Ferramentas Pessoais
Acessar
Seções
Você está aqui: Página Inicial Matérias-primas Frutas Figo Principais Produtores

Principais Produtores

O figo é muito apreciado na Europa. Cinco dos principais países produtores são do Continente Europeu: Turquia, Grécia, Itália, Espanha e Portugal. Os Estados Unidos aparece também em lugar de destaque.

Principais produtores do Brasil

No Brasil, três Estados destacam-se como principais produtores de figo. O Rio Grande do Sul, concentrando a produção na região de Pelotas, próxima às indústrias de doces; São Paulo, nos municípios de Valinhos, Jundiaí e Sorocaba; e Minas Gerais, nos municípios de Caldas, Lavras e Pratópolis.

Comparando dados de área colhida, produção e produtividade de figo dos três principais Estados produtores no Brasil, em levantamentos do IBGE no final da década de 70 e na metade da década de 90, o que pode-se observar é que a área colhida no Brasil diminuiu em mais da metade, passando de mais de 5 mil ha para pouco mais de 2 mil. O Rio Grande do Sul também reduziu em mais da metade sua área, por não renovar seus pomares, mas continua como o maior produtor, apesar da redução de aproximadamente 60% na produção. São Paulo reduziu sua área em aproximadamente 70%, de acordo com os dados do IBGE, mas melhorou o rendimento (número de frutos por hectare), que foi quase duplicado. Minas Gerais, ao contrário dos outros dois Estados, manteve sua área de pomares e duplicou a produção e a produtividade. A comparação desses dados é mostrada na tabela a seguir.

Tabela 1: Área colhida (em ha), produção (em 1000 frutas) e produtividade (em frutas por ha) de figo do Brasil e dos três principais Estados produtores, em 1994 e, entre parênteses, em 1977:

Área colhida

(ha)

Produção

(1000 frutos)

Produtividade

(frutos ha-1)

Brasil

2.178 (5.411)

298.825 (555.423)

137.201 (102.647)

RS

1.276 (3.246)

133.250 (336.104)

104.427 (103.544)

SP

477 (1.640)

82.495 (149.901)

172.945 (91.403)

MG

321 (332)

70.543 (35.123)

219.760 (105.792)

Fonte: IBGE, Anuários Estatísticos do Brasil de 1996 e 1978.

A safra no RS concentra-se nos meses de fevereiro e março, já que a poda deve ser tardia por causa da possibilidade de ocorrência de geadas. Já os Estados de SP e MG têm o período de colheita estendido de novembro a abril. Nestes Estados é possível realizar duas colheitas por planta, sendo a primeira de figos maduros, localizados na base dos ramos do ano e, a segunda, de figos verdes, localizados nas extremidades dos ramos (chamados figos ponteiros). Esta é uma prática interessante, até porque a indústria prefere figos verdes pequenos.

O Brasil também exporta figos, pois sua época de colheita ocorre justamente na entressafra da Europa.