Ferramentas Pessoais
Acessar
Seções
Você está aqui: Página Inicial Matérias-primas Frutas Manga Características Botânicas

Características Botânicas

man.jpg (6021 bytes)

A mangueira (Mangifera indica), pertence a família Anacardiaceae. A árvore é perene com altura de aproximadamente 5 m, sua vegetação é permanente, com folhas simples, alternas, lanceoladas, coriáceas, de cor verde-escura quando desenvolvidas e violácea quando em desenvolvimento.

A inflorescência origina-se das gemas terminais dos ramos, sendo uma panícula muito ramificada que pode ter de 200 a 15.000 flores. Na panícula existem dois tipos de flores, as perfeitas (hermafroditas) e as estaminadas (masculinas). As flores estaminadas não produzem frutos, pois somente possuem a parte masculina.

A mangueira apresenta baixa eficiência no cruzamento natural, devido a:

  • falta de um inseto polinizador => flor exerce pouca atração sobre as abelhas e abre a noite;
  • dicogamia => as partes sexuais de uma flor hermafrodita amadurecem em períodos diferentes, quando as flores abrem, normalmente a noite, somente a parte feminina esta madura, sendo o pólen somente liberado no dia seguinte o que favorece a polinização cruzada.

O fruto é uma drupa de forma variável, constituído por casca (epicarpo), polpa grossa (mesocarpo) e um caroço (endocarpo) que contém em seu interior uma única semente. Da superfície do caroço origina-se uma pubescência que forma um grande número de fibras que se estendem para a polpa. O peso, bem como a forma do fruto é bastante variável, sendo que o peso varia de 150 a 700 g.

O florescimento ocorre no período de julho a setembro e a colheita se dará de novembro a março.

A propagação da mangueira pode ser via semente e/ou vegetativa. A propagação por semente não é a mais indicada pois, ocorre perda de potencial genético de geração para geração. Para a propagação vegetativa é necessário que se produza o porta-enxerto através de semente para daí então realizar a enxertia com a variedade desejada.