Você está aqui: Página Inicial Sistemas Monitoração Performance térmica

Performance térmica

 

Evolução de temperaturas medidas em janela de chão (saída de corredor de rochas, sensor E1, em vermelho) e em área externa sombreada (sensor D1, em preto), durante o período de maio/2011 a novembro/2012, tomadas a cada hora.
Note-se que, devido à sua maior inércia térmica, a flutuação diária e sazonal do sinal E1 é bem menor para o corredor de rochas, entre 8 e 20°C, enquanto que no ar externo D1 há variação entre 5 e 35°C. Adicionalmente, a diferença das médias diárias entre E1 e D1 é mínima nos dias típicos de inverno e máxima nos dias típicos de verão, quando chega a cerca de 10°C. Esta é uma clara evidência da atuação significativa do resfriamento no interior da casa por convecção natural.

 

Evolução da temperatura, medida na área sombreada externa (sensor D1, em preto) e na sala de estar no interior da casa (sensor F3, em vermelho), durante o período de Maio de 2011 a Novembro de 2012, medida a cada hora e tomada sua média por 24 horas. Note que a diferença entre os sinais de D1 e F3 é mínima em um dia típico de inverno (sem uso da lareira ou forno) e de até 5ºC no verão (resfriamento alcançado).

Página Inicial