Ferramentas Pessoais
Acessar
Seções
Você está aqui: Página Inicial Matérias-primas Frutas Maracujá Variedades para Industrialização

Variedades para Industrialização

O gênero botânico Passiflora apresenta uma extraordinária diversidade de espécies, sem contar os híbridos. Entre tantas espécies diferentes, nem todas produzem frutos comestíveis e aproveitáveis. E apenas um pequeno número consegue ocupar espaço nos grandes mercados fruteiros nacionais e internacionais. As mais conhecidas e de maior aplicação comercial são basicamente duas: o maracujá-amarelo e o maracujá-roxo, variedades de uma mesma espécie (Passiflora edulis), e o maracujá-doce (Passiflora alataDryand.).

O maracujá-amarelo ou azedo é o mais conhecido. Esta é a espécie mais cultivada e comercializada no Brasil, tanto para a indústria quanto para consumo "in natura", por ser mais vigorosa, mais adaptada aos dias quentes, apresentar frutos de maior tamanho, com peso entre 43 e 250g, maior produção por hectare, maior acidez total e maior rendimento de suco. A produtividade média é em torno de 12 a 15 t/ha, havendo potencial para produção de 30 a 35 t/ha. Seu cultivo é indicado para regiões tropicais e subtropicais. O suco produzido com a fruta é muitoapreciado e representa pelo menos 90% do mercado consumidor. Possui maior rendimento industrial quando comparado com o maracujá-roxo.

varios.jpg (14363 bytes)Foto: Maracujá-amarelo

O maracujá-roxo é assim chamado, pois a casca dos frutos é verde antes da maturação, tornando-se púrpura à medida que este processo ocorre. É mais indicado para locais de maior altitude e climas mais frios. Seus frutos apresentam peso entre 50 e 130g, maior porcentagem de açúcares e maior teor de sólidos solúveis (Brix) quando comparado com o maracujá-amarelo. Apresenta diferenças relativas ao teor de vitamina C que é maior, à acidez cítrica que é menor, o que representa suco mais doce, sendo muito apreciado para consumo "in natura". Além disso, possui aroma mais intenso. Tem potencial de produção de até 30-40 t/ha.

O maracujá-doce tem a sua produção e comercialização limitadas pela falta de hábito de consumo. Os frutos são ovais ou periformes, de casca alaranjada, que lembra o mamão papaia, e pesam de 80 a 190 g. É o menos rico em suco, que é adocicado e de aroma agradável. É quase exclusivamente consumida como fruta fresca, pois a polpa adocicada, com forte e agradável odor, é até mesmo enjoativa quando processada na forma de suco. Pode ser destinado para exportação, pois os frutos por suas características agradam os consumidores, principalmente aos europeus, mercado ainda pouco conquistado.

mara2.jpg (3742 bytes)Foto: Maracujá-doce