A Sombra da Imagem

A sombra sempre anuncia algo: Dante, na primeira sombra vista no Purgatório, já previa que há, também, uma primeira luz. Paradoxal, a sombra pode representar tanto proteção, profundidade e mistério, como manifestação de fantasmas e de espectros assustadores.

Ela é a face oculta da fotografia. Escondida, transformada, manipulada, a sombra é também matéria-prima, como a luz, que inscreve as formas.  Ver uma imagem em negativo significa jogar com a duplicidade do dentro/fora da câmara: interior obscuro/exterior claro. Mas haveria mesmo uma distância entre a imagem negativa e positiva? A sombra poderia ser tanto negativa como positiva?

A imagem inversa sempre foi guardada, escondida. Na sombra dos velhos arquivos. Nas gavetas, longe da luz, talvez para diferenciá-la da imagem positiva, final e luminosa. Esta exposição é uma tentativa desvelar estas sombras e revelar sua força simbólica: a da melancolia das imagens.

Eduardo Vieira da Cunha
Curador

 

Artistas participantes:


Bethielle Kupstaitis
Lizângela Torres
Luiz Eduardo Achutti
Nelson Rosa
Juan Carlos Andrade
Elaine Tedesco
Tetê Barachini
Daniela Cidade
Paula Witeck
Alice Brawers
Claiton Ferreira
Aline Dias
Diego Rayck

Visitação: de 10 de outubro a 4 de novembro
Horário: das 08h às 18h
Local: Saguão da Reitoria da UFRGS | Av. Paulo Gama, 110

VOLTAR AO TOPO