Você está aqui: Página Inicial ENSINO O Curso

O Curso

CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS:
ÊNFASE BIOLOGIA MARINHA E COSTEIRA
ÊNFASE GESTÃO AMBIENTAL MARINHA E
COSTEIRA

PERFIL DO CURSO

O Curso de Bacharelado em Ciências Biológicas, ênfases Biologia Marinha e Costeira e Gestão Ambiental Marinha e Costeira foi projetado como um programa especial que se estrutura numa proposta de compartilhamento de experiências e esforços de duas instituições de ensino superior do estado, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul e a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, com a finalidade de oferecer um curso de Ciências Biológicas em duas áreas, cujas ofertas são escassas no Rio Grande do Sul e no país.
Capacitar e formar profissionais em Biologia Marinha e Costeira e Gestão Ambiental Marinha e Costeira vem ao encontro de necessidades de nosso Estado e do país, no desenvolvimento de pesquisas e tecnologias que promovam a proteção e recuperação de nossos sistemas ecológicos, dêem eficiência ao manejo dos recursos naturais e garantam um aumento sustentável das atividades econômicas na zona costeira e no mar.
O curso se sustenta e contribui com a Política Marítima Nacional (PMN), delineada pelo Decreto n° 1.265, de 11 de outubro de 1994, com a finalidade de orientar o desenvolvimento das atividades marítimas do País de forma integrada e harmônica, visando à utilização efetiva, racional e plena do mar e de nossas hidrovias interiores, de acordo com os interesses nacionais. Dentre os objetivos da PMN cabe destaque aos relacionados a seguir: 1- desenvolvimento de uma mentalidade marítima nacional;
4- pesquisa, exploração e explotação racional dos recursos vivos – em especial no tocante à produção de alimentos – e não vivos, na coluna d’ água, do leito e subsolo do mar e de rios, lagoas e lagos navegáveis; 8- proteção do meio ambiente, nas áreas em que se desenvolvem atividades marítimas.
O Plano Setorial para os Recursos do Mar – PSRM constitui um dos desdobramentos da Política Nacional para os Recursos do Mar – PNRM, que tem por finalidade orientar o desenvolvimento das atividades que visem à efetiva utilização, exploração e aproveitamento dos recursos vivos, minerais e energéticos do Mar Territorial, da Zona Econômica Exclusiva e da Plataforma Continental. A portaria n ° 232, de 14.09.05, instituiu o Comitê Executivo para a Consolidação e Ampliação dos Grupos de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciências do Mar – PPG-Mar, coordenado pelo Ministério da Educação – MEC. O PPG-Mar está atualmente composto por representantes do: Ministérios de Ciência e Tecnologia, Meio Ambiente, Defesa, Minas e Energia, , SEAP, EMA, SECIRM, CNPq, IBAMA, CAPES, Universidades com cursos de Graduação e Pós-Graduação na área. O PPG-Mar passou a desenvolver ações com a finalidade de apoiar, consolidar e avaliar a formação de pessoal em Ciências do Mar, realizando anualmente encontros e oficinas com a presença dos coordenadores de cursos. Outra ação implementada, em nível cultural, é o desenvolvimento de uma mentalidade marítima nacional, que está sendo fortalecida pela SECIRM e pelos programas de graduação e pós-graduação no país.
Numa extensão continental como a do Brasil, torna-se importante somar e acrescentar mais esforços para atender as demandas que se avolumam nas áreas de biologia marinha e costeira e gestão ambiental. Abordagens ecossistêmicas e integrativas, entre sistemas terrestres e aquáticos de água doce e marinho, são fundamentais, reconhecendo-se hoje suas interdependências e a complexidade dos regimes de gestão.
A formação de profissionais qualificados, que possam desenvolver pesquisas em biologia marinha e costeira e gestão ambiental, trazendo novas informações e tecnologias para esta área, trabalhando de forma cooperativa em níveis institucionais, acadêmicos e governamentais e nos âmbitos regional, nacional e internacional se mostra hoje como um processo prioritário. Os campos de trabalho para estes profissionais se abrem em vários níveis institucionais, empresariais e ambientais, atendendo demandas sociais, políticas e econômicas.
Na UFRGS, o Instituto de Biociências, através de seus departamentos e órgãos auxiliares, Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos, Centro de Ecologia e Centro de Biotecnologia, e cursos de Pós Graduação em Biologia Animal, Botânica, Genética e Biologia Molecular e Ecologia, os Institutos de Geociências, especialmente pelo seu Centro de Estudos Costeiros e Oceanográficos - CECO e Curso de Pós Graduação em Geociências, o Instituto de Pesquisas Hidráulicas e Instituto de Ciências Básicas e da Saúde têm garantido uma produção de teses, artigos científicos e relatórios substanciais para a área marinha e costeira do Rio Grande do Sul. Neste sentido, as expectativas, tanto dos docentes como dos estudantes, de um fortalecimento cada vez maior das atividades e demandas do curso são grandes, organizando-se dentro dos institutos e centros da Universidade novos campos de pesquisa e de desenvolvimento de tecnologias em relação aos recursos marinhos e costeiros.
Na UERGS, unidades como as de Cidreira e Tapes, nos litorais e norte médio do Estado, tem oferecido cursos superiores de Tecnologia em Recursos Pesqueiros e Produção de Pescado, formando recursos humanos e estimulando o desenvolvimento regional, em especial a cadeia produtiva do pescado.
São sete os cursos de Biologia Marinha em funcionamento, que estão localizados exclusivamente nas Regiões Sudeste (cinco) e Sul (dois) do Brasil. Na região Sul, um é realizado em Joinville e o segundo corresponde ao Programa UFRGS-UERGS que formará bacharéis em Ciências Biológicas, ênfase Biologia Marinha e Costeira.
Em sua concepção pedagógica, tendo em vista ênfase a ser desenvolvida, foi planejado um currículo que contemplasse o proposto pelas Diretrizes Curriculares Nacionais, mas enfatizando a biodiversidade marinha e costeira e os processos que ocorrem nos seus principais ecossistemas. Dentro desta concepção o currículo apresenta uma seqüência de conteúdos em Ciências da Terra. No conjunto, as disciplinas de ciências biológicas e de geociências se complementam e oferecem uma base sólida para entendimento dos cenários que hoje se visualizam na região, do funcionamento dos sistemas e dos recursos disponíveis. Práticas Integradoras de Campo promovem uma integração entre os conteúdos das disciplinas do currículo.
A ênfase Biologia Marinha e Costeira a partir da 6º etapa inclui disciplinas específicas para atender as suas peculiaridades e exigências. Juntamente com o Trabalho de Conclusão de Curso e o Estágio Supervisionado dão experiência e suporte aos novos profissionais para o desenvolvimento de pesquisas em biologia marinha e costeira, como para elaboração de pareceres técnicos, consultorias e assessorias em planejamento e gestão nesta área, conforme as necessidades e exigências atuais da sociedade.
Tanto o currículo do presente curso, como sua concepção pedagógica, o diferencia de outras propostas curriculares de cursos em Biologia Marinha que se desenvolvem no país.
ATIVIDADES DO CURSO
Dados descritivos gerais
Curso de Graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas: ênfase Biologia Marinha e Costeira e Gestão Ambiental Marinha e Costeira
Bacharelado com viés científico.
Turno: tarde, das 13h00 às 19h00. Sábados para práticas e outras atividades complementares.
Local de funcionamento: Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos – CECLIMAR, Instituto de Biociências – UFRGS. Av. Tramandaí, 916. Município de Imbé. Fone: (51) 36271309 Unidades de Cidreira, UERGS. Av. Mostardeiro, 3635. Cidreira, RS. Cep 95595-000. Fone: (51) 3681-4679.
Forma de organização do calendário acadêmico: semestral.
Ato legal de reconhecimento: Resolução nº 26/2006 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CEPE da UFRGS.
Número de ingressantes: 40 vagas, 20 vagas UFRGS e 20 vagas UERGS.
Dimensão das turmas teóricas: 40 alunos.
Dimensão das turmas práticas: 20 alunos.
Carga horária total (CHT ênfase Biologia Marinha e Costeira: 3.390h
Carga horária total (CHT): ênfase Gestão Ambiental Marinha e Costeira: 3.360h
Tempo de integralização previsto (TI): 9 semestres
Descrição das opções de concepção pedagógica
Perfil do ingressante.
Espera-se que o candidato habilitado no processo seletivo para o curso de Bacharelado em Ciências Biológicas: ênfase Biologia Marinha e Costeira e Gestão Ambiental Marinha e Costeira apresente o perfil de uma pessoa ética, consciente de suas responsabilidades em relação à conservação e manejo da biodiversidade, políticas de saúde, meio ambiente, biotecnologia, a gestão ambiental e também como educador.
Tipos de atividades de ensino-aprendizagem referenciais.
Disciplinas com conteúdos de cunhos filosóficos e sociais e de ciências exatas dão embasamento e ferramentas para as que desenvolvem os conteúdos de Biologia Celular, Embriologia, Biologia Molecular, Microbiologia aquática, Bioquímica, Biofísica, Genética e Evolução e toda a série de disciplinas de Zoologia, Botânica e Ecologia. Os conteúdos são desenvolvidos através de atividades e métodos de trabalho científicos, incluindo experimentos, observações, práticas em laboratórios multiusos e específicos ( de microscopia, química, informática),trabalhos de campo, oficinas e seminários.
Uma característica diferencial do curso é a seqüência de disciplinas de Ciências da Terra. Abordam os princípios básicos da geologia, os variados tipos de sistemas deposicionais costeiros, a dinâmica marinha e costeira, as técnicas de
coletas de dados georreferenciados e as relações do uso e ocupação nos sistemas costeiros. As atividades utilizam métodos analíticos e programas de processamento de dados digitais em laboratórios específicos a partir de informações obtidas em trabalhos práticos em campo, imagens de satélite, relatórios e documentação já existente.
Os trabalhos práticos em campo são atividades referenciais no curso (Práticas Integradas de Campo I e II) A primeira prática se concentra na área das geociências e a segunda na área biológica. As disciplinas se organizam na forma de projetos de pesquisa e extensão, relacionados a cenários locais ou regionais, vinculando temas de trabalho das ênfases biologia e gestão ambiental marinha e costeira.
Formas esperadas de desenvolvimento das habilidades e atitudes e da assimilação dos conteúdos para a formação das competências.
A elaboração de relatórios, realização de exercícios e provas, participação nas discussões de seminários internos e externos são atividades que bem exploradas por professores e alunos proporcionam a assimilação de conteúdos e o desenvolvimento de habilidades e atitudes. Participação em eventos científicos e de extensão. Culturalmente Nosso curso de Bacharelado em Ciências Biológicas, ênfases Biologia Marinha e Costeira e Gestão Ambiental Marinha e Costeira tem realizado seminários, como os Encontros Sócio-Ambientais do Litoral Norte, oficinas com pescadores profissionais artesanais, professores e estudantes, projetos de extensão e pesquisa para avaliação de qualidade das águas na região e com vistas ao desenvolvimento da pesca artesanal, importantes para a comunidade local, entre outros.
Concepção da relação ensino-aprendizado. Práticas pedagógicas e métodos de ensino referenciais.
O curso em Ciências Biológicas com ênfases em Biologia Marinha e Costeira e em Gestão Ambiental Marinha e Costeira contempla a estrutura curricular exigida pelas Diretrizes Curriculares Nacionais cujos conteúdos básicos englobam as áreas de Biologia Celular, Molecular e Evolução; Diversidade Biológica; Ecologia; Fundamentos das Ciências Exatas e da Terra e Fundamentos Filosóficos e Sociais.
Nas duas primeiras etapas do curso estão colocadas as disciplinas relativas a conteúdos de fundamentos filosóficos e sociais e de ciências exatas: História da ciência, Geografia econômica e social, Física, Química Geral e Orgânica e Matemática Básica e Aplicada. Ainda nestas etapas e nas quatro seguintes se desenvolvem os conteúdos de Biologia Celular, Embriologia, Biologia Molecular, Microbiologia aquática, Bioquímica, Biofísica, Genética e Evolução e toda a série de disciplinas de sistemática e biologia em Zoologia e Botânica e as que trabalham os vários níveis de organização da Ecologia. Os conteúdos são desenvolvidos em aulas expositivas, seminários, práticas de laboratório e trabalhos práticos em campo.
Uma característica diferencial deste curso de Ciências Biológicas é a seqüência de conteúdos de Ciências da Terra que se concentram nas três primeiras etapas, mas se estendem até a 6ª etapa. Esses conteúdos abordam os princípios básicos da Geologia, os variados tipos de sistemas deposicionais costeiros, a dinâmica marinha e costeira, as técnicas de coletas de dados georreferenciados e as relações do uso e ocupação nos sistemas costeiros. As disciplinas são ministradas através das mais diversas técnicas, por meio de aulas expositivas, de métodos analíticos e de processamento de dados digitais em laboratórios específicos e de trabalhos práticos em campo.
Na 3ª e 5ª etapas do curso são oferecidas aos alunos as disciplinas Práticas Integradas de Campo I e II, na primeira as atividades se concentram em temas das
geociências e na segunda nas áreas biológicas. As disciplinas se organizam na forma de projetos de extensão e pesquisa, vinculando temas de trabalho das duas ênfases e promovendo uma integração com as demais disciplinas.
A partir da 6ª etapa se concentram disciplinas diretamente relacionadas aos ambientes marinho e costeiro. Algumas destas disciplinas são comuns às duas ênfases como as Limnologias I e II, a Microbiologia Aquática, a Bioquímica Marinha, a Biodiversidade e Conservação de Recursos dos Ambientes Marinhos e Costeiros, a Ecologia de Ambientes Costeiros e Marinhos e a Vegetação Costeira. Também a partir desta etapa são oferecidas as disciplinas específicas de cada ênfase, como, por exemplo, as disciplinas de Ictiologia I, Répteis Costeiros e Marinhos, Aves marinhas e Mamíferos marinhos, para a ênfase de Biologia Marinha e Costeira e as disciplinas de Recuperação Ambiental, Administração e Gestão Ambiental e Ambiente e Desenvolvimento Regional para a ênfase de Gestão Ambiental Marinha e Costeira.
O discente formado no Curso está apto para atuar com qualidade e responsabilidadenas áreas costeiras tanto na iniciativa privada como pública. O curso disponibiliza aos alunos ferramentas básicas como as análises químicas, microbiológicas, de inventariamentos taxonômicos em zoologia e botânica, de coletas de dados georreferenciados e de processamento de dados digitais, necessários tanto para o desenvolvimento de pesquisas em biologia como para elaboração de pareceres técnicos, consultorias e assessorias em planejamento e gestão, conforme as necessidades e exigências atuais da sociedade.