Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais
Acessar
Seções

NOTÍCIAS

Escola de Enfermagem presente na Feira do Livro

No dia 09 de novembro passado, na Feira do Livro de Porto Alegre, aconteceu a sessão de autógrafos do livro "Ética e Pesquisa em Educação: questões e proposições às Ciências Humanas e Sociais" .

A obra, lançada este ano pela Editora da UFRGS, foi organizada pelos docentes Luís Henrique Sacchi dos Santos e Lodenir Becker Karnopp, e conta com uma coletânea de artigos assinados por professores de diversas área de conhecimento, que reúnem neste livro os debates empreendidos, em diferentes instâncias, acerca do processo de proposição, construção e condução da aprovação da Resolução nº 510 de 07 de abril de 2016 e que versa sobre os princípios éticos que norteiam as pesquisas na área de Ciências Humanas e Sociais, como bem esclarecem os autores na nota introdutória.

Dentre os autores participantes, destacamos o artigo escrito pela Profª. Drª. Maria da Graça Corso da Motta em co-autoria com Claudia Adriana Dornelles de Araújo. A Professora Graça Motta, docente do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil/EENF/UFRGS, professora dos cursos de Graduação e Pós-Graduação em Enfermagem, Vice-Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade e Presidente da Comissão de Ética em Pesquisa da UFRGS, publicou o trabalho "A História e os Itinerários da Ética em Pesquisa no Escopo da UFRGS" .

A obra conta ainda com dois artigos do Prof. Dr. Frederico Viana Machado, docente do Departamento de Assistência e Orientação Profissional/EENF/UFRGS e professor dos cursos de Graduação e Pós-Graduação em Saúde Coletiva da UFRGS. O primeiro, em co-autoria com Paula Sandrine Machado, denomina-se "Assimetrias na Regulação da Ética em Pesquisa: Notas sobre as Potencialidades Políticas e Pedagógicas do Sistema CEP/CONEP". O segundo, escrito com Isabel Cristina de Moura Carvalho, é intitulado "Educação e Ética na Pesquisa: Bioética, Ambiente e Não Humanos".

Leitura e reflexão necessárias para todos aqueles que se dedicam à pesquisa e produção de conhecimento e que reconheçam a importância do respeito aos princípios éticos no desenvolvimento do trabalho científico e na formação de todo pesquisador.

A  obra em questão já se encontra à disposição na Biblioteca Setorial da EENF/UFRGS para consulta, encontra-se à venda nas principais livrarias da cidade e ainda dá tempo de ir no estande da Editora da UFRGS na Feira do Livro para buscar um exemplar.

 

 

 

 

 

Mestres dos Mestres da UFRGS: Maria Elena Nery

 

A sala 2 do Salão de Atos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, localizada na Rua Paulo Gama, 110 - Campus Centro - POA/RS,  no dia 16 de novembro próximo, às 14h, será palco para realização do III Ciclo Grandes Mestres dos Mestres da UFRGS, evento que está sendo organizado pelo Museu Universitário da UFRGS e que visa resgatar a memória das figuras ilustres do nosso meio acadêmico, transmitindo parte dessa história às novas gerações.

O objetivo geral dessa edição é difundir a construção das Ciências da Saúde na UFRGS por meio da memória de mestres pioneiros e expoentes nas áreas de conhecimento que serão abordadas.

Em comum, estes homenageados são considerados visionários e à frente de seu tempo, por terem implantado novas práticas e forjado as bases fundamentais de novas disciplinas na Universidade, no caso, especialmente para a construção das Ciências da Saúde na UFRGS.

Nessa ocasião, a Enfermeira Arlete Spencer Vanzin vai apresentar o painel sobre a Profª. Maria Elena da Silva Nery, discente graduada na primeira turma do curso de Enfermagem do Estado pela UFRGS em 1954 e considerada um ícone da Enfermagem gaúcha (até esta data, a formação superior em Enfermagem existia apenas na Escola de Enfermagem Anna Nery do Rio de Janeiro).

Arlete Vanzin é graduada em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mestre em Enfermagem pela UFRGS e Professora Adjunta da Escola de Enfermagem desta mesma Universidade. Vai falar com conhecimento de causa, tendo publicado vários livros em co-autoria com a Profª. Maria Elena Nery, sentindo-se honrada por essa incumbência.

Além do painel sobre a representação da ENFERMAGEM, outros mestres serão homenageados: a Profª. Silvana Villodre Goellner vai falar sobre o Prof. Frederico Guilherme Gaelzer (EDUCAÇÃO FÍSICA) e o Prof. Edson Luiz André de Souza vai apresentar o legado do Prof. Luiz Osvaldo Leite (PSICOLOGIA).

A entrada é franca e as inscrições podem ser feitas no local do evento.

Foto: Acervo Coren-RS

Professora Crossetti recebe Prêmio Anna Nery

A Enfermeira Maria da Graça Oliveira Crossetti, docente do Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, professora da Escola de Enfermagem/UFRGS, foi agraciada, na noite do dia 08 de novembro último, com o Prêmio Anna Nery 2017, honraria criada em 2012 e concedida pelo Conselho Federal de Enfermagem aos profissionais que tenham se destacado pelo exercício profissional exemplar, em reconhecimento ao trabalho e à dedicação voltados para a valorização da Enfermagem e ao compromisso com o cuidado, seja no exercício da profissão ou ensino acadêmico.

A homenagem aconteceu durante o jantar de confraternização do 20º Congresso Brasileiro dos Conselhos de Enfermagem (CBCENF), evento ocorrido de 06 a 10 de novembro de 2017 na cidade do Rio de Janeiro/RJ.

Além da Professora Crossetti,  representante de nosso Estado, outros 29 profissionais de todo País receberam a honraria, indicados pelos Conselhos Regionais de Enfermagem e pelo COFEN.

Acesse aqui e conheça os nomes dos demais homenageados.

Fonte: site COFEN

 

 

 

 

 

 

NOVEMBRO NEGRO NA ESCOLA DE ENFERMAGEM

 

No mês do Dia da Consciência Negra (20/11), na data alusiva à morte de Zumbi dos Palmares, líder da resistência negra à escravidão na época do Brasil Colonial (que representa, no plano simbólico, a herança histórica da população negra no processo de libertação e de luta por direitos violados e marca a resistência do movimento negro), grupos e unidades de ensino da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, por iniciativa da Faculdade de Educação, promovem o NOVEMBRO NEGRO.

Diferentes atividades serão realizadas, nos diversos campi, apresentando a riqueza dos sonhos, valores, entraves e cultura da população negra, com o objetivo de fortalecer a luta diária pela igualdade étnico-racial. Exposições, encontros com representantes das religiões afro-brasileiras, matricialidade e espiritualidade, mulheres na literatura negra, e debates sobre racismo e saúde, educação para as relações étnico raciais, feira afro cultural, desfile, aulas abertas, quilombolas, militância, de dança, literatura, artesanato, moda, curso de formação e mostra científica farão parte dessa grande mostra.

Na segunda-feira, 20 de novembro, no Dia da Consciência Negra, às 12h30min, servidores, terceirizados e alunos estão convidados a participar de uma foto coletiva de todos os negros da UFRGS em frente da Reitoria (Av. Paulo Gama, s/n,  prédio 12107 ).

Parceiros dessa iniciativa: Coordenadoria de Acompanhamento do Programa de Ações Afirmativas (CAF), Pró-Reitoria de Extensão (PROREXT), Instituto de Letras, Departamento de Educação e Desenvolvimento Social (DEDS), Coletivo de Negras e Negros Faced,  Colégio de Aplicação, via Projeto de Extensão Diversidade e Escola no Espaço Metropolitano, Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre (SMED), Instituto de Artes, Comunidade Morada da Paz, Curso de Aperfeiçoamento UNIAFRO – Política de Promoção da Igualdade Racial na Escola, Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros, Indígenas e Africanos (NEAB), Escola de Enfermagem e Saúde Coletiva, Instituto de Psicologia, através do Núcleo de Pesquisa em Sexualidade e Relações de Gênero (NUPSEX),  Centro Interdisciplinar de Pesquisa e Atenção à Saúde (CIPAS) e Clínica de Atendimento Psicológico.

Confira a programação completa

Para acompanhar o evento NOVEMBRO NEGRO no Facebook, clique aqui.

 

Escola de Enfermagem/UFRGS


Nossa unidade acadêmica, juntamente com a Faculdade de Odontologia, engajou-se nesse projeto através de uma construção coletiva entre professores, alunos e técnico-administrativos sob a Coordenação da Profª. Fernanda de Souza Bairros, docente do Curso de Saúde Coletiva, ofertando uma série de atividades que integram a programação geral do NOVEMBRO NEGRO, com ênfase na saúde da população negra.

Desde o dia 25 de outubro último, o Grupo de Estudos em Saúde da População Negra e o Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva estão promovendo uma chamada para uma exposição fotográfica sobre esse tema, objetivando viabilizar o cotidiano dessa população, incluindo riscos, vulnerabilidades e potências. Alunos, professores, técnico-administrativos e funcionários terceirizados, na condição de fotógrafos amadores, podem participar enviando suas fotos originais até o dia 10 de novembro de 2017. O lançamento da exposição está marcado para o dia 13 de novembro de 2017. Acesse o regulamento atualizado.

 

CRONOGRAMA ATIVIDADES

NOVEMBRO NEGRO NA ESCOLA DE ENFERMAGEM

 

1. Chamada da Exposição de fotos: Saúde da População Negra

Local: Escola de Enfermagem

Período de envio: 25/10/2017 a 08/11/2017

Abertura da Exposição: 13/11/2017

Coordenação: Profa. Stela Meneghel e Profa. Fernanda Bairros

 

2. Arqueologia do Caminho com Leandro Machado

Local: Auditório da Faculdade de Farmácia

Data e horário: 06 de novembro de 2017 às 14h.

Coordenação: Dra. Rita de Cássia Maciazeki Gomes

 

3. Filme: Eu não sou o seu negro  (Raul Peck)

Local: Anfiteatro da Escola de Enfermagem

Data e Horário: 09/11/2017 ás 18h30min

Debatedora: Karen Moraes

Coordenação: Profa. Stela Nazareth Meneghel

 

4. Oficinas de Bonecas Abayomis para Pomoção da Saúde Integral da População  Negra

Local: Pátio interno da Escola de Enfermagem

Data e Horário: 09/11/2017 às 17h.

Coordenação: Marleide Ferreira e Maria Bernadete Bernadete Costa

 

5. Oficina de dança afro

Local: Pátio interno da Escola de Enfermagem

Data e Horário: 13/11 às 18h

Coordenação: Profa. Magali Borges e Profa. Marilise Mesquita

 

6. Violência institucional, violação de direitos e estigma sofridos por uma mulher negra em Porto Alegre

Local: Anfiteatro da Escola de Enfermagem

Data e Horário: 14/11 ás 15h ás 18h.

Convidadas: Maria Luisa Pereira de Oliveira, psicóloga, trabalhadora do SUS e militante feminista negra;

Sophie Dall'olmo, advogada e feminista, integrante do Coletivo de Mulheres Maria Lacerda e que

tem acompanhado Tatiane durante os últimos 2 anos, coordenadora da campanha Liberdade para

Tatiane;

Luana Pereira, advogada e militante feminista negra, integrante da ONG Themis (a confirmar)

Coordenação: Lara Werner

 

7. Mesa temática Religião de Matriz Africana e Saúde

Convidados: Baba diba de Yemonja, Reginete Bispo e Sandra Li

Local: Anfiteatro da Escola de Enfermagem

Data e Horário: 17/11 às 18h30min

Mediação: Baba diba de Yemonja

Coordenação: Paulo Oliveira,  Jeferson Pinheiro, Selmar Severo e Prof. Daniel Canavese de Oliveira

 

8. Mesa redonda: Discussão sobre Racismo Institucional e Política Nacional de Saúde Integral da População Negra.

Convidados: Kassiele Nascimento, Guly Marchant e Carla Zanella

Local: Anfiteatro da Escola de Enfermagem.

Data e horário: 21/11/2017 das 18h às 20h

Coordenação: Diretório Acadêmico dos Estudantes de Enfermagem (DAEE) e  Profa.Daiane Dal Pai

 

9. Exposição "Atenção à Saúde da População Negra”

Local: Biblioteca da Escola de Enfermagem

Data e horário: 20 a 24 de novembro das 10h às 20h

Coordenação: Rubens da Costa Silva Filho e Jacira Gil Bernardes

 

10. Interseccionalidade entre Gênero, Raça e Orientação sexual.

Local: Auditório da Faculdade de Farmácia

Data e Horário:  22/11/2017 às 18 h às 21h

Coordenação: Prof. Daniel Canavese, Jeferson Pinheiro e Paulo Oliveira

 

11. CineDAEE com a exposição de um filme sobre a temática da População Negra

Local: Anfiteatro da Escola de Enfermagem.

Data e Horário: 23 de novembro das 17h30min às 20h30min

Coordenação: Diretório Acadêmico dos Estudantes de Enfermagem (DAEE) e  Profa.Daiane Dal Pai

 

12. Título da Atividade de Encerramento: SAMBARAU DA SAÚDE: poesia, contos, fotos e samba negro.

Local: Pátio da Faculdade de Odontologia

Data e Horário: 24/11/2017  às 19h

Coordenação: Mariana Policarpo Domingos, Paulo Oliveira, Profa. Aline Blaya

 

Endereços:

ESCOLA DE ENFERMAGEM/UFRGS - Rua São Manoel, 963 - Campus Saúde - Porto Alegre/RS

FACULDADE DE FARMÁCIA - Av. Ipiranga, 2752  - Campus Saúde - Porto Alegre/RS

FACULDADE DE ODONTOLOGIA - Rua Ramiro Barcelos, 2492 - Campus Saúde - Porto Alegre/RS

 

 

Evento SOBENDE debate atuação enfermeiro dermatológico

ACESSE AQUI PARA SE INSCREVER NO EVENTO E CONHECER A PROGRAMAÇÃO

 

 

 

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

PRORROGADA CHAMADA DE EXPOSIÇÃO DE FOTOS

CHAMADA PARA EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA: Saúde da População Negra

REGULAMENTO

 

A proposta Novembro Negro busca fortalecer a luta diária pela igualdade étnico-racial e A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), assim como o PPGCOL/UFRGS aderiram a este movimento. O mês emblemático propõe uma série de atividades reflexivas, de resistência e empoderamento e o ápice acontecerá em 20 de novembro, no Dia Nacional da Consciência Negra, instituído em 2011 pela presidenta da República, Dilma Rousseff, em atendimento à demanda histórica do movimento negro.

Neste ano, a Escola de Enfermagem promoverá a exposição fotográfica “Novembro Negro” objetivando visibilizar o cotidiano da população negra, incluindo riscos e vulnerabilidades, mas também potências. Esta mostra é uma promoção do Grupo de Estudos da População Negra e PPGCol da Escola da Enfermagem/UFRGS.

Características da mostra:

  1. As fotos devem ser originais, realizadas por fotógrafos amadores: alunos, técnicos, funcionários e professores da Universidade. O período para envio É ATÉ 10/11/2017. O endereço de postagem ou envio é: Escola de Enfermagem, Rua São Manoel, 963 sala 107, CEP 90.620-110;
  2. Cada participante poderá enviar até três (3) fotos com as dimensões mínimas de 20 X 25 cm, coloridas ou preto e branco, acompanhadas de identificação em cartão branco de 15 X 5 cm, contendo nome do autor(a), título fantasia (identificando aspecto abordado referente ao campo da saúde da população negra);
  3. As fotos serão lançadas no dia 13/11/2017 e após expostas nas dependências da Escola de Enfermagem/UFRGS.
  4. Posteriormente, serão selecionadas as melhores fotos de acordo com os critérios: originalidade, qualidade, relação com a saúde e condições de vida da população negra.
  5. A seleção será realizada por comissão julgadora composta por dois professores e um estudante da Escola de Enfermagem.
  6. O projeto será cadastrado como extensão e os participantes receberão certificado de participação.

 

PRORROGADO ENVIO DE FOTOS ATÉ 10/NOV/ 2017

 

 

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

Salão UFRGS 2017 - Trabalhos premiados

Na última sexta-feira (20), no Salão de Atos da UFRGS, aconteceu a cerimônia de premiação dos melhores trabalhos participantes da edição 2017 do SALÃO UFRGS, integrado por seis grandes eventos - SIC, Finova, EDUFRGS, Ensino, Extensão e UFRGS Jovem - e que este ano apresentou a proposta temática da Universidade múltipla, inovadora e inspiradora, focada na formação e inovação do conhecimento.

Desde o dia 16 de outubro último, a comunidade universitária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul esteve reunida para apresentar e debater a produção de novos conhecimentos no Ensino, na Pesquisa e na Extensão realizada por alunos, técnicos administrativos e professores desta instituição, envolvendo ações de ensino, pesquisa, desenvolvimento tecnológico, extensão, internacionalização, desenvolvimento de servidores, inclusão e acessibilidade.

A Escola de Enfermagem da UFRGS, mais uma vez, esteve presente nesse grande evento e mostrou a qualidade da produção acadêmica desenvolvida em nossa instituição, com a participação de diversos trabalhos científicos.

 

XXIX Salão de Iniciação Científica - SIC

Um expressivo número de trabalhos destaques nesta edição do SIC, dos Cursos de Enfermagem e Saúde Coletiva,  foi a grande conquista demonstrada nesse evento.

Conheça abaixo os respectivos trabalhos e professores responsáveis:

 

 

Dentre os alunos que foram destaque com reapresentação nessa modalidade, a acadêmica Juliana Karine Strada, orientanda da Profª. Annelise de Carvalho Gonçalves, foi uma das indicadas para o Prêmio Jovem Pesquisador na sessão Cuidado de Enfermagem na Saúde da Mulher, da Criança, Adolescente e Família com o tema “Tempo de Clampeamento Umbilical em Recém-Nascidos de um Hospital Universitário”.

Como professora orientadora de um dos trabalhos, a Profª. Annelise expressou sua felicidade pela conquista de sua aluna no Salão de Iniciação Científica, traduzindo o sentimento dos demais professores que foram agraciados com a premiação dos destaques. Com relação à Juliana, afirma que “a desenvoltura e o conhecimento na sua apresentação impressionou a todos os presentes, demonstrando seu crescimento ao longo desse período em que está como bolsista. Também mostra seu comprometimento e dedicação às pesquisas em que está envolvida. Ela é minha bolsista de Iniciação Científica desde 2016 e é formanda, então finalizará a bolsa ao final do ano. Tenho muito orgulho de ter participado da formação da Juliana e tenho certeza que será uma excelente profissional da saúde, preocupada em fazer as suas práticas, enquanto enfermeira, com base nas melhores evidências científicas.

 

A lista de outros trabalhos da Escola de Enfermagem que participaram do XXIX Salão de Iniciação Científica e dos demais eventos que compõem o Salão UFRGS podem ser encontrados na página oficial do Salão.

 

XVIII Salão de Extensão

A Profª. Eliane Norma Wagner Mendes e as acadêmicas Gabriele Ávila Gonçalves e Tamara Noronha Baumartt receberam a premiação como destaque na modalidade TERTÚLIA. De acordo com a Professora, foram 36 sessões temáticas e 386 trabalhos inscritos na modalidade Tertúlia do XVIII Salão de Extensão. “A nossa foi a 30ª sessão com a temática Família, uma abordagem muito presente na nossa Escola de Enfermagem e na nossa disciplina “Cuidado em Enfermagem ao Recém Nascido, Criança  e Adolescente e Família – ENF2006. A alegria foi enorme ao poder compartilhar essa premiação Destaque na Sessão Tertúlia com duas alunas bolsistas. Receber um segundo prêmio Destaque no Salão de Extensão nos trouxe aquela felicidade difícil de descrever, porque confere maior visibilidade às nossas atividades. Para nós, a relevância da “Roda de Conversa com Pais de Prematuros” se resume em valorizar e incentivar os cuidados maternos e paternos dos bebês que nasceram prematuros durante a hospitalização e fortalecer os vínculos parentais necessários para compreender as necessidades do filho em todo seu período de crescimento e desenvolvimento. Agradecemos às Equipes de Saúde das Unidades de Cuidados Intensivos e da Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais do Hospital de Clínicas de Porto Alegre que há doze anos nos proporcionam e nos apoiam nesse espaço de atuação. Pessoalmente, estendo meus agradecimentos aos meus professores e colegas da Enfermagem, fonte de inspiração e, especialmente, à Gabriele e à Tamara por sua dedicação e competência.

Tamara Noronha Baumartt, uma das bolsistas de extensão que participaram da 12ª edição do projeto, relatou sua experiência nesse evento e retribuiu as homenagens. “Foi indescritível a emoção de ter nosso trabalho reconhecido, entre tantos trabalhos bons. Agradeço imensamente à Profª. Eliane Mendes pela oportunidade de participar de seu projeto.

Entrega da premiação no Salão de Extensão da UFRGS Foto: Arquivo Pessoal

Profª. Eliane Mendes e bolsistas Gabriele e Tamara

Gisela de Moura e Ivana Karl, Diretora e Coordenadora COMEX (EENF/UFRGS), prestigiaram o evento.

 

Prêmio Luiza Bairros de Ações Afirmativas

Este ano, o Conselho Consultivo da Coordenadoria do Programa de Ações Afirmativas da Universidade conferiu premiação com o troféu Luiza Helena Bairros – homenagem póstuma à socióloga, ativista e gestora pública dedicada às políticas de ações afirmativas e promoção da equidade étnico-racial - às pessoas físicas e jurídicas que vem contribuindo para a promoção da igualdade racial e para o fortalecimento das políticas de Ações Afirmativas em nosso Estado e no País (confira o edital dessa premiação).

A Profª. Fernanda de Souza Bairros, do Curso de Saúde Coletiva, sobrinha da homenageada, foi convidada a participar da entrega da premiação às seguintes categorias: Universidade Inovadora - projeto “Por dentro da UFRGS: a Universidade nas Escolas”, coordenado por Luciane Bello; Universidade Inspiradora/Pessoa Física, destinada a personalidades que se destacaram por meio de ações para a promoção da igualdade racial – vencedora Sônia Aparecida dos Santos, reconhecida internacionalmente pela defesa da questão racial; e Universidade Múltipla – Pessoa Jurídica - destinada a entidades que se destacaram por meio da implementação de ações para a promoção da igualdade racial – instituição cultural Afro-Sul Odomode.

Entrega da premiação Troféu Luiza Bairros, com a participação especial da Profª. Fernanda Bairros.

 

Acesse o site da Universidade para maiores informações sobre a cerimônia de encerramento.

 

Imagens: Arquivo Pessoal e COMPESQ/EENF/UFRGS

 

 

 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ISMA-BR realiza evento voltado à Saúde

O International Stress Management Association do Brasil (ISMA-BR) realiza em Porto Alegre o 18º Congresso de stress.

 

Com o objetivo de capacitar profissionais e estudantes de diversas áreas do conhecimento, a ISMA-BR promove treinamentos e reciclagens através de cursos, conferências e pesquisas que ajudam a fortalecer o combate a um mal muito comum no dia a dia de qualquer pessoa - o stress. Conteúdos que impactam profissionais de Educação, Enfermagem, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Odontologia, Psicologia, Psiquiatria, Serviço Social e Terapia Ocupacional, entre outros, têm por foco sensibilizar a população sobre importância do diagnóstico, medidas preventivas e tratamento adequado à sua necessidade.

 

Informação sobre a submissão de resumos:

Até 26 de março/2018 serão aceitas submissões de resumos para trabalhos orais, simpósios e pôsteres na área de STRESS, QUALIDADE DE VIDA, SADE E RESPONSABILIDADE SOCIAL. A ISMA-BR continuará oferecendo a modalidade de apresentação de pôster digital, que não requererá a participação do autor no evento. Os pôsteres digitais serão exibidos em totem no Salão de Exposição onde ocorrerá a apresentação de pôsteres presenciais e a Feira.
Serviço:

O quê: 18º Congresso de stress da ISMA-BR

- 20º Fórum Internacional de Qualidade de Vida no Trabalho;
- 10 º Encontro Nacional de Qualidade de Vida na Segurança Pública;
- 10 º Encontro Nacional de Qualidade de Vida no Serviço Público;
- 6º Encontro Nacional de Responsabilidade Social e Sustentabilidade.

Quando: 26 a 28 de junho de 2018

Onde: Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre RS.

 

Avaliação quadrienal da CAPES

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), fundação vinculada ao Ministério da Educação que atua na expansão e consolidação da pós-graduação stricto sensu em todos os estados do País, divulgou no último dia 20 de setembro em seu site os resultados da avaliação nacional dos programas de pós-graduação relativos ao quadriênio 2013-2016.

Essa apresentou as duas grandes mudanças da década: o período de avaliação foi estendido de três para quatro anos e os procedimentos de coleta e tratamento de dados foram informatizados com o uso da Plataforma Sucupira. E anunciou que a pós-graduação brasileira teve avanço qualitativo na última década.

Como resultado, foi apontado que todos os estados da Região Sul possuem programas de alto padrão, demonstrando a consolidação da excelência de nossa universidade.

Segundo o Pró-Reitor de Pós-Graduação da UFRGS, Prof. Celso Loureiro Chaves, os resultados da avaliação deste quadriênio (2013-2016) mostram que a UFRGS melhorou ainda mais e revelam a tendência de elevação da qualidade de grande parte dos PPGs da Universidade.

O Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UFRGS – PPGENF - obteve mais uma vez o conceito 5 e festejou a dedicação, a seriedade e o empenho de seu corpo docente, técnico-administrativo e discente que o faz um dos mais conceituados cursos de pós-graduação m Enfermagem do Brasil.

O Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva – PPGCOL, também sediado na Escola de Enfermagem da UFRGS, estreou sua primeira avaliação oficial este ano, alcançando conceito 3. Sua comunidade sente-se desafiada a superar-se para o próximo quadriênio, buscando qualificar ainda mais a produção científica de professores e alunos e atraindo novos docentes e pesquisadores que desejem investir em políticas públicas e na saúde coletiva, elevando a qualidade desse programa.

A Escola de Enfermagem da UFRGS parabeniza às comunidades acadêmicas desses dois programas!

 

Fonte: site CAPES/MEC

Setembro Amarelo: Falar é a melhor solução

 

 

 

Antes de começar a ler  a chamada abaixo, responda com sinceridade: VOCÊ SE IMPORTA?

Setembro Amarelo é uma campanha que objetiva conscientizar sobre a prevenção e realidade do suicídio no Brasil e no mundo, abordando a prevenção e a ampliação do acesso à informação.


O câncer, a AIDS e demais doenças sexualmente transmissíveis há duas ou três décadas eram rodeadas de tabus o que contribuiu para um crescente de vítimas. Foi necessário o esforço coletivo e organizações engajadas para quebrar preconceitos, falando sobre o assunto, esclarecendo, conscientizando e estimulando a prevenção para reverter esse cenário. Essa luta depende de cada um de nós e começa com um pequeno gesto, respeitar e importar-se....

Um problema de saúde pública que vive atualmente a situação do tabu e do aumento de suas vítimas. Todos os anos são registrados cerca de dez mil suicídios no Brasil e mais de um milhão em todo o mundo. Dentre esses, o Rio Grande do Sul possui o maior índice nacional. Pelos números oficiais, são 32 brasileiros mortos por dia, taxa superior às vítimas da AIDS e da maioria dos tipos de câncer. Tem sido um mal silencioso, e por medo ou desconhecimento, não vêem os sinais de que uma pessoa próxima está em sofrimento psíquico.

A esperança é o fato de que, segundo a Organização Mundial da Saúde, 9 em cada 10 casos poderiam ser prevenidos. É necessário a pessoa buscar ajuda dos serviços de saúde, de profissionais e de pessoas à sua volta. E´necessário que a rede de relacionamentos no qual a vítima está inserida manifeste interesse em apoiar .

Iniciado no Brasil pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), o Setembro Amarelo realizou as primeiras atividades em 2015 concentradas em Brasília. Mundialmente, o IASP – Associação Internacional para Prevenção do Suicídio estimula a divulgação da causa, vinculado ao dia 10 do mesmo mês no qual se comemora o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.

Mas como buscar ajuda se sequer a pessoa sabe que ela pode ser ajudada e que o que ela passa naquele momento é mais comum do que se divulga? Ao mesmo tempo, como é possível oferecer ajuda a um amigo ou parente se também não sabemos identificar os sinais e muito menos temos familiaridade com a abordagem mais adequada? Como nós, como futuros profissionais da saúde abordaremos este tema?

Com o intuito de conscientização e sabendo da relevância do tema, o Diretório Acadêmico da Estudantes de Enfermagem da UFRGS convida a tod@s para uma mesa redonda sobre a importância de compreender e auxiliar pessoas com este sofrimento psíquico. Para que nosso encontro seja ainda mais rico, contaremos com a presença do psicólogo Felipe Ornell e do psiquiatra Andrei Valério que apresentarão a temática, e após haverá um espaço para discussão entre todos os presentes.

Quando? 29 de setembro, sexta-feira 📆
Onde? Anfiteatro da Escola de Enfermagem 🏠
Horário? 18h30min 🕕

Inscrição gratuita através do link: https://docs.google.com/ forms/d/e/ 1FAIpQLSc8A5Vlk4RHEl-KFcWsm

R8iJeumo9EL5tPrxDj5Ddnq_l YkA/viewform

Será gerado certificado a todos os presentes! (Devem ser retirados pelo portal de extensão da UFRGS e custam R$4,00 - quatro reais) 

Contamos com a presença de tod@s!

Facebook: https://www.facebook.com/events/823119551190032/?acontext=%7B%22action_history%22%3A[%7B%22mechanism%22%3A%22bookmarks%22%2C%22surface%22%3A%22bookmarks_menu%22%2C%22extra_data%22%3A%22[]%22%7D%2C%7B%22surface%22%3A%22dashboard%22%2C%22mechanism%22%3A%22calendar_tab_event%22%2C%22extra_data%22%3A%22[]%22%7D]%2C%22ref%22%3A46%2C%22source%22%3A2%7D

-- 

PROMOÇÃO:
Diretório Acadêmico da Escola de Enfermagem - DAEE
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Rua São Manoel, nº 963 - Santa Cecília - Porto Alegre, RS
Telefone: (51) 3308 5361

Enf.Geana (LAPENF) concorre à premiação CAPES

 

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul indicou a Enfermeira GEANA SILVA DOS SANTOS, servidora técnico-administrativa lotada no Laboratório de Práticas de Enfermagem da Escola de Enfermagem da UFRGS - LAPENF, para concorrer ao Prêmio Vale-CAPES de Tecnologia e Inovação na modalidade Jovem Pesquisador.

Ela é a pesquisadora responsável pelo PLACEBEX (Frasco Ampola Placebo), projeto desenvolvido no  LAPENF com a participação da Enf. Débora Schimitt Porto durante a gestão da Prof. Eva Neri Rubim Pedro, que irá concorrer nacionalmente representando a UFRGS nessa premiação.

Geana dos Santos explica que o "Placebex é um produto  utilizado nas práticas de preparo e diluição de medicamento em frasco ampola, tem as mesmas características físicas de um medicamento original, porém é ecologicamente correto e não gera resíduo químico impactante ao meio ambiente. Atualmente o Placebex esta sendo comercializado pela HER- Health Engineering que está atendendo a demanda de outras universidades".

O Prof. Jorge Rubio Rojas, da Escola de Engenharia  - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Minas, Metalúrgica e de Materiais, foi indicado para a modalidade Pesquisador Emérito de Tecnologia e Inovação.

Essa premiação tem como objetivo premiar os pesquisadores cujos trabalhos sejam reconhecidos internacionalmente, bem como destacar a relevância e aplicação efetiva em problemas reais da sociedade.

A seleção interna aconteceu após processo interno de inscrição e seleção de candidaturas, e o resultado foi divulgado, no dia 18 de setembro último, no site da Pró-Reitoria de Pesquisa da UFRGS.

A publicação do resultado final da premiação ocorrerá até o dia 17/11/2017.

Maiores informações no site oficial da premiação CAPES.

Encontros Científicos 2017 - Enf. Obstétrica

 

No próximo dia 27 de setembro, acontece o III Encontro Científico 2017 - Enfermagem Obstétrica, projeto de extensão universitária que abordará as Diretrizes Nacionais de Assistência ao Parto Normal editadas pelo Ministério da Saúde.

O evento será realizado no Hospital de Clínicas de Porto Alegre - Sala 160, à Rua Ramiro Barcelos, 2350,  Bairro Santa Cecilia - Porto Alegre/RS, às 19 horas, e é aberto a toda a comunidade com interesse em Enfermagem Obstétrica. Para quem não tem acesso liberado ao HCPA, a organização do evento comunica que será encaminhada uma lista com os nomes dos participantes à recepção do HCPA. Os mesmos devem apresentar-se nesse local para a correta identificação e liberação da entrada. A recepção fica localizada na entrada principal do hospital, em frente às roletas. Favor levar documento de identidade.

A atividade é gratuita, existindo apenas uma taxa cobrada para a emissão do certificado no valor de R$ 4,00 (quatro reais). A mesma deve ser paga via boleto bancário disponível no site da Extensão da Universidade Federal do Rio Grande do Sul após o evento.

Esse projeto de extensão tem o apoio da ABENFO-RS, COREN-RS e SERGS, com Coordenação-Geral da Enf. Mariene Jaeger Riffel, Professora do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil da UFRGS.

 

INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES ATRAVÉS DO E-MAIL: encontros2017.enfobstetrica@gmail.com .

 

IV Encontro Científico 2017 - Enfermagem Obstétrica já tem data marcada:

25/10/2017

Encerramento da Semana Científica do Clínicas

Na última sexta, aconteceu o encerramento da 37ª Semana Científica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, tradicional evento do HCPA que tem por objetivo abrir espaço para o intercâmbio de informações e conhecimento e divulgar a produção científica realizada nesse hospital.

Além das conferências nacionais e internacionais, mesas-redondas e cursos promovidos, a 37ª edição incluiu a categoria Inovação entre as apresentações de trabalhos, sobre temas relacionados ao empreendedorismo, novas tecnologias, propostas de ideias ou processos inovadores em saúde. As demais categorias foram Pesquisa, Relato de caso único/Estudo de caso único e Relato de experiência.

De acordo com a Coordenadora Geral do evento e Coordenadora do Grupo de Pesquisa e Pós-graduação do HCPA, Profª. Patrícia Ashton Prolla, 18 palestrantes eram provenientes de fora do Estado e 30% dos trabalhos inscritos também. Isso demonstra o interesse e a importância desse evento para a comunidade científica da área da saúde. Acesse o link e confira o seu depoimento exibido no site do hospital.

As conferências de encerramento dessa edição foram realizadas por pesquisadores do Hospital de Clínicas. A Profª.  Lúcia Silla, do Serviço de Hematologia do HCPA, falou sobre uma nova técnica para tratamento da leucemia mieloide aguda desenvolvida em parceria com o M.D. Anderson Cancer Center. Em seguida, foi a vez dos professores Wolnei Caumo e Tânia Weber Furlanetto, que abordaram o projeto “Educar para uma vida saudável”,  dando exemplo de como a ciência pode se aproximar do ambiente escolar.

Foto: Coordenadoria de Comunicação/Site HCPA

O tema central da 37ª Semana Científica do HCPA, PESQUISA: CRISE E RESILIÊNCIA, foi apresentado pela  Dra. Emiko Yoshikawa Egry, Profa. Titular Sênior da Escola de Enfermagem da USP/SP e Coordenadora do Comitê de Assessoramento da Área de Enfermagem do CNPq (2015-2018), que proferiu a Conferência "Pesquisa de Enfermagem: construindo resiliência em tempos de crise" no Auditório José Baldi, na manhã da quarta-feira (13). A Profª. Drª. Miriam de Abreu Almeida, Coordenadora do Programa de Pós-Graduação e Enfermagem da UFRGS, participou da mesa.

A fala da conferencista incluiu toques de história, desdobramentos da pesquisa em tempos de crise, a importância de resistir sempre e que a resiliência profissional é nosso nome do meio. Destacou que a Enfermagem faz muito em pesquisa com pouco recurso e que deve gerar um produto social. Finalizou citando Suassuna, com uma mensagem de otimismo, de realismo esperançoso.

Foto: Coordenadoria de Comunicação/Site HCPA

Foto: Coordenadoria de Comunicação/Site HCPA

Foto: Coordenadoria de Comunicação/Site do HCPA

Para conferir tudo que rolou nesta última semana, acesse o site da 37ª Semana Científica do HCPA e conheça os trabalhos que foram destaques, entre eles o pôster "Efetividade clínica de um algoritmo de diurético e manejo não farmacológico em pacientes com insufuciência cardíaca: ensaio clínico randomizado", de autoria de Maria Karolina Feijó, Daniela Bernardes, Camille Correa, Thamires de Souza Hilário, Andréia Biolo e Eneida Rejane Rabelo da Silva, professora do Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica da EENF/UFRGS, que recebeu a premiação das mãos da Profª. Elizeth Paz da Silva Heldt, do Departamento de Assistência e Orientação Profissional da EENF/UFRGS, Coordenadora Adjunta da Comissão Organizadora dessa edição da Semana Científica.


Fonte: www.hcpa.edu.br

Pesquisa Qualitativa em Saúde Mental

 

DESAFIOS E CONTRIBUIÇÕES DA PESQUISA QUALITATIVA PARA O CAMPO DA SAÚDE E DA SAÚDE MENTAL é o tópico especial que o Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul oferece à comunidade acadêmica neste mês de setembro.

A atividade integra a disciplina ENF532 dos cursos de Mestrado e Doutorado em Enfermagem do PPGENF/UFRGS e contará com a participação dos professores convidados Dr. Mario Cardano (Universidade de Turim/Itália), Drª. Luciane Prado Kantorski (Universidade Federal de Pelotas) e da Profª. Drª. Agnes Olschowsky, regente da disciplina.

Duas apresentações serão abertas ao público, com entrada franca e sem inscrição prévia, e dão direito a certificado de extensão. As palestras vão acontecer no Anfiteatro da Escola de Enfermagem/UFRGS à Rua São Manoel, 963 – Campus Saúde, POA/RS, nos dias 26/09/2017 (das 14h30min às 18h) e 27/09/2017 (das 8h30min às 12h).

Nesses encontros, serão abordados o movimento e as práticas constituídas que se originam da experiência junto a grupos de ouvidores de vozes na Itália, como ponto de partida para o estudo das bases teórico-metodológicas da pesquisa qualitativa e suas contribuições à pesquisa em saúde e saúde mental.

O evento é dirigido aos professores, pesquisadores e alunos da graduação e pós-graduação da área da saúde.

As vagas para a disciplina são limitadas e voltadas para alunos de Pós-Graduação. Os interessados devem solicitar matrícula através do e-mail ppgenf@ufrgs.br até o dia 22/09/2017.

Confira o plano de ensino do seminário e acesse os curricula vitae dos professores ministrantes: Dra. Agnes Olschowsky, Dr. Mario Cardano e Dra. Luciane Prado Kantorski.

Saúde da população negra em debate

 

******Aula Aberta********

 

"LACUNA NO CONHECIMENTO EM SAÚDE

DA POPULAÇÃO NEGRA"

Ministrante: Prof. Luis Eduardo Batista

Dia: 15 de setembro de 2017 - 09 horas

Local: Auditório da Escola de Enfermagem/UFRGS

(Rua São Manoel, 963 – Campus Saúde – POA/RS)

 

O evento é uma promoção do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Sul em parceria com o Grupo de Estudos em Saúde da População Negra e tem como propósito ampliar os conhecimentos sobre racismo como um determinante social em saúde, fortalecendo a implementação da Política Nacional da Saúde da População Negra no estado brasileiro.

 

Sobre o convidado: Luis Eduardo Batista possui mestrado e doutorado em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, é pesquisador Científico, foi coordenador da área técnica saúde da população negra da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo durante oito anos. Desenvolve estudos sobre impacto do racismo na saúde, e sobre desigualdades raciais e saúde. Pertence ao grupo de pesquisadores que tem colaborado com a implementação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra e possui experiência na área de Saúde Coletiva (CURRICULUM VITAE)

 

Sobre a atividade: será uma aula aberta do Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PPGCOL), com entrada franca e sem inscrição prévia. Após a explanação do convidado, será aberta a palavra ao público para manifestações, reflexões e questionamentos.

Aos participantes inscritos, que cumprirem a carga horária exigida, será fornecido certificado de extensão pela UFRGS.

O evento é coordenado pela Profª. Drª. Fernanda de Souza Bairros, do Departamento de Assistência e Orientação Profissional da Escola de Enfermagem.

Outras informações com o PPGCOL - fone 51. 3308.5200.

 

 

 

Política Nacional de Saúde Integral LGBT no SUS

    ******Aula Aberta********


  • CONTEXTOS E DESAFIOS PARA IMPLEMENTAÇÃO DA

    POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE INTEGRAL LGBT NO SUS


Ministrante: Prof. Edu Turte Cavadinha

Dia: 14 de setembro de 2017 - 18h30min

Local: Auditório da Faculdade de Farmácia/UFRGS

(Av. Ipiranga, 2752 – Campus Saúde – POA/RS)


Sobre o convidado: possui graduação em Enfermagem pela Universidade de Pernambuco (2005). Concluiu o Mestrado em Enfermagem pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (2008), e Doutorado em Ciências (Saúde Pública) pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo - FSP/USP (2012), Tem experiência em estudos de gênero, sexualidade, saúde reprodutiva, saúde sexual e homoparentalidade. Atualmente, integra o Observatório da Política Nacional de Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (NESP/UnB) e o Núcleo de Estudos em Saúde Pública do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares da Universidade de Brasília (NESP/CEAM/UnB). Trabalha com pesquisas que discutam a atenção à saúde da população LGBT e esteve à frente da pesquisa “Análise do acesso e da qualidade da atenção integral à saúde da população Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Travestis no Sistema Único de Saúde”.


Sobre a atividade: será uma aula aberta do Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PPGCOL) e também uma atividade de extensão do Coletivo LGBTI de Saúde Coletiva. Conta com o apoio do estudante de Saúde Coletiva e bolsista de extensão Jeferson Pinheiro e também do mestrando de Saúde Coletiva Drean Costa. O tema de pesquisa do Drean Costa, orientado pelo Professor Daniel Canevese de Oliveira, coordenador desse evento e professor dos cursos de graduação e pós-graduação em Saúde Coletiva da UFRGS, trata de uma investigação sobre a materialidade da Política Nacional de Saúde LGBT nos planos estaduais de saúde.

A atividade é gratuita e sem inscrição prévia.
Outras informações com o PPGCOL - fone 51. 3308.5200.


 

FEMINICIDIO: É preciso falar sobre isso

 

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul, numa promoção do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da UFRGS, sediará o Seminário Internacional FEMINICÍDIO: Precisamos falar sobre isso nos dias 28 e 29 de setembro próximo. Trata-se da 8ª edição do evento Rotas Críticas, que integra uma série de encontros nacionais e internacionais, com foco nas violências e vulnerabilidades decorrentes de desigualdades de gênero em sua intersecção com outras categorias como raça, idade e classe social.

“FEMINICÍDIO: Precisamos falar sobre isso” centrará o foco nos assassinatos de mulheres motivados pelo fato das vítimas serem mulheres. De acordo com a Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Profª. Stela Nazareth Meneghel, que já vem estudando esse tema há algum tempo, muitas dessas mortes significam violações aos direitos humanos, como as que acontecem com mulheres migrantes, indígenas, quilombolas, prostitutas, sem-terra, militantes políticas e sociais.

Organização das Nações Unidas no Brasil, com base em dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), menciona que a taxa de feminicidios no Brasil no ano passado foi de 4,8 para 100 mil mulheres – a quinta maior no mundo, sendo que, em 2015, o Mapa da Violência sobre homicídios entre o público feminino revelou que, de 2003 a 2013, o número de assassinatos de mulheres negras cresceu 54%, passando de 1.864 para 2.875.

Os índices na América Latina e no Caribe são ainda mais alarmantes, especialmente por considerarmos que a maioria dos casos permanecem impunes, de acordo com informações do site Portal Vermelho.

A prática do feminicidio está prevista no Código Penal Brasileiro como circunstância qualificadora do crime de homicídio desde 2015, a partir da publicação da Lei nº 13.104/2015, figurando no rol dos crimes hediondos (Lei nº 8.072/1990).

O evento vai acontecer 28 de setembro no auditório da Escola de Enfermagem (manhã) e no auditório da Faculdade de Farmácia (tarde); dia 29 de setembro, o evento acontecerá manhã/tarde no auditório da Escola de Enfermagem.  Sempre no horário das 09 às 12h e 14h às 17h.

A atividade "Feminicídio: Precisamos falar sobre isso" é voltada aos estudantes, profissionais, pesquisadores, trabalhadores e operadores do campo da saúde, ciências jurídicas, sociais e humana. E tem como objetivo abrir espaço para a reflexão crítica, troca de experiências, partilha de pesquisas e construção de estratégias para enfrentamento desse problema.

O evento na Escola de Enfermagem contará com a presença de pesquisadores, coletivos de mulheres, organizações não-governamentais, alunos de graduação e pós-graduação e demais interessados.

A Coordenação desse seminário internacional é das Professoras Stela Nazareth Meneghel e Fernanda Souza de Bairros.

Outras informações podem ser obtidas com o PPGCOL através do fone 3308.5200 ou e-mail ppgsc@ufrgs.br.

 

PROGRAMAÇÃO:

28.09.17– Quinta-Feira

Manhã - Auditório da Escola de Enfermagem/UFRGS

 

09h às 09h30min - Abertura: Stela Meneghel

9h30min às 12h30min

Palestra: Fascismo social e necropolítica de gênero

Palestrante: Dra. Montserrat Sagot,  Universidade da Costa Rica

 

Tarde - Auditório da Faculdade de Farmácia/UFRGS

14h às 14h30min

Apresentação musical: Lilian Rocha

14h30 às 17h

Mesa Redonda: Feminicídios em grupos étnicos e raciais.

Participantes: Isabel Clavelin (ONU Mulheres), Betty Lozano (Colômbia)

Mediação: Fernanda Bairros

 

29.09.17 – Sexta-feira

Manhã e Tarde - Auditório da Escola de Enfermagem

 

09h às 12h

Palestra: Reconhecendo os feminicídios no Brasil: aplicação das lentes de gênero na "letra fria da lei".

Ministrante: Wânia Pasinato USP Mulheres

Mediação: Stela  Meneghel

 

14h às 17h

Painéis:

  • Mapa do Acolhimento: Carolina Soares - Coordenadora e Fundadora Minha Porto Alegre
  • Mobilização #issoéfeminicídio: Carolina Soares e Ana Lucia Gomes

Roda de conversa: O que faremos para enfrentar os feminicidios?

Mediação: Aline Blaya e Izabella Matos