Você está aqui: Página Inicial Campanhas

Campanhas

Doação de Sangue

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

Novembro Azul


Novembro Azul: Sem preconceitos.


No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). A taxa de incidência é maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento e é considerado um câncer de terceira idade, já que seu crescimento geralmente é lento e cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos.

Pesquisas afirmam que os fatores alimentares e a qualidade de vida merecem atenção. Uma dieta pobre em gordura, principalmente de origem animal, e rica em frutas, legumes e verduras parece estar associada à diminuição do risco desse tipo de câncer. Fatores como sedentarismo e obesidade também possuem influência sobre o desenvolvimento do câncer de próstata, além de outros tipos de câncer.

Recomenda-se aos homens acima de 50 anos a realização de exames de toque retal e de dosagem de uma proteína do sangue (PSA). Para quem tem histórico familiar, o mais indicado é fazê-lo a partir dos 40 anos. O toque retal e a dosagem de PSA não dizem se o indivíduo tem câncer, eles apenas sugerem a necessidade ou não de realizar outros exames. A melhor estratégia é realizar os dois exames, já que são complementares.

Entre os sintomas, estão a dificuldade de urinar ou excesso de idas ao banheiro durante a madrugada, dor óssea, jato urinário fraco e/ou insuficiência renal.

Por meio das Unidades de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) e dos Centros de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon), a Política Nacional de Atenção Oncológica garante o atendimento integral a todos aqueles diagnosticados com câncer. Todos os estados brasileiros têm pelo menos um hospital habilitado em oncologia, onde o paciente de câncer encontrará desde exames até cirurgias mais complexas.

Vale lembrar que para ser atendido nessas unidades e centros é necessário ter um diagnóstico já confirmado de câncer por laudo de biópsia ou punção. Portanto, ao atingir a idade recomendada a realização dos exames e/ou se sentir algum sintoma associada à doença, procura um urologista imediatamente.

Para mais informações acerca do tema consulte o site do INCA.

Participe da ação de capacitação https://www.ufrgs.br/edufrgs/events/event/promovendo-saude-saude-do-homem-em-uma-perspectiva-integral/ e venha conversar conosco. Inscrições podem ser feitas pelo portal do servidor.

Outubro Rosa

 

Outubro Rosa: Sempre dá tempo.


O Departamento de Atenção à Saúde - DAS lembra que o cuidado com a saúde deve acontecer ao longo do ano. É sempre bom lembrar que ainda estamos no mês dedicado à prevenção do câncer de mama - outubro Rosa e sempre é tempo para prevenir.

O câncer de mama é um tumor resultante da multiplicação de células anormais da mama. Há vários tipos, alguns evoluem rapidamente, outros não. A maioria dos casos tem boa resposta ao tratamento, principalmente, quando o diagnóstico é feito em seu estágio inicial.

Dentre os sintomas, estão o aparecimento de caroços (nódulos) fixos e geralmente indolores, mama vermelha ou com textura semelhante à casca de laranja, alterações no bico do peito (mamilo), saída espontânea de líquido de um dos mamilos e pequenos nódulos no pescoço ou nas axilas.

O importante é ter  atenção redobrada caso ocorra um histórico familiar de câncer de mama, recomenda-se, nesse caso  conversar com seu médico para avaliar o risco. Além disso, fatores como idade avançada, características genéticas e comportamentais podem aumentar os riscos de desenvolver a doença. Apesar de ocorrer com maior frequência em mulheres, o câncer de mama também pode ser desenvolvido em homens.

É essencial o autoconhecimento do corpo para que assim seja possível identificar as mudanças e, consequentemente,  diminuir os riscos,sendo importante manter um peso corporal adequado, praticar exercícios físicos regularmente e evitar o consumo de bebidas alcoólicas, além de efetuar exames de controle junto ao seu médico.

Para maiores informações acerca do tema consulte o site do INCA.

 

Neste mês tão importante o Departamento de Atenção à Saúde irá promover, no dia 29, a ação: OUTUBRO ROSA: conversando sobre a prevenção ao câncer de mama e câncer de colo de útero. (Maiores informações click no nome da ação).

Contamos com a presença das colegas!!!!!

SETEMBRO AMARELO

O mês de setembro tem sido um mês dedicado à conscientização a respeito do suicídio também podendo ser um mês para pensarmos em saúde mental.

Falar ou perguntar sobre suicídio não faz com que um indivíduo se suicide. Inclusive isso pode fazer com que a pessoa possa compartilhar seu sofrimento de modo que receba suporte da rede de apoio e encaminhamento adequado para profissionais de saúde mental. Ou seja, conversar sobre o sofrimento, as adversidades e seu enfrentamento pode ser uma estratégia de prevenção das tentativas de suicídio.

Como lidar com uma pessoa com ideação ou tentativa de suicídio?

    Procure abordar o usuário com ideação suicida de forma responsável, atenciosa e acolhedora, pois para muitas pessoas falar sobre isso é difícil. Evite julgar ou condenar a pessoa que lhe fala sobre ideação suicida, buscando ser empático.

    Procure profissionais de saúde mental e a rede de apoio da pessoa para lidar com a situação.

    No Sistema Único de Saúde, é possível acessar o atendimento nas Emergências e nas Unidades de Saúde a qual o seu domicilio pertence.

    O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone através do número 188, e-mail e chat 24 horas todos os dias.

Acesse para mais informações:

http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/suicidio

www.ufrgs.br/saudemental

O DAS CONVIDA A TODOS PARA PARTICIPAR DE MAIS UMA TURMA DE CAPACITAÇÃO "ANSIEDADE, DEPRESSÃO E PRIMEIROS SOCORROS PSICOLÓGICOS", A SER MINISTRADO EM 18 DE SETEMBRO, ÀS 13H30, NA SALA 404 DO INSTITUTO DE PSICOLOGIA.

 

 

 

 

SETEMBRO MÊS DO CORAÇÃO

O coração, eleito como o símbolo do amor, tantas vezes homenageado por poemas que nos emocionam e encantam, é um dos centros de nossas atenções neste mês de setembro.

No dia 29 de setembro é comemorado o Dia Mundial do Coração. É ele que nos move dia após dia na caminhada da vida.

Ele unido ao restante do sistema circulatório, reflete nossos abusos, imprudências, nossa emoções exacerbadas, nossas escolhas alimentares...enfim, nosso estilo de vida.

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo.

Como lidar com os fatores de risco? Como conseguir praticar exercícios, evitar a obesidade, ter uma alimentação balanceada, diminuir os níveis de estresse, prevenir, detectar e controlar doenças que repercutem na saúde do coração?

Combater estas enfermidades que atingem músculo cardíaco, vasos, válvulas e a própria dinâmica cardíaca é um desafio permanente.

Reserve alguns minutos de seu dia para rever seus hábitos e reformular a caminhada.

Esta é a nossa proposta:

"Cuide daquele que bate por você todos os dias."

 

Acompanhe os cards que serão disponibilizados ao longo deste mês com dicas e orientações para cuidar bem de seu coração!

 

 

 

Clique nos links e veja alguns vídeos interessantes sobre o assunto.

Infarto feminino

https://m.facebook.com/logged_out/watch/? video_id=376669539578461&refsrc=http%3A%2F%2Fwww.google.com.br%2F&_rdr

Conversa com cardiologista

https://soundcloud.com/ministeriodasaude/dia-mundial-do-coracao-a-cada-90-segundos-uma-pessoa-morre-por-doencas-ligadas-ao-orgao

Escolhas alimentares

http://prevencao.cardiol.br/campanhas/dmc.asp

Importância do uso de EPI

A IMPORTÂNCIA DO USO DE EPI

 

Todas as atividades que o servidor exerce em seu trabalho diário que possam causar algum risco físico a sua saúde, devem ser feitas com o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e, em ambientes específicos, poderão também ser utilizados Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC).

O fornecimento de EPI's e EPC's é de responsabilidade da Instituição ou, no caso de funcionários que prestam serviço na Universidade por meio de Empresa contratada, tais equipamentos devem ser fornecidos pela mesma, sob fiscalização dos respectivos fiscais dos contratos nas Unidades da UFRGS.

Exemplos de EPI's são: botas, óculos, protetores auriculares, máscaras, luvas, mangotes, capacetes, cintos de segurança, protetor solar, entre outros devendo ser fornecidos sem custos para o servidor e entregues em perfeitas condições de uso e adequada ao uso e à proteção a ser garantida. Da mesma forma, devem ser equipamentos coma Certificação de Aprovação pelos órgãos competentes. Também, em relação aos EPC"s, devem ser observados os mesmos cuidados no momento de sua aquisição por parte da Unidade.

os EPC's são dispositivos e sistemas que auxiliam na segurança do trabalhador dentro dos locais de exercício dos servidores. Têm a função de proteger o coletivo de servidores que utilizem os mesmo local para a realização de suas atividades diárias. Podem ser exemplificados por sistemas de sinalização nos corredores de risco, proteção em partes das máquinas que podem se mover, capelas químicas, entre outros.

Tais equipamentos são essenciais para preservar a saúde do trabalhador, garantindo sua integridade física, evitando acidentes, lesões ou doenças que possam acometer aos servidores pelo exercício de suas atividades diárias nos locais de trabalho.

A regulamentação e determinação do uso do EPI está prevista na Norma Regulamentadora nº 06 emitida pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) em 1978 e suas respectivas atualizações. Já, em relação aos EPC's, estão previstos nas NR's 4 e 9 do MTE.

Departamento de Atenção à Saúde - DAS
Sede Campus do Vale: Av. Bento Gonçalves, 9500, Prédio 43353,- Porto Alegre, RS
+55 51 3308-6940 ou 3308-7091
Sede: Av. Protásio Alves, 297 - Porto Alegre, RS
+55 51 3308-2014 ou 3308-2016
Mapa do Site, Acessibilidade e Contato