Pescadores e Botos | Histórias de uma conexão em rede

A Barra do Rio Tramandaí é cenário de uma interação incomum entre duas espécies: botos e seres humanos ajudam-se na captura da tainha. A cooperação entre eles é benéfica para ambos: para o pescador profissional, o peixe pescado é fonte de renda e ajuda no sustento de sua família, enquanto para o boto torna-se mais fácil se alimentar das tainhas que se separam do cardume quando a tarrafa bate na água.

Marcando o início da edição de 2017, o Projeto Unifoto promove a exposição Pescadores e Botos | Histórias de uma conexão em rede. Com fotografias de Elisa Ilha e Ignacio Moreno entrelaçadas com fragmentos de falas nativas, o processo de organização da mostra destacou a participação curatorial dos pescadores profissionais da tarrafa nas seleções de imagens e trechos das trajetórias de vida. 

A exposição é realização do Projeto Botos da Barra (Ceclimar/UFRGS) que, em convênio com a Transpetro, visa fortalecer a pesca cooperativa entre pescadores e botos através de diversas campanhas de educação ambiental para conscientização sobre a riqueza e a conservação da sociobiodiversidade do Litoral Norte do Rio Grande do Sul.

Período de visitação: de 03 a 28 de abril
Horário: das 8h às 18h
Local: Saguão da Reitoria da UFRGS – Av. Paulo Gama, 110

 

VOLTAR AO TOPO