Página Inicial

ANAIS PARA DOWNLOAD

Informamos que os ANAIS do EDEQ 2012 já estão à disposição para download

na aba  “ANAIS ELETRÔNICOS”

 

Caros participantes e colegas,

Já encontra-se disponível o ISBN referente aos ANAIS do evento. A partir de janeiro, atualizaremos a página do EDEQ com o arquivo disponível para download. Para quaisquer esclarecimentos entrar em contato via e-mail.

 

ISBN: 

978-85-66106-01-5

TÍTULO: 

Anais do 32º EDEQ: Encontro de Debates sobre o Ensino de Química
e Saberes Docentes: memórias, narrativas e práticas

 

Att
Rochele loguercio

 

 

CERTIFICADOS 32ºEDEQ 

Prezados participantes do 32º EDEQ, informamos que os certificados estão disponíveis na Área do Inscrito.

Dúvidas ou eventuais correções, enviar e-mail para: edeq2012@ufrgs.br

 

 

“Se o sentido daquilo que somos está construído narrativamente, em sua construção e em sua transformação terão um papel muito importante as histórias que escutamos (e contamos) e lemos, assim como o funcionamento dessas histórias no interior de práticas sociais mais ou menos institucionalizadas”  (Larrosa, 1996, p. 147)

 

“Por um lado, uma teoria é sempre local, relativa a um pequeno domínio e pode se aplicar a um outro domínio, mais ou menos afastado. A relação de aplicação nunca é de semelhança. Por outro lado, desde que uma teoria penetre em seu próprio domínio encontra obstáculos que tornam necessário que seja revezada por outro tipo de discurso (é este outro tipo que permite eventualmente passar a um domínio diferente)”. (Deleuze in Foucault, 1995, p. 69)

 

Nenhum saber se forma sem um sistema de comunicação, de registro, de acumulação, de deslocamento, que é em si mesmo uma forma de poder, e que está ligado, em sua existência e em seu funcionamento às outras formas de poder. 

Nenhum poder, em compensação, se exerce sem a extração, a apropriação, a distribuição ou a retenção de um saber. Nesse nível não há o conhecimento, de um lado, e a sociedade, do outro, ou a ciência e o Estado, mas as formas fundamentais do “poder-saber”. (Foucault, 1999, p 382)