Ferramentas Pessoais
Acessar
Seções
Você está aqui: Página Inicial Matérias-primas Hortaliças Cenoura Introdução

Introdução

A cenoura é uma importante olerícola, muito apreciada na culinária brasileira, estando classificada entre as dez espécies mais cultivadas de hortaliças. A parte comercial da planta é a raiz.
Esta espécie é originária da Europa e Ásia, sendo cultivada a mais de dois mil anos, especialmente nos países de clima temperado. Entretanto, na Europa, somente depois do século XVI, a sua cultura começou a se expandir especialmente depois da Segunda Guerra Mundial, e tornou-se popular em alguns países.
A planta é constituída por uma raiz tuberosa, carnuda, lisa, reta e sem ramificações, de formato cilíndrico ou cônico, de coloração (normalmente) alaranjada - nas cultivares plantadas entre nós. O caule não é perceptível, situando-se no ponto de inserção das folhas. Estas tem limbo de contorno triangular, formado por folíolos finamente recortados, com pecíolo afilado e longo. A planta apresenta um tufo de folhas, em posição vertical, quando em pleno vigor vegetativo, de 30-60 cm de altura.
No hemisfério ocidental as cultivares plantadas são plantas bienais, embora cultivadas como anuais, pelos produtores de raízes. Todavia o ciclo vital completo da cenoura abrange uma fase vegetativa - na qual produz a raiz tuberosa - e outra reprodutiva - quando emite um pendão terminado por uma inflorescência tipo umbela, produzindo flores e sementes. Como toda planta bienal, a cenoura exige um choque de frio, para passar da fase vegetativa para a reprodutiva; em países europeus tal é obtido em condições de campo, porém,- em países tropicais usa-se a frigorificação das raízes tuberosas. Também há cultivares asiáticas do tipo anual, que florescem sob o estímulo de fotoperíodos longos, e não devido ao frio, possibilitando a produção econômica de sementes em regiões tropicais.
No Brasil, é mais explorada nos Estados de Minas Gerais e São Paulo, onde se encontram plantações em quase todos os municípios, sobressaindo-se as regiões de Piedade, lbiúna, Mogi da Cruzes e Campos do Jordão.