Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Seções

ALCAR faz balanço positivo das ações de 2017

Alcar logo

Este ano, em meio a um cenário de grande crise no campo acadêmico que incluiu retração nos investimentos das agências de fomento para pesquisadores, Universidades e Associações Científicas; a ALCAR conseguiu se manter atuante impulsionando as investigações no campo da histografia da comunicação.

Em junho foi realizado o XI Encontro Nacional de Pesquisadores de História da Mídia que aconteceu na Universidade Presbiteriana Mackenzie na cidade de São Paulo e reuniu aproximadamente 500 pesquisadores, envolvendo 486 autores em mais de 300 trabalhos apresentados em nove Grupos Temáticos, distribuídos em 46 sessões. Vale destacar que todos os artigos se concentravam em historiografia ou historicidade da comunicação.

Pesquisadores das cinco regiões estiveram presentes ao evento, representando nominalmente 24 estados brasileiros em que a pesquisa na área já está desenvolvida ou em vias de desenvolvimento. Todavia, vale considerar que sendo um ano de crise muitos associados e/ou interessados no evento não tiveram como se inscrever e comparecer. Assim, dentre os trabalhos apresentados 57% eram de pessoas da região Sudeste, 21% da região Sul, 13% do Nordeste,  4% da região Norte e 3% da região Centro-oeste, além de artigos de Portugal e França.

A Conferência principal foi proferida pelo historiador inglês Peter Burke que falou sobre Manipulações Midiáticas, tema do evento e reviveu as argumentações do seu livro A Fabricação do Rei  para desconstruir a pós-verdade,  situando ainda o Brasil atual, nesse contexto. Além do conferencista principal o evento contou com 43 palestrantes distribuídos em 13 mesas redondas que tiveram lugar ao longo dos três dias de evento.

No que concerne à Revista Brasileira de História da Mídia, esta realizou a revisão do seu Conselho Editorial passando a contar com nomes internacionais como Adriano Duarte Rodrigues, Alberto Peña-Rodriguez, Antonio Laguna Platero, Jorge Pedro Sousa, Robert Darnton, Peter Burke, dentre outros, além de grandes nomes da pesquisa nacional. A RBHM encontra-se associada a Associação Brasileiras de Editores Científicos-ABEC, assim como, encontra-se em vários indexadores importantes e se localiza no estrato B2 no Qualis-CAPES.

No âmbito internacional, a ALCAR reforçou o convênio de colaboração e o relacionamento com a Asociación de Historiadores de la Comunicación-AHC que reúne pesquisadores da Espanha, Portugal, Argentina e México, através do intercâmbio de pesquisadores e dirigentes nos eventos de cada instituição em 2017. Vale destacar que na reunião realizada com os diretores das duas instituições em setembro na cidade do Porto, ficou acordado para 2018, uma publicação conjunta que deve ter sua chamada pública para sócios de ambas as associações, já começo do ano.

Ainda este ano foram fechadas as negociações para os cinco eventos regionais que acontecerão em 2018. Assim os congressos que devem iniciar a partir do mês de maio acontecerão nas seguintes instituições: ALCAR Norte na Universidade Federal do Amazonas em Manaus, ALCAR Nordeste na UNICAP em Recife, ALCAR SUL na Universidade Federal de Santa Maria, ALCAR SUDESTE na UniBH em Belo Horizonte e ALCAR Centro-Oeste na UNB. 

Para 2018 a ALCAR deseja a todos os seus associados e a todos os pesquisadores em historiografia da comunicação e mídia um ano de muito empenho e realizações.

Ações do documento
registrado em:

selo

 

Iniciativa


unesco

  metodista



parcerias

ahc

 

mestrado espanha


Filiação

 
socicom

outros sites

intercom

 

sbpjor

 

 compos

 

história e audiovisual logo

 

Historicidades Log

 


ALCAR - Associação Brasileira de Pesquisadores de História da Mídia

E-mail: alcar@ufrgs.br