Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais
Acessar
Seções

NOTÍCIAS

Encontros Científicos 2017 - Enf. Obstétrica

 

No próximo dia 27 de setembro, acontece o III Encontro Científico 2017 - Enfermagem Obstétrica, projeto de extensão universitária que abordará as Diretrizes Nacionais de Assistência ao Parto Normal editadas pelo Ministério da Saúde.

O evento será realizado no Hospital de Clínicas de Porto Alegre - Sala 160, à Rua Ramiro Barcelos, 2350,  Bairro Santa Cecilia - Porto Alegre/RS, às 19 horas, e é aberto a toda a comunidade com interesse em Enfermagem Obstétrica.

A atividade é gratuita, existindo apenas uma taxa cobrada para a emissão do certificado no valor de R$ 4,00 (quatro reais). A mesma deve ser paga via boleto bancário disponível no site da Extensão da Universidade Federal do Rio Grande do Sul após o evento.

Esse projeto de extensão tem o apoio da ABENFO-RS, COREN-RS e SERGS, com Coordenação-Geral da Enf. Mariene Jaeger Riffel, Professora do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil da UFRGS.

 

INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES ATRAVÉS DO E-MAIL: encontros2017.enfobstetrica@gmail.com .

 

IV Encontro Científico 2017 - Enfermagem Obstétrica já tem data marcada:

25/10/2017

Encerramento da Semana Científica do Clínicas

Na última sexta, aconteceu o encerramento da 37ª Semana Científica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, tradicional evento do HCPA que tem por objetivo abrir espaço para o intercâmbio de informações e conhecimento e divulgar a produção científica realizada nesse hospital.

Além das conferências nacionais e internacionais, mesas-redondas e cursos promovidos, a 37ª edição incluiu a categoria Inovação entre as apresentações de trabalhos, sobre temas relacionados ao empreendedorismo, novas tecnologias, propostas de ideias ou processos inovadores em saúde. As demais categorias foram Pesquisa, Relato de caso único/Estudo de caso único e Relato de experiência.

De acordo com a Coordenadora Geral do evento e Coordenadora do Grupo de Pesquisa e Pós-graduação do HCPA, Profª. Patrícia Ashton Prolla, 18 palestrantes eram provenientes de fora do Estado e 30% dos trabalhos inscritos também. Isso demonstra o interesse e a importância desse evento para a comunidade científica da área da saúde. Acesse o link e confira o seu depoimento exibido no site do hospital.

As conferências de encerramento dessa edição foram realizadas por pesquisadores do Hospital de Clínicas. A Profª.  Lúcia Silla, do Serviço de Hematologia do HCPA, falou sobre uma nova técnica para tratamento da leucemia mieloide aguda desenvolvida em parceria com o M.D. Anderson Cancer Center. Em seguida, foi a vez dos professores Wolnei Caumo e Tânia Weber Furlanetto, que abordaram o projeto “Educar para uma vida saudável”,  dando exemplo de como a ciência pode se aproximar do ambiente escolar.

Foto: Coordenadoria de Comunicação/Site HCPA

O tema central da 37ª Semana Científica do HCPA, PESQUISA: CRISE E RESILIÊNCIA, foi apresentado pela  Dra. Emiko Yoshikawa Egry, Profa. Titular Sênior da Escola de Enfermagem da USP/SP e Coordenadora do Comitê de Assessoramento da Área de Enfermagem do CNPq (2015-2018), que proferiu a Conferência "Pesquisa de Enfermagem: construindo resiliência em tempos de crise" no Auditório José Baldi, na manhã da quarta-feira (13). A Profª. Drª. Miriam de Abreu Almeida, Coordenadora do Programa de Pós-Graduação e Enfermagem da UFRGS, participou da mesa.

A fala da conferencista incluiu toques de história, desdobramentos da pesquisa em tempos de crise, a importância de resistir sempre e que a resiliência profissional é nosso nome do meio. Destacou que a Enfermagem faz muito em pesquisa com pouco recurso e que deve gerar um produto social. Finalizou citando Suassuna, com uma mensagem de otimismo, de realismo esperançoso.

Foto: Coordenadoria de Comunicação/Site HCPA

Foto: Coordenadoria de Comunicação/Site HCPA

Foto: Coordenadoria de Comunicação/Site do HCPA

Para conferir tudo que rolou nesta última semana, acesse o site da 37ª Semana Científica do HCPA e conheça os trabalhos que foram destaques, entre eles o pôster "Efetividade clínica de um algoritmo de diurético e manejo não farmacológico em pacientes com insufuciência cardíaca: ensaio clínico randomizado", de autoria de Maria Karolina Feijó, Daniela Bernardes, Camille Correa, Thamires de Souza Hilário, Andréia Biolo e Eneida Rejane Rabelo da Silva, professora do Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica da EENF/UFRGS, que recebeu a premiação das mãos da Profª. Elizeth Paz da Silva Heldt, do Departamento de Assistência e Orientação Profissional da EENF/UFRGS, Coordenadora Adjunta da Comissão Organizadora dessa edição da Semana Científica.


Fonte: www.hcpa.edu.br

Pesquisa Qualitativa em Saúde Mental

 

DESAFIOS E CONTRIBUIÇÕES DA PESQUISA QUALITATIVA PARA O CAMPO DA SAÚDE E DA SAÚDE MENTAL é o tópico especial que o Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul oferece à comunidade acadêmica neste mês de setembro.

A atividade integra a disciplina ENF532 dos cursos de Mestrado e Doutorado em Enfermagem do PPGENF/UFRGS e contará com a participação dos professores convidados Dr. Mario Cardano (Universidade de Turim/Itália), Drª. Luciane Prado Kantorski (Universidade Federal de Pelotas) e da Profª. Drª. Agnes Olschowsky, regente da disciplina.

Duas apresentações serão abertas ao público, com entrada franca e sem inscrição prévia, e dão direito a certificado de extensão. As palestras vão acontecer no Anfiteatro da Escola de Enfermagem/UFRGS à Rua São Manoel, 963 – Campus Saúde, POA/RS, nos dias 26/09/2017 (das 14h30min às 18h) e 27/09/2017 (das 8h30min às 12h).

Nesses encontros, serão abordados o movimento e as práticas constituídas que se originam da experiência junto a grupos de ouvidores de vozes na Itália, como ponto de partida para o estudo das bases teórico-metodológicas da pesquisa qualitativa e suas contribuições à pesquisa em saúde e saúde mental.

O evento é dirigido aos professores, pesquisadores e alunos da graduação e pós-graduação da área da saúde.

As vagas para a disciplina são limitadas e voltadas para alunos de Pós-Graduação. Os interessados devem solicitar matrícula através do e-mail ppgenf@ufrgs.br até o dia 22/09/2017.

Confira o plano de ensino do seminário e acesse os curricula vitae dos professores ministrantes: Dra. Agnes Olschowsky, Dr. Mario Cardano e Dra. Luciane Prado Kantorski.

Saúde da população negra em debate

 

******Aula Aberta********

 

"LACUNA NO CONHECIMENTO EM SAÚDE

DA POPULAÇÃO NEGRA"

Ministrante: Prof. Luis Eduardo Batista

Dia: 15 de setembro de 2017 - 09 horas

Local: Auditório da Escola de Enfermagem/UFRGS

(Rua São Manoel, 963 – Campus Saúde – POA/RS)

 

O evento é uma promoção do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Sul em parceria com o Grupo de Estudos em Saúde da População Negra e tem como propósito ampliar os conhecimentos sobre racismo como um determinante social em saúde, fortalecendo a implementação da Política Nacional da Saúde da População Negra no estado brasileiro.

 

Sobre o convidado: Luis Eduardo Batista possui mestrado e doutorado em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, é pesquisador Científico, foi coordenador da área técnica saúde da população negra da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo durante oito anos. Desenvolve estudos sobre impacto do racismo na saúde, e sobre desigualdades raciais e saúde. Pertence ao grupo de pesquisadores que tem colaborado com a implementação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra e possui experiência na área de Saúde Coletiva (CURRICULUM VITAE)

 

Sobre a atividade: será uma aula aberta do Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PPGCOL), com entrada franca e sem inscrição prévia. Após a explanação do convidado, será aberta a palavra ao público para manifestações, reflexões e questionamentos.

Aos participantes inscritos, que cumprirem a carga horária exigida, será fornecido certificado de extensão pela UFRGS.

O evento é coordenado pela Profª. Drª. Fernanda de Souza Bairros, do Departamento de Assistência e Orientação Profissional da Escola de Enfermagem.

Outras informações com o PPGCOL - fone 51. 3308.5200.

 

 

 

Política Nacional de Saúde Integral LGBT no SUS

    ******Aula Aberta********


  • CONTEXTOS E DESAFIOS PARA IMPLEMENTAÇÃO DA

    POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE INTEGRAL LGBT NO SUS


Ministrante: Prof. Edu Turte Cavadinha

Dia: 14 de setembro de 2017 - 18h30min

Local: Auditório da Faculdade de Farmácia/UFRGS

(Av. Ipiranga, 2752 – Campus Saúde – POA/RS)


Sobre o convidado: possui graduação em Enfermagem pela Universidade de Pernambuco (2005). Concluiu o Mestrado em Enfermagem pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (2008), e Doutorado em Ciências (Saúde Pública) pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo - FSP/USP (2012), Tem experiência em estudos de gênero, sexualidade, saúde reprodutiva, saúde sexual e homoparentalidade. Atualmente, integra o Observatório da Política Nacional de Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (NESP/UnB) e o Núcleo de Estudos em Saúde Pública do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares da Universidade de Brasília (NESP/CEAM/UnB). Trabalha com pesquisas que discutam a atenção à saúde da população LGBT e esteve à frente da pesquisa “Análise do acesso e da qualidade da atenção integral à saúde da população Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Travestis no Sistema Único de Saúde”.


Sobre a atividade: será uma aula aberta do Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PPGCOL) e também uma atividade de extensão do Coletivo LGBTI de Saúde Coletiva. Conta com o apoio do estudante de Saúde Coletiva e bolsista de extensão Jeferson Pinheiro e também do mestrando de Saúde Coletiva Drean Costa. O tema de pesquisa do Drean Costa, orientado pelo Professor Daniel Canevese de Oliveira, coordenador desse evento e professor dos cursos de graduação e pós-graduação em Saúde Coletiva da UFRGS, trata de uma investigação sobre a materialidade da Política Nacional de Saúde LGBT nos planos estaduais de saúde.

A atividade é gratuita e sem inscrição prévia.
Outras informações com o PPGCOL - fone 51. 3308.5200.


 

FEMINICIDIO: É preciso falar sobre isso

 

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul, numa promoção do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da UFRGS, sediará o Seminário Internacional FEMINICÍDIO: Precisamos falar sobre isso nos dias 28 e 29 de setembro próximo. Trata-se da 8ª edição do evento Rotas Críticas, que integra uma série de encontros nacionais e internacionais, com foco nas violências e vulnerabilidades decorrentes de desigualdades de gênero em sua intersecção com outras categorias como raça, idade e classe social.

“FEMINICÍDIO: Precisamos falar sobre isso” centrará o foco nos assassinatos de mulheres motivados pelo fato das vítimas serem mulheres. De acordo com a Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Profª. Stela Nazareth Meneghel, que já vem estudando esse tema há algum tempo, muitas dessas mortes significam violações aos direitos humanos, como as que acontecem com mulheres migrantes, indígenas, quilombolas, prostitutas, sem-terra, militantes políticas e sociais.

Organização das Nações Unidas no Brasil, com base em dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), menciona que a taxa de feminicidios no Brasil no ano passado foi de 4,8 para 100 mil mulheres – a quinta maior no mundo, sendo que, em 2015, o Mapa da Violência sobre homicídios entre o público feminino revelou que, de 2003 a 2013, o número de assassinatos de mulheres negras cresceu 54%, passando de 1.864 para 2.875.

Os índices na América Latina e no Caribe são ainda mais alarmantes, especialmente por considerarmos que a maioria dos casos permanecem impunes, de acordo com informações do site Portal Vermelho.

A prática do feminicidio está prevista no Código Penal Brasileiro como circunstância qualificadora do crime de homicídio desde 2015, a partir da publicação da Lei nº 13.104/2015, figurando no rol dos crimes hediondos (Lei nº 8.072/1990).

O evento vai acontecer 28 de setembro no auditório da Escola de Enfermagem (manhã) e no auditório da Faculdade de Farmácia (tarde); dia 29 de setembro, o evento acontecerá manhã/tarde no auditório da Escola de Enfermagem.  Sempre no horário das 09 às 12h e 14h às 17h.

A atividade "Feminicídio: Precisamos falar sobre isso" é voltada aos estudantes, profissionais, pesquisadores, trabalhadores e operadores do campo da saúde, ciências jurídicas, sociais e humana. E tem como objetivo abrir espaço para a reflexão crítica, troca de experiências, partilha de pesquisas e construção de estratégias para enfrentamento desse problema.

O evento na Escola de Enfermagem contará com a presença de pesquisadores, coletivos de mulheres, organizações não-governamentais, alunos de graduação e pós-graduação e demais interessados.

A Coordenação desse seminário internacional é das Professoras Stela Nazareth Meneghel e Fernanda Souza de Bairros.

Outras informações podem ser obtidas com o PPGCOL através do fone 3308.5200 ou e-mail ppgsc@ufrgs.br.

 

PROGRAMAÇÃO:

28.09.17– Quinta-Feira

Manhã - Auditório da Escola de Enfermagem/UFRGS

 

09h às 09h30min - Abertura: Stela Meneghel

9h30min às 12h30min

Palestra: Fascismo social e necropolítica de gênero

Palestrante: Dra. Montserrat Sagot,  Universidade da Costa Rica

 

Tarde - Auditório da Faculdade de Farmácia/UFRGS

14h às 14h30min

Apresentação musical: Lilian Rocha

14h30 às 17h

Mesa Redonda: Feminicídios em grupos étnicos e raciais.

Participantes: Isabel Clavelin (ONU Mulheres), Betty Lozano (Colômbia)

Mediação: Fernanda Bairros

 

29.09.17 – Sexta-feira

Manhã e Tarde - Auditório da Escola de Enfermagem

 

09h às 12h

Palestra: Reconhecendo os feminicídios no Brasil: aplicação das lentes de gênero na "letra fria da lei".

Ministrante: Wânia Pasinato USP Mulheres

Mediação: Stela  Meneghel

 

14h às 17h

Painéis:

  • Mapa do Acolhimento: Carolina Soares - Coordenadora e Fundadora Minha Porto Alegre
  • Mobilização #issoéfeminicídio: Carolina Soares e Ana Lucia Gomes

Roda de conversa: O que faremos para enfrentar os feminicidios?

Mediação: Aline Blaya e Izabella Matos

 

 

ELEIÇÕES COREN-RS 2017

 

O pleito para compor os Conselhos Regionais de Enfermagem no próximo triênio (gestão 2018-2020) acontece no dia 1º de outubro próximo, a partir das 08 horas, com duração de 24 horas.

Pela primeira vez, toda a votação será realizada pela internet. O site das eleições dos Conselhos Regionais já se encontra disponível através do endereço  https://www.votaenfermagem.org.br.   As senhas estarão disponíveis apenas a partir do dia 25/09/2017.

Podem votar todos os profissionais de Enfermagem inscritos e em dia com as anuidades até 31/08/2017, inclusive os remidos.

A partir de hoje, entra em funcionamento um serviço de Call Center para auxílio aos eleitores, que pode ser acessado pelo telefone 0800 591 0146 (ligação gratuita), ou via web chat no site das eleições. O horário de atendimento é das 08h-12h e das 14h-18h.

Para outras informações, acesse esse link ou conheça a Cartilha do Voto pela Internet - Eleições 2017/Conselhos Regionais de Enfermagem.

Fonte: website Coren-RS

Abertura da 37ª Semana Científica do HCPA

Foto: Coordenadoria de Comunicação/HCPA

 

Aconteceu esta manhã (11/09), no Auditório José Baldi do HCPA, a cerimônia de abertura da 37ª Semana Científica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Fizeram parte da mesa o Reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rui Vicente Oppermann;  a Diretora em exercício da nossa Escola de Enfermagem/UFRGS, Agnes Olschowsky; a Presidente do HCPA, Nadine de Oliveira Clausell; a Coordenadora do Grupo de Pesquisa e Pós-Graduação do Clínicas, Patrícia Prolla; e a Diretora da Faculdade de Medicina/UFRGS, Lúcia Maria Kliemann.

O tema dessa edição é "Pesquisa: Crise e Resiliência", com apresentação de 1.075 trabalhos no formato de e-pôster e 35 trabalhos no formato de apresentação oral.

Nessa cerimônia, foi realizada a entrega do prêmio Jorge Pinto Ribeiro ao professor e pesquisador Eduardo Moacyr Krieger, egresso da Faculdade de Medicina/UFRGS em 1953, pelo reconhecimento a sua trajetória de mais de 60 anos dedicados à pesquisa na área de fisiologia cardiovascular.

A conferência de abertura foi proferida pelo presidente da CAPES, Abilio Baeta Neves, que tratou dos desafios no cenário da pesquisa e assistência.

Clique aqui para ver o programa completo desta edição.

ENFERMAGEM obtém conceito 5 no ENADE

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação, divulgou parte dos Indicadores de Qualidade da Educação Superior na última sexta-feira (01/09/2017).

O INEP/MEC divulgou resultados do Conceito ENADE (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) e IDD (Indicador de Diferença dentre os Desempenhos Observado e Esperado) dos cursos que realizaram o Exame em 2016.

O curso de ENFERMAGEM da Universidade Federal do Rio Grande do Sul obteve o seguinte resultado:

Conceito ENADE: 5 (4,3061)

IDD: 3 (2,7480)

De acordo com informações da Secretaria de Avaliação Institucional da UFRGS, os dados de CPC (Conceito Preliminar de Curso) e IGC (Índice Geral de Cursos) serão divulgados em novembro/2017, de acordo com a previsão desse instituto.

Acesse o site do INEP/MEC para maiores informações.

Concurso/Edital 11/2017 - Resultado Preliminar

ÁREA/SUBÁREA: Enfermagem no Cuidado à Criança e ao Adolescente

 

Aulas Abertas no PPGCOL marcam início 2017/2

Marcando o início do segundo semestre letivo - 2017, o Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Sul convida a comunidade acadêmica desta Escola de Enfermagem a participar de uma série de aulas abertas do Curso de Mestrado Acadêmico em Saúde Coletiva. A entrada é franca e sem inscrição prévia.

 

  • "CONTEXTOS E DESAFIOS PARA IMPLEMENTAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE INTEGRAL LGBT NO SUS"

Ministrante: Prof. Edu Turte Cavadinha (integrante do Núcleo de Estudos em Saúde Pública do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares da Universidade de Brasília (NESP/CEAM/UnB)

Dia: 14 de setembro de 2017 - 18h30min

Local: Auditório da Faculdade de Farmácia/UFRGS

(Av. Ipiranga, 2752 – Campus Saúde – POA/RS)

 

  • LACUNAS NO CONHECIMENTO EM SAÚDE DA POPULAÇÃO NEGRA "

Ministrante: Prof. Dr. Luís Eduardo Batista (Líder do grupo de pesquisa Saúde da População Negra e Indígena do Instituto de Saúde e do Grupo de Pesquisa em Educação, Territórios Negros e Saúde da Universidade Federal de São Carlos/SP. Integra o colegiado gestor do Grupo de Trabalho Racismo e Saúde da Associação Brasileira de Saúde Coletiva - ABRASCO)

Dia: 15 de setembro de 2017 – das 09h às 12h

Local: Auditório da Escola de Enfermagem/UFRGS

(Rua São Manoel, 963 – Campus Saúde – POA/RS)

 

  • AS REPERCUSSÕES DAS REFORMAS TRABALHISTAS NA SAÚDE DA POPULAÇÃO TRABALHADORA"

Ministrante: Profª. Drª. Érica Lui Reinhardt (Pesquisadora da FUNDACENTRO - Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho, órgão vinculado ao Ministério do Trabalho)

Dia: 18 de setembro de 2017 – das 15h às 17h30min

Local: Auditório da Escola de Enfermagem/UFRGS

(Rua São Manoel, 963 – Campus Saúde – POA/RS)

Maiores informações com a Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva – PPGCOL através do fone 51.3308.5200 ou email ppgsc@ufrgs.br .


 

Edital SUPLEMENTAR Monitoria DEMI 2017/2

O Departamento de Enfermagem Materno-Infantil da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), no uso de suas atribuições, torna público o presente Edital Suplementar de Seleção de Monitoria Acadêmica para o semestre 2017/2, em acordo com a Instrução Normativa nº 03/2013 - PROGRAD/SEAD, disponível em http://www.ufrgs.br/prograd/aluno/instrução-normativa-de-monitoria.

Confira o edital abaixo.

Inserção da parteira no NHS da Inglaterra

 

A conferencista Christine McCourt, professora convidada da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, é antropóloga graduada pela London School of Economics com PhD em Antropologia Social. Sua principal área de interesse tem sido maternidade e saúde das mulheres, com particular ênfase nas transformações e reformas de serviços e sistemas de saúde; mudanças institucionais e de serviços de saúde; experiências das mulheres no nascimento, cuidados maternos e também na cultura e organização de serviços de saúde materna.

Nessa atividade proposta, realizada em inglês e com tradução consecutiva, serão abordadas as principais características da atuação da midwife (parteira diplomada) no Sistema Nacional de Saúde da Inglaterra - NHS. Serão destacadas: a formação da parteira e suas atribuições, as características de seu trabalho no que se refere a promoção da saúde e a fisiologia da gestação e do nascimento. Também serão apresentadas as características do NHS e o seu funcionamento para garantir atuação das parteiras nos diversos níveis de atenção. Na Inglaterra, a inserção da parteira no sistema de saúde é uma das principais estratégias para a manutenção de excelentes indicadores de saúde materna e neonatal. Além da manutenção de bons indicadores de saúde da população, a parteira é uma profissional que atua diretamente com a responsabilidade pela atenção à gestação, parto, pós-parto e outras fases da vida da mulher. Durante seu trabalho prioriza as escolhas das mulheres considerando suas preferências.

No Brasil as enfermeiras obstétricas e obstetrizes são as profissionais equivalentes a parteira formada e também desempenham funções semelhantes. Ambas são reconhecidas internacionalmente pela Confederação Internacional de Parteiras (ICM). No Brasil a ABENFO é a associação membro da ICM que representa as enfermeiras obstétricas e obstetrizes.

Serão fornecidos certificados aos participantes, via Sistema de Extensão da UFRGS, mediante preenchimento de todos os dados do formulário de inscrição e assinatura na folha de presença, segundo o regulamento da UFRGS.

Acesse o link do evento para mais informações.

Edital SUPLEMENTAR Monitoria DEMC 2017/2

O Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), no uso de suas atribuições, torna público o presente Edital Suplementar de Seleção de Monitoria Acadêmica para o semestre 2017/2, em acordo com a Instrução Normativa nº 03/2013 - PROGRAD/SEAD, disponível em http://www.ufrgs.br/prograd/aluno/instrução-normativa-de-monitoria.

Confira o edital abaixo.

Concurso/Edital 11/2017 - Resultado Preliminar

ÁREA/SUBÁREA: Enfermagem Obstétrica e/ou no Cuidado às Mulheres

 

Saúde Coletiva festeja reinício das aulas

A comunidade acadêmica do Curso de Bacharelado em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Sul reuniu-se esta noite para celebrar o início do segundo período letivo de 2017.

Alunxs novxs foram recebidxs por veteranxs, comissão de graduação e professores, que desenvolveram atividades dinâmicas de integração e socialização, com apresentação do curso e suas disciplinas, boas vindas do Centro Acadêmico dos Estudantes de Saúde Coletiva – CAESC, plantio de mudas de plantas no jardim interno da Escola, danças circulares que representam a união e a força do coletivo (a mandala é o símbolo do curso), festejadas com comidas saudáveis que alegraram e acolheram os alunxs ingressantes.

Envelhecimento no contexto desigualdade social

A Comissão de Residências Uniprofissionais e Multiprofissionais na área da Saúde/UFRGS e o Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva - PPGCOL/UFRGS promoveram a Aula Magna "O DESAFIO DO ENVELHECIMENTO NO CONTEXTO DE TANTA DESIGUALDADE SOCIAL", ministrada pelo Prof. Alexandre Kalache, presidente do Centro Internacional da Longevidade (CIL) - Brasil e da Aliança Global de CILs; Embaixador Global da Help Age Internacional; e Consultor International sobre Políticas para o Envelhecimento em países de todos os continentes (para conhecer seu currículo, acesse aqui).

O evento aconteceu no dia 21 de agosto último, no Auditório da Faculdade de Direito da UFRGS, e reuniu cerca de 150 pessoas que representaram um grupo bastante heterogêneo composto por graduandos, residentes, mestrandos, autoridades da Secretaria Municipal de Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde, membros da Sociedade Gaúcha de Geriatria e Gerontologia, do Conselho Municipal da Saúde do Idoso, trabalhadores da saúde e representantes da sociedade civil com interesse no tema.

A mesa de abertura foi presidida pela Coordenadora em exercício do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da /UFRGS, Profª. Drª. Aline Blaya Martins e composta pelos seguintes membros: Drª. Berenice Werle, Presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia - Sessão RS; Prof. Pantelis Varvaki Rados, Assessor da Reitoria da UFRGS; Prof. Rosemarie Tschiedel, Coordenadora da Comissão de Residências Multiprofissionais e Uniprofissionais na Área da Saúde da UFRGS; eDr. Emílio Hideyuki Morigushi, Professor do Departamento de Medicina Interna da Geriatria da FAMED UFRGS e Coordenador da Unidade de Geriatria do Hospital de Clínicas de Porto Alegre - HCPA.

Foto: Thiago Cruz/UFRGS-Arquivo

Na oportunidade, o Prof. Alexandre Kalache explicou que o envelhecimento saudável depende do acúmulo de oportunidades e da minimização da exposição a riscos. Nesta perspectiva, e com base em experiências de consultorias bem e mal sucedidas, esclareceu a relevância das Políticas Públicas intersetoriais que envolvam saúde, educação, segurança, assistência social, participação e protagonismo dos idosos na construção de sociedades menos desiguais, que protejam e deem oportunidades a todos envelhecerem ativamente e de se constituírem como recursos na construção social das nações e não em um peso para si mesmas e para as sociedades. Trouxe exemplos e demonstrações que mostram como o envelhecimento para as pessoas mais pobres e sem oportunidades pode ser perverso e penoso, fazendo com que na fase onde todos deveríamos ter carinho, segurança e conforto para esperar a morte com dignidade, pode vir a ser um processo triste e indigno.

Destacou a importância de termos sistemas de saúde gratuitos de acesso universal, ordenados por uma atenção primária à saúde fortalecida; e de prepararmos as novas gerações para acolher e dar conta do envelhecimento como um patrimônio que precisa ser cuidado.

E reforçou o potencial da UFRGS de se tornar uma Universidade Amiga do Idoso e, por conseguinte, amiga de todas as idades," visto que, desejamos todos, um dia, morrer com mais de 80 anos e tendo tido a oportunidade de construir nossas reservas dentro desta casa".

De acordo com a Coordenadora em exercício do PPGCOL/UFRGS, Profª. Drª. Aline Blaya Martins, a escolha desse tema reside em sua afinidade com o cotidiano de trabalho dos residentes da área da Saúde que atuam diretamente em cenários de prática de serviços de Sistema único de Saúde (SUS). Destacou que existe uma série de pesquisas que vem sendo realizadas no Programa dentro dessa temática, e que celebram a integração entre ensino-serviço-comunidade na busca por práticas de saúde e de cidadania inclusivas e melhores para todos.

Foto: Thiago Cruz/UFRGS-Arquivo

 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva informa que no próximo dia 14/09/2017, às 18h30min, no Auditório da Faculdade de Farmácia/UFRGS, o início do semestre letivo do PPGCOL será marcado pela aula aberta intitulada “Contextos e Desafios para implementação da Política Nacional de Saúde Integral LGBT no SUS”, que será ministrada  pelo Prof. Edu Turte Cavadinha.

Em breve maiores informações.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Novas regras para acesso RU´s

O acesso aos restaurantes universitários da UFRGS está mudando. No dia de hoje, foi anunciado, no site da UFRGS, um novo sistema de pagamento por boleto, compra antecipada de tíquetes e cobrança de novos valores para parte dos usuários.

Esteja atento ao calendário de mudanças no acesso aos RU´s:

28/08/2017

Abertura do sistema de aquisição de tíquetes para beneficiários PRAE pelo portal do aluno. Como há gratuidade, os tíquetes serão emitidos a partir da solicitação eletrônica.

 

04/09/2017

Novo sistema de acesso dos beneficiários PRAE aos RU´s entrará em funcionamento – RU Centro, RU Saúde e RU Vale – Bloco 4.

Para os estudantes, o valor da refeição não terá alteração, permanecendo R$ 1,30 (hum real e trinta centavos).

11/09/2017

Abertura do sistema para usuários pagantes efetuarem a compra de tíquetes via portal do aluno ou do servidor.

A partir dessa data, o novo sistema de aquisição de tíquetes e de acesso deverá entrar em funcionamento para toda a comunidade universitária.

O valor que será cobrado por refeição para servidores da UFRGS e terceirizados passa a ser de R$ 9,10 (nove reais e dez centavos).

 

O relatório de estimativa de custos para os RUs, elaborado pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE) e Pró-Reitoria de Planejamento e Administração (PROPLAN), levou em conta os apontamentos feitos pela Controladoria Geral da União.

Pessoas não vinculadas à UFRGS, em missão acadêmica, poderão solicitar, por intermédio de um servidor da Universidade, acesso aos restaurantes universitários com 10 dias de antecedência à sua utilização pelo e-mail acessoru@ufrgs.br. A solicitação será avaliada pela Divisão de Alimentação (DAL), considerando a capacidade de atendimento dos restaurantes. O valor para os visitantes também será de R$ 9,10 (nove reais e dez centavos).

Dúvidas e questionamentos serão respondidos pelo e-mail dal_atendimento@ufrgs.br ou diretamente com as equipes dos restaurantes.

Acesse a matéria completa no site da UFRGS, obtenha maiores informações e acompanhe o vídeo explicativo produzido pela UFRGS TV.

 

FONTE: www.ufrgs.br/noticias

PPGCOL - Defesas Dissertações

O Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Escola de Enfermagem convida a comunidade acadêmica da UFRGS a prestigiar as quatro defesas de dissertações de Mestrado Acadêmico de seus alunos que vão ocorrer neste mês de agosto/2017, elaboradas pelos alunos Emerson Silveira de Brito, Gabriela Gonçalves Kronbauer Eschberger, Janete Madalena Arcari e Vanessa Dias Possamai.