O mito da agulha hipodérmica e a era da propaganda

capa livro agulha

A obra de Francisco Francisco Rüdiger, O mito da agulha hipodérmica e a era da propaganda -12 estudos de arqueologia do pensamento comunicacional, apresenta-se como uma novidade na reflexão política e o discurso teórico sobre a propaganda, das origens até 1950.

O volume  contém 12 capítulos que se únem para escavar o solo histórico e intelectual em que o paradigma da comunicação encontrou apoio para acabar se convertendo em uma das matrizes, se não na episteme que regula ou comanda nosso pensamento mais abrangente desde meados do século XX.

Na apresentação, a obra destaca que a discussão do  pensamento comunicacional, que, cada vez mais, se desdobra no cibernético, não se esgota nas referências à comunicação. O autor aforma que quer mostrar que o estudo da era da propaganda revela que a comunicação, conforme a entendemos hoje, é uma criação histórica muito recente e de alcance relativo, cujo ser, se e enquanto mantiver sua influência sobre nosso pensamento, estará sempre oscilando entre a utopia e a ideologia, jamais será objeto de ciência positiva. 

A obra foi editada pela Editora Sulina. Confira as primeiras páginas em:  http://www.editorasulina.com.br/img/sumarios/666.pdf

Ações do documento

Bannes alcar 2019

selo

 

Iniciativa


unesco

  metodista



parcerias

ahc

 

mestrado espanha


Filiação

 
socicom

outros sites

intercom

 

sbpjor

 

 compos

 

história e audiovisual logo

 

Historicidades Log

 


ALCAR - Associação Brasileira de Pesquisadores de História da Mídia

E-mail: alcar@ufrgs.br