Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais
Acessar
Você está aqui: Página Inicial Glossário Pintura

Pintura

Acrílica

Tinta composta por mistura de resina acrílica (aglutinante) e pigmento, teve seu uso difundido a partir de 1960. É solúvel em água e se caracteriza pela secagem rápida e aspecto brilhoso. Permite a realização de ampla gama de efeitos diversificados.

 

Têmpera

A tinta têmpera é constituída de pigmento misturado a um veículo aglutinante de origem artificial ou natural - como a gema de ovo -, o que possibilita que seja facilmente produzida de forma artesanal. De aspecto brilhante e luminoso, é aplicada, no papel, bem diluída e através da sobreposição de camadas. Estas tem secagem rápida e possuem autonomia visual, uma vez que a cor e forma das primeiras camadas não se apagam, exercendo efeito sobre as seguintes.

 

Guache

Tem características muito similares às da aquarela; no entanto, sua formulação contém pigmentação branca, responsável por conferir toques de luz e tons mais pálidos. Assim, as áreas claras da imagem são construídas através da variação de tonalidade, não apoiando-se no tom do papel. Por sua espessura e opacidade característica, se presta bem para a criação de zonas de cor uniformes e traços independentes.

 

Graffiti

Num sentido amplo, aplica-se a qualquer técnica gráfica em que o resultado final seja obtido mediante a raspagem de uma camada de tinta ou outro material, de modo a revelar uma base de cor diferente. Termo hoje aplicado, na maioria dos casos, a um desenho ou inscrição gravados, pintados ou desenhados em uma parede.

Goma

Líquido viscoso extraído de alguns vegetais e que, em vários tipos tem sido empregado como veículo de pintura desde a antiguidade. A goma é o veículo padrão das tintas a base de água e do pastel e, por ser capaz de emulsionar o óleo, é desde há muito tempo veículo para a têmpera.

 

Encáustica

Técnica de pintura em que os pigmentos são misturados com cera quente. O nome deriva de uma palavra grega que significa “queimado em”. Foi a técnica mais comum nos primeiros séculos da era cristã, mas caiu em desuso por volta do século VIII ou IX. Desde então várias vezes tentou-se retomá-la. Jasper Johns empregou a encáustica em suas pinturas Bandeira e Alvo, mas a técnica tem hoje poucos grandes expoentes, provavelmente por ser de difícil domínio.

 

Óleo (tinta a óleo)

Tinta que emprega óleos secativos como veículo; trata-se do material mais usado na pintura profissional européia desde o século XVI até a época atual.

 

Afresco

Método de pintura mural que consiste na aplicação de pigmentos puros, misturados somente com água, sobre uma base de gesso ou nata de cal ainda úmida. As cores penetram nesse revestimento, tornando-se parte integral da parede. A técnica é também chamada afresco verdadeiro, para distinguir-se da pintura sobre gesso seco. O afresco verdadeiro tem excepcional durabilidade em climas secos, mas, tornando-se úmida a parede, o gesso pode rachar, e com ele a pintura.

 

Emulsão

Líquido que possibilita a combinação de água com óleo ou resina, evitando a separação da mistura em duas fases. O veículo da pintura têmpera é sempre uma emulsão. As emulsões mais naturais empregadas na pintura são a gema de ovo e a caseína. Ambas, uma vez secas, tem a vantagem se serem insolúveis em água.