Concerto com Ospa e Fabio Zanon | Regência de Nicolas Rauss

A Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA) foi fundada em 1950, tendo à sua frente omaestro Pablo Komlós, regente húngaro que a dirigiu até 1978 e foi responsável pela permanência, solidificação e prestígio adquirido pela orquestra gaúcha em todo o país. Depois do falecimento de Komlós, a Ospa teve como regentes titulares os maestros David Machado, Eleazar de Carvalho, Flávio Chamis, Cláudio Ribeiro, Íon Bressan e Isaac Karabtchevsky.

Até o ano de 1964, a Ospa era mantida com a colaboração de sócios da comunidade local. Após estudos, no dia 22 de janeiro de 1965, a então Sociedade Orquestra Sinfônica de Porto Alegre teve autorizada a sua encampação pelo Governo Estadual e, através do decreto de lei nº 17.173, foi transformada em fundação, sob forma autárquica. Os músicos foram reconhecidos nos seus direitos como funcionários públicos, assim como os estrangeiros, desde que se naturalizassem.

 

Muitos foram os artistas de renome que passaram pela Ospa ao longo dos seus mais de sessenta anos de atividades. Entre eles, Friedrich Gulda, Antonio Janigro, Janos Starker, Pierre Fournier, Mischa Maisky, Bruno Gelber, Kurt Redel, Montserrat Caballé, Luciano Pavarotti e José Carreras. Solistas brasileiros como Nelson Freire, Arnaldo Cohen, Arthur Moreira Lima, Roberto Szidon, Miguel Proença, Antonio Meneses, Jean-Louis Steuermann e Alexandre Dossin também se apresentam regularmente em suas temporadas.

 

Fabio Zanon é reconhecido internacionalmente como um dos grandes violonistas da atualidade. Sua atividade como violonista, escritor, regente, professor e comunicador tem contribuído para uma mudança da percepção do violão na música de concerto. Estudou música com seu pai, teve entre seus mestres Antonio Guedes, Henrique Pinto, Edelton Gloeden e Michael Lewin, e teve forte influência direta de Julian Bream, durante seus anos de estudante em Londres.

Foi vencedor de dois dentre os maiores concursos internacionais de violão em 1996, o “Tárrega”, na Espanha, e o GFA, nos EUA. Foi agraciado com o Prêmio Moinho Santista em 97, Prêmio Carlos Gomes em 2005, Prêmio Bravo! em 2010 e indicado para o Grammy Latino em 2011. Fabio Zanon é Fellow e Visiting Professor da Royal Academy of Music em Londres desde 2008. Já tocou nos maiores teatros e festivais e à frente de importantes orquestras em mais de 40 países.

 

Nascido em Genebra (Suíça), Nicolas Rauss é Diretor artístico da Orquestra USACH (Orquesta Clásica de la Universidad de Santiago de Chile). Foi Diretor titular da Filarmônica de Mendoza (Argentina), Diretor Principal da Sinfônica do Sodré (Uruguai) e Diretor artístico da Sinfônica Provincial de Rosário (Argentina).  Logo depois de se formar em direção orquestral e coral em Genebra, obteve o Primeiro Prêmio do 6º Concurso Internacional de Regência “Gino Marinuzzi” (Sanremo). Já regeu orquestras em países como Suíça, Itália, Alemanha, Macedônia e Geórgia, e esteve à frente de orquestras de diferentes países da América Latina.

 

Data: 27 de setembro
Horário: 20h
Local: Salão de Atos da UFRGS - Avenida Paulo Gama, 110.

Valor do ingresso: R$20,00 - 50% de desconto para estudantes, idosos e Clube Assinantes ZH - Bilheteria do Salão de Atos no dia do concerto.

Ingressos grauítos para comunidade da UFRGS (limitados) - Salão de Atos, das 09h às 12h e 14h às 18h.

VOLTAR AO TOPO