Ferramentas Pessoais
Acessar
Seções
Você está aqui: Página Inicial Produtos Frutas Suco de laranja concentrado Processamento Concentração

Concentração

A unidade de concentração poderá empregar 3 sistemas já consagrados nas instalações estrangeiras e no país:

1-     sistema de película descendente;

2-     sistema de película descendente e ascendente;

3-     “centri-therm”, que utiliza a centrifugação do líquido rapidamente aquecido e evaporado.

Enquanto nos Estados Unidos a indústria mais antiga utiliza-se predominantemente do 1º sistema, a tendência atual é para o emprego dos 2 outros, com concentrados de melhor qualidade, principalmente o “centri-therm”, onde se obtém a evaporação necessária praticamente em 1 segundo.

No evaporador de placas (2), a concentração é realizada em geral em 2 estágios ou por 2 efeitos. O aquecimento e a descompressão fazem o suco entrar em ebulição à temperatura de 75°C. Os vapores provenientes do produto no 1º estágio, somados a novas cargas de vapor da caldeira, são usados no 2º estágio onde o suco passa a ter o valor de Brix adequado. Os vapores do suco são extraídos e condensados em um sistema de vácuo que permite a ebulição, neste 2º efeito, à temperatura de 54°C.

Ao sair do concentrador, o suco entra em um resfriador instantâneo, onde, por descompressão do sistema, a sua temperatura cai a aproximadamente 27°C. Este processo é realizado em curto espaço de tempo. Com esta temperatura, o concentrado segue as etapas seguintes de congelamento e embalagem.

 

(ilustração de um Evaporador)

Ver mais sobre a operação de concentração ou evaporação

 

Recepção e Armazenagem Limpeza Seleção Extração
Clarificação Uniformização Pasteurização Concentração
Resfriamento/Congelamento Embalagem Estocagem Fluxograma

Página desenvolvida por Eduardo BihreJulio CiroliniMarcus Rutsatz em fevereiro de 2003.