Você está aqui: Página Inicial Notícias Livros ganham o Prêmio ABEU 2017

Livros ganham o Prêmio ABEU 2017

Obras da Editora da UFRGS receberam troféus de 1º lugar em duas categorias, além de 2º lugar e menção honrosa. São elas: A Modernidade Impressa, O Mundo das Argilas e A Tentação Fascista no Brasil.

 

No dia 18 de novembro, ocorreu a cerimônia de entrega do Prêmio ABEU 2017 promovido pela Associação Brasileira de Editoras Universitárias. O evento, realizado no auditório da Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo / SP, contou com a presença de autores, pesquisadores, representantes das editoras universitárias e de diversas entidades do livro.

Dois livros da Editora da UFRGS ganharam primeiro lugar: A Modernidade Impressa: Artistas Ilustradores da Livraria do Globo – Porto Alegre, de Paula Ramos e a obra bilíngue Le monde des argiles = O mundo das argilas, de Alain Meunier, André Sampaio Mexias e Edson Campanhola Bortoluzzi.

 

Premiações

A Modernidade Impressa venceu na categoria Projeto Gráfico e ficou em segundo lugar na categoria Ciências Sociais e da Expressão. Paula Ramos, autora do livro, declarou que “É um reconhecimento maravilhoso, ainda mais vindo de uma associação que tem uma história, embora seja um prêmio recente.” Sandro Fetter, responsável pelo projeto gráfico, também esteve presente e comentou sobre sua relação de pupilo com a autora, tendo sido aluno de Paula Ramos no curso de Design: “Foram 10 anos da gente lutando para que esse projeto saísse, podendo entregar agora um material belíssimo de acervo que poucos tinham acesso.”

O Mundo das Argilas, uma produção bilíngue da Editora da UFRGS, ganhou o 1º lugar na categoria Ciências Naturais e Matemáticas. Realizado por Alain Meunier, Edson Campanhola Bortoluzzi e André Sampaio Mexias, os três autores foram representados na cerimônia por este último, que declarou “Nós ficamos em um primeiro momento surpresos pela indicação e, num segundo momento, bastante envaidecidos, afinal, para gente, estar entre os 3 finalistas já é uma distinção.”

 

Menção Honrosa

Dentre as menções honrosas, a obra da Editora da UFRGS A Tentação Fascista no Brasil: imaginário de dirigentes e militantes integralistas, de Hélgio Trindade, recebeu a menção na categoria Ciências Humanas.

Mais informações sobre o Prêmio ABEU 2017 em: https://goo.gl/a8ynzM

 

Sobre os livros

> A Modernidade Impressa: Artistas Ilustradores da Livraria do Globo - Porto Alegre, de Paula Ramos

Aborda a história da Livraria do Globo a partir de sua produção gráfica, enfatizando os artistas ilustradores que trabalharam na legendária Seção de Desenho da empresa, na primeira metade dos século XX, sob a gerência do designer alemão Ernst Zeuner (1895 1967). Entre eles, alguns dos principais nomes do cenário artístico local: Sotero Cosme (1905 1978), João Fahrion (1898 1970), Edgar Koetz (1914 1969), Nelson Boeira Faedrich (1912 1994), João Faria Viana (1905 1975), João Mottini (1923 1990) e Vitório Gheno (1923). Esses artistas criavam capas, ilustrações, vinhetas, identidades visuais, num trânsito entre artes visuais, artes gráficas e design.

Outras premiações: Obra recebeu o troféu Livro do Ano e categoria Especial no 23º Prêmio Açorianos de Literatura 2016, promovido pela Prefeitura Municipal de Porto Alegre.

Venceu o 59º Prêmio Jabuti 2017, na categoria Projeto Gráfico e Arquitetura, Urbanismo, Artes e Fotografia, e a premiação será realizada no dia 30 de novembro de 2017.

 

> Le monde des argiles = O mundo das argilas, de Alain Meunier, André Sampaio Mexias e Edson Campanhola Bortoluzzi

O livro mundo das argilas tem como objetivo apresentar de forma didática e bilíngue (francês/português) aos estudantes de nível superior e pós-graduação (geólogos, agrônomos e áreas afins) o conhecimento acumulado sobre as argilas argilominerais.

 

> A Tentação Fascista no Brasil: Imaginário de Dirigentes e Militantes Integralistas, de Hélgio Trindade

Livro de Hélgio Trindade (professor emérito da UFRGS), cumpre a promessa de trazer a público a análise de um conjunto de entrevistas inéditas feitas pelo autor, entre maio de 1969 e setembro de 1970, com dirigentes nacionais, regionais, locais e militantes, pouco mais de quatro décadas após a publicação, em 1974, do primeiro livro – Integralismo: o fascismo brasileiro da década de 30.

Outra premiação: a obra venceu em terceiro lugar no 59º Prêmio Jabuti 2017, na categoria Ciências Humanas, e a premiação será realizada no dia 30 de novembro de 2017.

 

Publicado em 20/11/2017.