Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais
Acessar
Seções

Luta Antimanicomial - balanço e atividades

O Grupo de Estudo e Pesquisa em Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental (GEPESM) não está alheio às mobilizações sociais para reafirmação dos princípios da Luta Antimanicomial, especialmente após os atuais retrocessos da Política Nacional de Saúde Mental, sinalizando o retorno dos manicômios. Nesta segunda-feira (14/05), realizou-se no pátio da Escola de Enfermagem da UFRGS uma produção coletiva de um varal interativo, que teve como disparador a frase: ´Desculpe o transtorno, estamos em Reforma Psiquiátrica!´. No período da tarde, realizou-se uma reflexão sobre as práticas de saúde mental na Economia Solidária, contando a participação da Cooperativa Geração POA do município de Porto Alegre. Além disso, houve a realização de uma oficina de Práticas Integrativas e Complementares de Saúde, que apresentou um momento de meditação, conduzida por um aluno da graduação.

Na quarta-feira (16/05), professores e alunos membros do grupo participaram da caminhada de apoio a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS). Junto com vários profissionais, entre pesquisadores, alunos, usuários e familiares, o trajeto foi do Mercado Público até a Assembleia Legislativa, onde ocorreu debate sobre a defesa das políticas de saúde mental e dos serviços da RAPS.

As atividades seguirão até sexta-feira (18/05). Neste dia haverá uma roda de conversa sobre Redução de Danos na atenção ao usuário de drogas, às 14 horas, no Anfiteatro da Escola.

É imprescindível o reconhecimento do impacto positivo no cuidado em saúde mental. As discussões sobre a Reforma Psiquiátrica Brasileira nos permitiram alcançar o entendimento no âmbito das políticas, na oferta diversificada de serviços e na inovação/criação de práticas/atitudes não manicomiais de cuidado em saúde. O contexto atual brasileiro tem nos apresentado importantes desafios. É urgente a mobilização e resistência para assegurar a consolidação dessas políticas, conquistadas nos últimos 30 anos de luta, na direção da construção de um cuidado em liberdade que inspire e transforme o cotidiano dos serviços de saúde, universidade e sociedade.

Toda comunidade está convidada à participar e refletir sobre a produção de um cuidado em liberdade.

#PorUmaSociedadeSemManicômios
#ManicômioNuncaMais
#PsiquiatriaDemocrática