Equivalência


Serão aceitos, para análise pela CAPLLE, os processos de Equivalência ao Exame de Proficiência de Leitura em Língua Estrangeira, devidamente instruídos e encaminhados por meio dos PPGs ou Protocolo Geral da UFRGS. Se, após análise, os processos forem deferidos, os requerentes ficarão liberados da prova de proficiência.

I - Serão aceitos como equivalentes:

  1. Atestados de Proficiência de Leitura em Língua Estrangeira de outras universidades brasileiras aplicados regularmente aos alunos dos cursos de pós-graduação, como parte das exigências curriculares. No atestado devem constar explicitamente: a indicação de aprovação OU a nota mínima (7,0) e que o mesmo visa a atender às exigências curriculares dos cursos de pós-graduação.
  2. Diploma de graduação em Letras (Licenciatura ou Bacharelado, com habilitação na língua em questão).
  3. Atestados de Proficiência de Leitura em Língua Estrangeira de universidades brasileiras ou estrangeiras cujo nível de proficiência corresponda expressamente ao nível B2 ou acima do Marco Comum Europeu de Referência para as Línguas (MCER).

Não serão aceitos atestados de proficiência de leitura em língua estrangeira emitidos por empresas terceirizadas.

Além desses, os seguintes certificados: 

I. Língua Alemã

  1. Goethe-Zertifikat C1.(antigo ZMP Zentrale Mittelstufenprüefung) (Instituto Goethe);
  2. ZDP II Zentrale Deutschprüfung für Lateinamerika;
  3. DSD I e II Deutsches Sprachdiplom der Kulturministerkomferenz;
  4. PWD Prüfung Wirtschaftsdeutsch International;
  5. ZOP Zentrale Oberstufenprüfung;
  6. KDS - Kleines Deutsches Sprachdiplom (Instituto Goethe, München);
  7. GDS - Grosses Deutsches Sprachdiplom (Instituto Goethe, München);
  8. PNDS - Prüfung zum Nachweis Deutscher Sprachkenntnisse;
  9. DSH - Deutsches Sprachdiplom für Hochschulen;
  10. "Deutsch als Fremdsprache" (TestDaF nivel 4);

Alunos bolsistas de acordos bilaterais entre Brasil e países de língua alemã poderão obter equivalência mediante apresentação de documentação da respectiva universidade estrangeira que especifique o tipo de trabalho desenvolvido e o uso da língua alemã

II. Língua Espanhola

  1. DELE (Diploma de Español como Lengua Extranjera). Níveis B2, C1 ou C2);
  2. CELU (Certificado de Español Lengua y Uso). Níveis: intermediário (equivalente ao B2) ou avançado (equivante ao C1 e C2)
  3. Alunos bolsistas de acordos bilaterais entre Brasil e países de língua espanhola poderão obter equivalência mediante apresentação de documentação da respectiva universidade estrangeira que especifique o tipo de trabalho desenvolvido e o uso da língua espanhola.

III. Língua Francesa:

  1. Diploma de NANCY em Língua Francesa emitido por uma Aliança Francesa;
  2. Certificado DELF/DALF a partir do nível B2;
  3. Alunos bolsistas de acordos bilaterais entre Brasil e países de língua francesa poderão obter equivalência mediante apresentação de documentação da respectiva universidade estrangeira que especifique o tipo de trabalho desenvolvido e o uso da língua francesa.

IV. Língua Inglesa:

University of Cambridge

  1. FCE - First Certificate in English (University of Cambridge - UK); 
    CAE - Certificate of Advanced English (University of Cambridge - UK);
  2. CPE - Certificate of Proficiency in English (University of Cambridge - UK);
  3. IELTS - British Council (mínimo: 6-overall band). O certificado possui validade de dois anos.  

TOEFL - Test of English as a foreign language (Todos os certificados do TOEFL possuem validade de dois anos):  

  1. iBT - mínimo de 22 pontos no item Reading para modalidade internet-based;
  2. CBT - mínimo de 19 pontos no item Reading na modalidade Computer-based; 
  3. Paper-based - mínimo de 52 pontos no item Reading na modalidade Paper-based;
  4. ITP - mínimo de 56 pontos no item Reading (3ª nota da modalidade Institucional Testing Program aplicada na UFRGS) [NOTA: são aceitas apenas cópias do “Test Taker Score Report” ou do “Examinee Score Report” ou do “Score Report” devidamente autenticadas.]

TOEIC (Test of English for International Communication):

  1. pontuação mínima no item "reading": 385 pontos na modalidade. O certificado possui validade de dois anos.

Alunos bolsistas do acordos bilaterais entre Brasil e países de língua inglesa poderão obter equivalência mediante apresentação de documentação da respectiva universidade estrangeira que especifique o tipo de trabalho desenvolvido e o uso da língua inglesa.

V. Língua Italiana:

  1. CELI 3 - Università per Stranieri di Perugia;
  2. CILS DUE - B2 - Università per Stranieri di Siena;
  3. Alunos bolsistas do acordos bilaterais entre Brasil e Itália poderão obter equivalência mediante apresentação de documentação da respectiva universidade estrangeira que especifique o tipo de trabalho desenvolvido e o uso da língua italiana.

II - Validade:

Serão aceitos como válidos para solicitação de Equivalência os certificados/atestados que, na data da abertura do processo, não ultrapassarem 8 (oito) anos de sua realização.
Caso o certificado/atestado apresentado possua prazo de validade próprio, e for inferior a 8 anos, valerá o prazo de validade do referido certificado. Se, entretanto, o prazo de validade do certificado apresentado for superior a 8 anos, valerá o prazo estipulado pela CAPLLE, ou seja, máximo de 8 anos.
Será cobrada a taxa de R$45,00 (quarenta e cinco reais) para a solicitação de equivalência. Os pedidos devem ser encaminhados à CAPLLE via processo. O processo de equivalência deverá ser aberto pelo interessado no Protocolo-Geral da UFRGS e deverá ser instruído por meio de formulário de “Solicitação de Equivalência”, cópia autenticada do atestado/certificado de proficiência e cópia simples do comprovante de pagamento da referida taxa.

III – Autenticação

Documentos obtidos da Internet, ainda que contenham assinatura e carimbo digitalizados e estejam impressos em cores, NÃO são aceitos pela CAPLLE, a menos que possuam autenticação notarial para o procedimento de “materialização de documento eletrônico ou obtido da Internet”.
Às cópias simples pode ser feita aposição de carimbo "Confere com o original", feita pela secretaria do PPG do requerente (nesse caso, o requerimento deverá conter o carimbo e a assinatura da secretaria ou da coordenação do PPG), desde que o solicitante apresente o documento original (excetuando-se documentos obtidos da Internet, que só podem ser autenticados em cartório).
Documentos originais que, por ventura, sejam anexados ao processo pelo requerente NÃO serão devolvidos.

IV - Procedimentos para solicitação de equivalência

O interessado deve:

  1. Preencher o formulário "Solicitação de Equivalência de Proficiência":

Aluno Regular ;

Candidato ao Processo Seletivo;

  1. Recolher a taxa de R$ 45,00 (quarenta e cinco reais) para a conta 323.172-0, do projeto CAPLLE - Prestação de Serviço, agência 3798-2, do Banco do Brasil, e anexar o comprovante ao processo. A operação bancária deve ser identificada com o CPF do depositante.
  2. Anexar cópia autenticada do comprovante da proficiência solicitada ou cópia simples com aposição de carimbo "Confere com Original" feita pela secretaria do seu PPG (nesse caso o requerimento deverá conter o carimbo e a assinatura da secretaria/coordenação do PPG).
  3. Abrir processo no Protocolo da UFRGS, juntando os documentos acima citados.