Humus | la piel no calla - videoinstalação de Teresa Pereda

Em Humus | la piel no calla, Pereda intervém com uma imponente vertente natural a cúpula do Planetário de Porto Alegre, situando o espectador num templo de contemplação da bravura da água e o som dos nossos dias imersos no trânsito urbano. Sabendo que a experiência de um planetário é a de fazermos viajar para qualquer céu do mundo, as imagens desta videoinstalação registram a potente pulsão da água que brota de um curso subterrâneo e possibilita o deslocamento dos espaços terra e céu.

O som estabelece uma sincronia rítmica entre o afastamento da água nascente com centenas de registros sonoros de ruídos urbanos e de vozes humanas, que retroalimentam um ciclo rítmico e tornam perceptível a contraposição entre a natureza e o homem.

 

Âmbito de encontro e desencontro. Natureza e vida urbana, em permanente movimento. Ambos em risco, nenhum cala. O caótico fluir nos adverte acerca da frágil condição do homem.  

Data: 5, 6, 7 e 8 de outubro

Horário: 5 e 6 de outubro às 19h, 7 das 14 às 19:30 e 8 de outubro dàs 14h às 16h 

Local: Planetário (Av. Ipiranga, 2000) | Campus Saúde

 

VOLTAR AO TOPO