Cinemas em Rede

PIRIPKURA

Cinemas em Rede é um projeto inovador de compartilhamento e difusão de conteúdos audiovisuais, pela internet de alta capacidade, via CiPê, coordenado pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa- RNP em parceria com os Ministérios da Cultura (MinC) e Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). 12 Instituições participam do Projeto: Cinemateca Brasileira (SP), a UFRGS (Sala Redenção - Cinema Universitário); USP (CINUSP e Escola de Comunicação e Artes-ECA); UFBA (Saladearte Cinema da UFBA); a Fundação Joaquim Nabuco - FUNDAJ, em Recife; a UFG (Cinema da UFG); a UFES (Cine Metrópolis); a UFSCAR (CineUFSCar); a UFPB (Cinema da UFPB); a UFPel (Cinema UFPel); a UFOP (Cine Vila Rica) e a UFF (Cinema da UFF).

As sessões acontecem, nas terceiras quintas-feiras, mensalmente.

Data: 16/08

Horário: 19h

Local: Sala Redenção - Cinema Universitário (Av Eng. Luiz Englert s/n, Campus Central da UFRGS)

Horários

Baile Perfumado

Dir. Paulo Caldas | Brasil | 1996 | 93min

Conta a saga real do libanês Benjamin Abrahão, mascate responsável pelas únicas imagens de Virgulino Ferreira, o Lampião, quando vivia no sertão brasileiro.

O filme passou por processo de digitalização em alta definição.

Após a sessão teremos debate por vídeo conferência a partir do cinema da Universidade Federal Fluminense (UFF). 

21/06/18 - 19:00

PIRIPKURA

Direção: Mariana Oliva, Renata Terra e Bruno Jorge |Documentário |Brasil |2018 |82 min

Dois indígenas nômades, do povo Piripkura, sobrevivem cercados por fazendas e madeireiros numa área ainda protegida no meio da floresta amazônica. Jair Candor, servidor da FUNAI, acompanha os dois desde 1989. Ele realiza expedições periódicas, muitas delas acompanhado por Rita, a terceira sobrevivente Piripkura que se tem notícia, para monitorar vestígios que comprovem a presença deles na floresta e para impedir a invasão da área. Pakyî e Tamandua vivem com um facão, um machado cego e uma tocha. “Piripkura” aborda as consequências de uma tragédia e revela a força, resiliência e autonomia daqueles que têm recusado contato com o mundo do homem branco.

Após a sessão haverá um dabete por videoconferência com Bruno Jorge, um dos diretores do filme. O debate será gerado a partir do CINE ARTE UFF.

16/08/18 - 19:00

VOLTAR AO TOPO