que é compreensível nessas condições. Mas mesmo assim, mantém-se como um registro expressivo das Artes Plásticas em nosso Estado, sobretudo da primeira década do século XX. A todos esses transtornos soma-se a falta de um espaço próprio, só conseguido nos anos oitenta e que não responde mais as atuais necessidades.

Este patrimônio, por sua importância e função, pode ser dimensionado em vários níveis:
Valor Documental - como fonte de pesquisa, privilegiando o estudo das manifestações artísticas regionais como produtores e catalisadores de uma vivência artística local;
Valor Pecuniário - as obras do acervo possuem cotação no mercado de arte, sendo portanto um patrimônio pecuniário;
Valor e Significado Simbólico - enquanto obras que guardam (e aguardam interpretações) o testemunho de uma determinada manifestação do gosto artístico de uma época e pelo fato de, ao serem selecionadas para compor o referido acervo, passarem a fazer parte do jogo de forças de um poder artístico estabelecido;
Valor Pedagógico - utilizado como recurso pedagógico, possibilita abordagens, para a história, teoria e crítica da arte, como também, para área prática, através estudo de materiais e técnicas;
Valor Estético - por último, mas não o menos importante, seu mérito artístico pode ser dimensionado pelos nomes que o compõe, e que necessita ser  atualizado com representantes da nova geração de artistas.

Recuperar e conservar este acervo significa, portanto, não só criar condições ambientais adequadas para as obras, mas através do fácil acesso às mesmas, estimular estudos às inúmeras leituras que este acervo possibilita. A proposta da publicação de um Catálogo Geral, contendo informações e imagens sobre todos artistas e obras, dará maior visibilidade, podendo propiciar novos olhares sobre as Artes Plásticas em nosso Estado.

PESQUISA SEUS RESULTADOS PARCIAIS

 


Como resultado parcial, já foram realizadas duas Exposições: TOTAL PRESENÇA – GRAVURA no Museu da UFRGS em 2005/06, e TOTAL PRESENÇA – DESENHO na Pinacoteca do IA/UFRGS em 2007, esta indicada ao Prêmio Açorianos de Artes Plásticas, como melhor exposição coletiva.  As duas exposições foram acompanhadas de um CDs com as respectivas obras expostas. Paralelamente às mostras foram realizados dois Seminários de Extensão, nos quais participaram artistas expositores e outros convidados, e teve por finalidade ampliar os debates sobre as questões de Gravura e Desenho hoje.
A proposta, dessas duas  exposições,  foi trazer a público, ao menos uma vez, o acervo na sua integralidade sem nenhum recorte, seleção, priorização, valorização de artistas ou de obras.  Pretendendo realmente tornar público o acervo, para que se tenha consciência, não só, do valor de nosso patrimônio mas também dos cuidados que o mesmo necessita. Exposições, com esta diretriz, tornam-se de interesse didático, ao possibilitar a alunos, professores e público geral, o conhecimento das obras e das atividades que constituem este acervo. 
Está disponível a Página do Acervo, contendo informações e imagens sobre os artistas e obras, podendo servir à pesquisadores de várias áreas, artistas, historiadores, arte-educadores, e o público em geral.  As  imagens, em boa resolução, podem ser copiadas para fins acadêmicos, com o crédito ao Acervo Artístico do Instituto de Artes da UFRGS.