Concerto de encerramento com Yamandu Costa e Lucio Yanel

Créditos: Isabela Kassov / Aline Schwarzdold

YAMANDU COSTA

Yamandu Costa é hoje um dos artistas mais solicitados no mundo inteiro. Desde 2001, ano em que venceu o Prêmio Visa, ele vem conquistando os palcos, tanto como solista, quanto com formações diversas.

Ele se apresenta regularmente com orquestras prestigiosas (Orquestra Nacional da França, Orquestra de Paris, Orquestra, MDR Leipzig Radio Symphony Orchestra, Orquestra Sinfonica Brasileira, Orquestra Filarmonica de Calgary) e regentes consagrados (Kristjan Jarvi, Kurt Mazur, Roberto Minkzuc entre outros), apresentando peças da sua autoria escritas em parcerias com orquestradores (Paulo Aragão e Elodie Bouny).

A sua influência maior na infância e adolescência foi a música regional do sul do Brasil, deixando, aos poucos, espaço para outros gêneros, tais como choro, samba, música erudita, jazz.

Nos últimos anos, ele ganhou vários prêmios de excelência que valorizam seu talento e seu trabalho.

Yamandu possui uma discografia muito extensa e variada que revela gravações com sumidades da história da música brasileira, como Dominguinhos e Paulo Moura.

Dotado de uma sensibilidade musical e virtuosidade foras do comum, Yamandu é hoje uma das maiores referências mundiais do violão de sete cordas, e uma inspiração riquíssima para a jovem geração.

 

LUCIO YANEL 

Como violonista, Lucio Yanel realiza apresentações por diversos países como Brasil; Argentina; Paraguai; Uruguai; Chile; França; Rússia; Suíça; Espanha e EUA. Radicado no Brasil há 33 anos é considerado um dos alicerces do violão solista na música regional sulina e o violonista com maior produção na história do violão gaúcho.

Nascido em Corrientes/Argentina no dia 02 de maio de 1946, o músico veio para o Rio Grande do Sul em 1981, onde passou a atuar nos festivais de música regional. Sua maneira de tocar influenciou muitos músicos das gerações posteriores, como os violonistas Yamandu Costa, Marcello Caminha, Maurício Marques e Ricardo Martins.

Mesmo sendo um músico autodidata, Yanel é um dos fundadores do que se pode considerar uma “escola do violão gaúcho” da qual Yamandu Costa é um dos nomes mais representativos. Com seu trabalho ao violão, ampliou-se a difusão de alguns gêneros latino-americanos como a chacarera, o chamamé, o rasguido doble e a zamba no sul do país.

Além de se dedicar à música regional gaúcha, o violonista Lucio Yanel também conheceu e atuou, ao lado de importantes nomes do cenário musical argentino como Mercedes Sosa, Atahualpa Yupanqui e António Tarragó Ros. Apresentou-se ainda em inúmeros festivais e gravou com renomados artistas do Rio Grande do Sul como Gilberto Monteiro, Joca Martins, Luiz Marenco, Jayme Caetano Braun e César Oliveira e Rogério Melo. Tem composições ao lado de Renato Borghetti, Gaúcho da Fronteira e Luiz Carlos Borges.

Seus álbuns como violonista solo são: La del Sentimiento (1983), Guitarra Pampeana (1986), Aunque Vengan Degollando (1997), Acuarela del Sur (2003), Acuarela del Sur II (2006), Misterios del Chamame (2009), Folklore Argentino (2011) e Dois Tempos (2001) em parceria com seu discípulo Yamandu Costa. Participou como violonista em mais de uma centena de discos e DVDs. 

Data: 24 de setembro
Hora: 20h
Local: Salão de Atos da UFRGS - Av. Paulo Gama, 110 - Campus Centro da UFRGS

 

Fotos

VOLTAR AO TOPO