LUZ - videoinstalação Teresa Pereda

A reconhecida artista visual argentina, licenciada em História da Arte pela Universidad de Buenos Aires, Teresa Pereda é especialista em etnografia indígena sul-americana. Na década de 1990 aprofunda sua poética, centrando-se no vínculo homem-terra. Seus projetos em curso Itinerario de un pais e Recolección- restitución. Citas por América compreendem uma ampla produção de performances, instalações, objetos, fotografias, vídeos e livros de artista.

Com o projeto Itinerario de un país recorre, desde 1994, amplas extensões da Argentina. A partir do contato com diversos povos, troca terras e registra situações. As terras ali recebidas resultam numa marca simbólica de cada historia de vida e de cada lugar. Um tipo de cartografia sensível do território.

 

O projeto Recolección-restitución. Citas por América surgiu como extensão das viagens iniciadas na década de 1990. Até o momento, o mesmo percorreu Mechita (província de Buenos Aires, 2006), Ushuaia (Bienal do Fim do Mundo, Argentina, 2007), Amazonas (Brasil, 2008), Uyuni (Bolívia, 2008), Campos de gelo patagônicos (Chile-Argentina, 2007), Lincoln (província de Buenos Aires, 2017). Na cidade de Buenos Aires: Sala Cronopios (comemoração do Bicentenário, 2010), Palais de Glace (20 anos da Guerra de Malvinas, 2012) e Parque da Memória (2013). Em cada lugar realiza duas ações: solicitação e entrega de terras, entrelaçado e novelo de lã.

Mostras individuais a destacar: A orillas del Río Dulce, Centro Cultural do Bicentenario, Santiago del Estero. Curador: Rodrigo Alonso (2015); Pró(x)imo posible. Cita País, Parque da Memoria, Buenos Aires. Curadora: Florencia Battiti (2013); Agua que no se detiene, MNAD Buenos Aires; Curador: Lucas Beccar (2013); Appointments around America, Alejandra von Hartz Gallery, Miami (2011); Recolección - restitución. Citas por América, Sala Cronopios, Bicentenário argentino, Centro Cultural Recoleta, Buenos. Aires. Curadora: Ana Battistozzi (2010); Sueño de un por-venir, Zavaleta Lab, Buenos Aires. Curador: Horacio Zabala (2005).

Suas obras integram, entre outras coleções, as do Museu Nacional de Belas Artes e o Fundo Nacional das Artes, Buenos Aires; Museo Castagnino - Macro, Rosário; Museu Caraffa, Córdoba, Argentina; Jack S. Blanton Museum of Art, Austin, EUA; Escala Essex Collection of Art from Latin America, Essex, UK; Space Collection, Irvin, EUA.

 

Distinções: Prêmio à Produção Estética Transdisciplinária, Associação Argentina de Críticos de Arte, 2002. Bolsista por Banff Centre para integrar Intra-nation: Thematic Residency in Media and Visual Arts, Alberta, Canadá (2004). Artista residente em Fountainhead Residency, Miami, EUA (2011). Vive e trabalha em Lincoln, província de Buenos Aires, Argentina.

 

A obra LUZ instala um espaço lumínico em que o público poderá transitar e no qual a artista Teresa Pereda propõe levar a cabo diversas ações. Está conformado pela silhueta do mapa da América Latina que se desloca sob a cruz dos quatro lugares, a Meli Huitran Mapu. Dimensão não somente geográfica, se não cósmica e multidimensional. A obra se constitui em signo de lugar comum, marca e reflexão acerca de quem somos e onde queremos estar.

A artista entregará terra e lã aos visitantes. Também solicitará a participação e as contribuições espontâneas dos assistentes. Ao passo que a luz percorre o corpo de quem ingressa no espaço, sua substância, capaz de transmutar, faz possível o acesso ao plano dos sonhos lúcidos.

Ditas ações conformarão um pequeno ritual protagonizado por gestos coletivos. Consagrando um espaço comum e multidimensional, um breve presente forjador de um tempo de conciliação concernente ao território americano que nos envolve.

 

O projeto LUZ concebe a experiência da arte como expansão de consciência capaz de modificar a quem a vive.   

Data: 04 a 18 de outubro 

Horário: das 10h às 18h

Local: Salão de Festas - 2º andar da Reitoria (Av. Paulo Gama,110) | Campus Centro

Entrada franca

VOLTAR AO TOPO