Você está aqui: Página Inicial CERAM Fauna Marinha e Costeira Tartarugas de Água Doce

Tartarugas de Água Doce

TESTUDINES ou CHELONIA, é uma ordem de répteis que engloba os quelônios terrestres, marinhos e de água doce e é tida como a mais antiga de todas entre os vertebrados atuais. Possui como característica mais distintiva o seu casco, sendo a sua porção dorsal convexa, chamada de carapaça e sua parte ventral mais achatada, o plastrão.

As vértebras torácicas e as costelas são geralmente fundidas com a carapaça óssea. Esses animas não possuem dentes, mas apresentam um bico córneo usado para a alimentação. O formato, tamanho, coloração, número e disposição dos escudos que compõem o casco são características importantes na identificação genérica e específica do grupo, assim sendo, a morfologia e diversidade de formas corporais, refletem a ecologia de cada espécie.

A ordem subdivide-se nas subordens Cryptodira e Pleurodira, conforme a posição do pescoço quando a cabeça se encontra dentro do casco. Em Cryptodira (1), onde está inserida a maioria das espécies, os quelônios retraem a cabeça por meio de uma flexão vertical das vértebras do pescoço, enquanto que os Pleurodira (2) flexionam o pescoço lateralmente.

 

Diferenças entre Jabuti, Cágado e Tartaruga

 

Existem no mundo 327 espécies de Testudines, sendo que 36 delas ocorrem no Brasil, e 11 no Rio Grande do Sul (Cinco espécies de tartarugas marinhas e seis espécies representantes de água doce).

Dentre as espécies de água doce nativas do Rio Grande do Sul estão: (1) o cágado-preto (Acanthochelys spixii), (2) o cágado-de-barbelas (Phrynops hilarii), (3) o cágado-pescoço-de-cobra (Hydromedusa tectifera), (4) o cágado-de-barbicha (Phrynops geoffroanus), (5) o cágado-rajado (Phrynops williamsi) e (6) a tartaruga-tigre–d’água (Trachemys dorbigni). Além destas, já é possível encontrar na natureza a espécie exótica (7) tartaruga-de-orelha-vermelha (Trachemys scripta elegans), originaria dos Estados Unidos que é comercializada ilegalmente em Pet Shops.

 

Diferenças entre as Tartarugas-de-orelha-vermelha e as Tartarugas tigre-d'água

As tartarugas de orelha vermelha (Exóticas) e as tartarugas tigre d'água (Nativas), embora parecidas, apresentam diferenças morfológicas, de fácil visualização, como:

- Linhas de cores diferentes na região da cabeça.

- Padrão de manchas diferentes no ventre.

 

Por que não devemos comprar animais silvestres?

Um dos principais problemas relacionados às tartarugas de água doce é a soltura indevida dessas espécies em ambientes naturais. As pessoas compram as tartarugas muito pequenas, ainda filhotes, e conforme elas crescem e começam a dar mais trabalho, muitas vezes, são soltas em rios, parques e regiões com vegetação.

Essa prática de soltar animais que antes viviam em cativeiro, pode provocar grande desequilíbrio ambiental. No caso da tartaruga-de-orelha-vermelha, que é exótica (originária dos Estados Unidos), além de ser colocada em um ambiente que não é seu habitat natural, ela possui uma grande capacidade de se adequar bem a novos ambientes, o que aumenta a competição com as espécies nativas, como a tartaruga-tigred’água, podendo ocorrer até mesmo cruzamento sexual entre as duas espécies.