Miguel Ballumbrosio | Unimúsica 2018

Embora a cena musical afro-peruana ainda seja pouco conhecida em todo o mundo, sua resistência demonstra um poder e uma vitalidade que remontam séculos e tem suas raízes nas sonoridades produzidas pelas comunidades de escravos negros. Fazendo uso de caixas simples – o mundialmente conhecido cajón – ou mandíbulas de animais mortos – a quijada – o pueblo afro andino peruano inventou novas formas de fazer música. Miguel Ballumbrosio, percussionista e zapateador, se filia de modo literal a essa tradição. Filho de Amador Ballumbrosio, uma das maiores referências da cultura afro-andina do Peru, Miguel tem se dedicado a manter vivo o legado de seu pai, difundindo e inovando os ritmos e danças tradicionais como el festejo, el landó y la zamacueca.

Data: 02/08

Horário: 20h

Local: Salão de Atos UFRGS (Av. Paulo Gama, 110)

 

Retirada de senhas através da troca de 1kg de alimento não perecível por ingresso. 2 ingressos por pessoa.

Sala 4 do ILEA (Campus Vale) toda segunda-feira anterior ao espetáculo, das 9h às 17h.

DDC - Mezanino do Salão de Atos (Campus Centro), da segunda-feira ao dia do espetáculo, das 9h às 18h.

 

 

VOLTAR AO TOPO