Projetos de Pesquisa, Teses e Dissertações

desenvolvidos pelo grupo:


 

Etnomatemática: Discursos, governos e subjetividades

(Projeto de Pesquisa)

Autor:

Dr. Samuel Edmundo López Bello

Resumo:

Este projeto tem por objetivo analisar a etnomatemática (como uma tendência em Educação Matemática) numa perspectiva Foucaultiana em seus diferentes domínios (ser-saber, ser-poder, ser-consigo). Assim, e a partir da problematização em torno do que denominamos de "o discurso" e "o Governo" da etnomatemática, procuramos nas noções de resistência, linha de fuga, modos de subjetivação e experiência de si, perspectivas e possibilidades para a constituição singular de sujeito professor de Matemática. Constituem-se em fontes para este estudo a produção acadêmica e disciplinar sobre a etnomatemática, bem como as teorizações vindas de autores de viés pós-estruturalista e da filosofia da linguagem.

Espera-se com este trabalho contribuir com o processo inicial de formação dos futuros Licenciados em Matemática, bem como consolidar a formação do grupo de pesquisa em Educação Matemática e Formação Profissional de Professores de Matemática da Faculdade de Educação da UFRGS .

Trabalho disponível:


Formação continuada de professores de matemática : espaço de possibilidades para produzir formas de resistência docente

(Dissertação de Mestrado do Programa de Pós Graduação em Educação/UFRGS)

Autor:
Orientador:

Dr. Samuel Edumundo López Bello

Resumo:

O presente trabalho emerge de um conjunto de experiências vivenciadas por mim no período de graduação, quando em contato com a etnomatemática e na minha atuação profissional enquanto professora de matemática, onde passei a me interessar em levar esta proposta de discussão e estudo a outros professores, compreendendo a etnomatemática como mais uma interessante prática social, onde novos e construtivos caminhos poderão ser pensados e quem sabe trilhados no espaço escolar. A pesquisa encaminhou-se na perspectiva das investigações de viés pósestruturalista. A mesma se deu por meio de um curso de formação continuada para professores de matemática, desenvolvido a partir dos seguintes tópicos: etnomatemática, história da matemática, organização curricular e relações interculturais. Deste contexto obtive um conjunto de narrativas, compreendendo-as como falas que expressam tensões. No processo de análise, reconheci a pertinência e a naturalidade dessas tensões nos contextos de formação docente e passei a considerá-las como possibilidades de constituir formas de resistência docente. A partir de duas unidades de análise: os estudos do cotidiano e relações interculturais e o currículo mostro nesta pesquisa que estas tensões passam a ser positivas e necessárias nos contextos de formação docente, pois a cada tensão, o professor passa a narrar outras possibilidades e outras práticas pedagógicas passam a ser reinventadas e afirmadas, mesmo que provis oriamente, mas com atribuições e compromissos de um devir social, político e cultural.


Trabalho disponível em:

 


Etnomatemaética: um olhar ético sobre um jogo e suas regras

(Dissertação de Mestrado do Programa de Pós Graduação em Educação/UFRGS)

Autor:
Anderson Santos
Orientador:
Dr. Samuel Edmundo López Bello
Resumo:

O objetivo deste trabalho é, a partir de conceitos e problemas apresentados nos estudos acerca da Etnomatemática, relacionar a Matemática com práticas voltadas para o que é étnico, para o que é ético, para a prática artista, e para as relações de amizade a partir de dois focos: Primeiro, uma analítica interpretativa sobre a produção de discursos matemáticos observados sob a lente do pós-estruturalismo. Segundo, a análise de uma pesquisa que relaciona o pensamento matemático e a leitura da arte contemporânea, desenvolvido com três turmas de formandos do Ensino Fundamental em Porto Alegre. Este trabalho é marcado pelas teorizações Foucaultianas, bem como pelas produções teóricas acerca de arte e educação, educação matemática, e os estudos culturais, tudo entremeado pela presença de autores que observam a educação com o olhar pós-estruturalista. A dissertação busca fundamentar a necessidade de um olhar etnoéticomatemático para analisar e redesenhar conceitos e discursos tais como a ética e a amizade nas relações pedagógicas educador-educando, a procura de uma possível docência artista em Matemática. Compreendendo e respeitando as preocupações relacionadas ao Governo Etnomatemático, trazidas à tona principalmente por Lisete Bampi, a análise se desenvolve a fim de pensar uma Ética Etnomatemática, uma Etnomatemaética.

 

Trabalho disponível em:
http://hdl.handle.net/10183/27043

 


 

O cuidado com a verdade na tarefa do exercício profissional ético do professor de matemática

(Dissertação de Mestrado do Programa de Pós Graduação em Educação/UFRGS)

Autor:
Orientador:

Dr. Samuel Edumundo López Bello

Resumo:

Esta dissertação de mestrado, que apresenta verdade, certeza, matemática e ética no exercício profissional do professor como temáticas, tem como objetivo de estudo tomar quatro diferentes perspectivas em Matemática (platonista, formalista, sócio-cultural e normativa) e sua relação com a tarefa do dizer verdadeiro no exercício profissional ético do professor de Matemática. A opção metodológica recai numa analítica de dois diálogos polifônicos, um sobre a verdade e outro sobre a certeza onde, interdiscursivamente, figuram as quatro perspectivas tomadas. A análise será desenvolvida usando como ferramentas regime de verdade, discurso e ética de si que serão tomadas em sentido foucaultiano e certeza, jogos de linguagem, gramática e formas de vida em sentido wittgensteiniano. A questão ética, abordada no penúltimo capítulo, faz a vinculação entre as formações discursivas que figuraram no trabalho e a possibilidade de uma docência em matemática que aposte na dimensão ética da sua constituição através do cuidado com a verdade.

Trabalho disponível em:


 

"Primeira arithmetica para meninos" e a constituição de masculinidades na província de São Pedro do Rio Grande do Sul

(Dissertação de Mestrado do Programa de Pós Graduação em Educação/UFRGS)

Autor:
Orientador:

Dr. Samuel Edumundo López Bello

Resumo:

Esta Dissertação tem como objetivos identificar e analisar os discursos da masculinidade presentes no livro didático "Primeira Arithmetica Para Meninos", organizado pelo engenheiro, educador e escritor brasileiro José Theodoro de Souza Lobo. Esse livro, editado pela Livraria Selbach & CIA, foi aprovado pelo Conselho de Instrução e por uma comissão da Escola Militar do Rio Grande do Sul para ser adotado nas escolas públicas e nas escolas particulares nessa Província. Com base nas teorizações sobre as relações de gênero, segundo o viés pós-estruturalista, metodologicamente, foi desenvolvido um movimento que denominei analítico-descritivo-analítico, documentando e sistematizando o conjunto de informações focadas nesse livro didático e ampliadas por demais fontes, entre elas, legislação da época, cartas-parecer e manual de civilidade. Essas fontes, necessárias ao objetivo em questão, foram tomadas como monumentos no sentido foucaultiano. A escolha do livro didático "Primeira Arithmetica Para Meninos" deu-se por considerá-lo um artefato cultural, compreendendo que nele circularam discursos que implicaram - direta ou indiretamente - a produção de identidades de gênero, de acordo com determinados modos de ser menino. Foram estabelecidos quatro focos de análise: O ensino de Matemática no livro didático "Primeira Arithmetica Para Meninos", em que descrevo e analiso alguns aspectos em relação aos conteúdos desenvolvidos nos três primeiros capítulos do livro; O nome de autor, em que examino de que maneira, em que condições e segundo quais regras foi produzido, utilizado e valorizado o livro didático "Primeira Arithmetica Para Meninos"; A inferiorização da identidade feminina, em que verifico que saberes foram produzidos e veiculados através do livro didático de Matemática sobre feminilidades, determinando "modos de ser mulher"; A constituição da masculinidade, em que analiso a contribuição desse livro didático no fortalecimento de uma educação diferenciada para meninos, problematizando as significações criadas sobre "modos de ser menino" dados como normais, corretos, naturais, únicos. Por fim, concluo que esse livro didático, através de um conhecimento matemático - Aritmética - desenvolvido para meninos, permitiu a circulação de discursos que contribuíram para a produção de masculinidades, em consonância com o proposto pela legislação e pelas orientações estabelecidas nos manuais de civilidade da época.

Palavras-chave: Relações de Gênero, Livro Didático de Matemática e Formação de Professores.


Trabalho disponível em:


Inclusão-exclusão nas práticas pedagógicas dos professores que ensinam matemática na educação de jovens e adultos

(Dissertação de Mestrado do Programa de Pós Graduação em Educação/UFRGS

Autor:
Cleuza Iara Campello dos Santos
Orientador:
Dr. Samuel Edmundo López Bello
Resumo:

Esta dissertação propõe-se a discutir a inclusão-exclusão nas práticas pedagógicas dos professores que ensinam Matemática na Educação de Jovens e Adultos - EJA, que a partir das verdades, dos enunciados e discursos são subjetivados provocando dinâmicas de inclusão-exclusão cristalizando as relações de poder-saber.Para tanto farei o uso das ferramentas operatórias colocadas à disposição pelo pós-estruturalismo tomando como base a obra de Michel Foucault. A pesquisa constituiu-se em conversas formais em diferentes espaços escolares e observações realizadas em sala de aula na Escola.


Trabalho disponível em:

http://hdl.handle.net/10183/15517






Prática de ensino em educação matemática : a constituição das práticas pedagógicas de futuros professores de matemática

(Dissertação de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Educação/UFRGS)

Autor:
Giovana da Silva Lenzi
Orientador:
Dr. Samuel Edmundo López Bello
Resumo:

O presente trabalho emerge de um conjunto de experiências com as quais defrontei-me nos anos de 2004 e 2005 ao orientar e supervisionar estagiários, licenciandos do curso de Licenciatura em Matemática da UFRGS, ao realizarem suas docências, por ocasião das Práticas de Ensino em Matemática, nas escolas de educação básica. Na experiência da orientação desses jovens, percebi que alguns estagiários encontravam dificuldade para planejar e executar suas práticas pedagógicas e essa percepção motivou a pesquisa que ora apresento. A pesquisa encaminhou-se na perspectiva das investigações qualitativas de viés pós-estruturalista e buscou mecanismos instalados na Universidade e na Escola que pudessem regular a fabricação e a execução das práticas pedagógicas planejadas pelos licenciandos. Com a intenção de investigar tais mecanismos, acompanhei um grupo de seis estagiários, matriculados na disciplina de Prática de Ensino em Matemática II no segundo semestre de 2006, enquanto estavam na Universidade - organizando e discutindo seus planejamentos de ensino com o professor orientador de estágio - e em suas inserções numa escola da rede estadual de ensino de Porto Alegre, onde ministraram as aulas que haviam planejado. A investigação aponta que as práticas pedagógicas produzidas pelos licenciandos, nessa etapa de suas vidas, são constituídas por discursos, produzidos a partir de saberes e experiências vivenciados por eles. Nesse sentido, mostro que os discursos, ao produzirem práticas sociais, também produzem subjetividades e que os saberes, aos quais os licenciandos foram expostos na escola ou na universidade, possibilitaram que os mesmos trouxessem para si experiências. Os relatos dos licenciandos apontaram experiências, saberes, discursos, como constituidores de suas subjetividades regulando suas ações na escola. Ao concluir esta pesquisa, questiono a possibilidade de fugirmos aos assujeitamentos, apostando na constituição de sujeitos professores singulares, regulados por si mesmos, não aprisionados a identidades previsíveis.

 

Trabalho disponível em:

http://hdl.handle.net/10183/15664

 


Educação matemática por projetos : perspectivas e prática pedagógica no contexto escolar

(Dissertação de Mestrado do Programa de Pós Graduação em Educação/UFRGS)

Autor:
Orientador:
Dr. Samuel Edmundo López Bello
Resumo:

Este estudo discute a possibilidade de qualificação profissional do professor de matemática por meio da análise de sua ação docente. São também analisadas as relações entre as ações do professor de matemática no exercício da prática pedagógica por projetos no sistema educacional e como tais ações contribuem para a (re)significação da prática docente, possibilitando a qualificação profissional. Tem-se, ainda, como perspectiva na análise dos dados, a importância da formação docente do licenciado em sua constituição como educador matemático, as possíveis implicações dessa formação na sua prática pedagógica e a integração entre os saberes didático-pedagógicos na ação docente como fator para qualificação profissional do professor de matemática. 

Palavras-chave: Prática pedagógica; ação docente; reflexão sobre a ação; formação e qualificação profissional.


Trabalho disponível em:

http://hdl.handle.net/10183/8955

 


Experiências narradas no ciberespaço : um olhar para as formas de se pensar e ser professora que ensina matemática

(Dissertação de Mestrado do Programa de Pós Graduação em Educação/UFRGS)

Autor:
Orientador:
Dr. Samuel Edmundo López Bello
Resumo:

Esta dissertação tem por objetivo investigar como o Portfólio de Aprendizagens, em relação ao jogo de verdade proposto pelo PEAD, produz maneiras de se pensar e ser professora que ensina matemática na Educação Infantil e Séries Iniciais. Esta pesquisa se dá no contexto do curso de graduação em Pedagogia – Licenciatura, modalidade Educação a Distância (PEAD), da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (FACED/UFRGS), em relação à disciplina denominada “Representações do Mundo pela Matemática”. O material empírico de análise aloca-se no mecanismo de autoavaliação intitulado Portfólio de Aprendizagens. Esse mecanismo, que denomino de dispositivo pedagógico, será foco de meu olhar, na medida em que opera tecnologias do eu, tais como o discurso da autorreflexão, o discurso críticoconstrutivista e o discurso interdisciplinar, todos funcionando como potentes mecanismos de subjetivação por fabricar modos de pensar e ser professora (que ensina matemática). A perspectiva pós-estruturalista guiará o olhar de minha análise. O domínio teórico delineiase com referenciais de Larrosa Bondía, Knijnik, Bauman, López Bello, Fischer, Foucault, Silva, Veiga-Neto e Wittgenstein, entre outros. Conclui-se, a partir das recorrências discursivas observadas nas narrações das alunasprofessoras, que alguns “eus” professoras são moldados a partir do dispositivo pedagógico do Portfólio de Aprendizagens, quais sejam: “eu reflexivo”, “eu crítico-construtivista” e “eu interdisciplinar”.


Trabalho disponível em:

http://hdl.handle.net/10183/21385

 


MODOS DE DIZER & VER EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: a incitação à reflexão como dispositivo em um curso de formação continuada

(Projeto de Dissertação de Mestrado do Programa de Pós Graduação em Educação/UFRGS)

Autor:
Fernando Cezar Ripe da Cruz
Orientador:
Dr. Samuel Edmundo López Bello
Resumo:

O projeto de Dissertação de Mestrado pretende discutir e analisar recorrentes enunciados presentes nas Engenharias Didáticas, que se constituem como práticas discursivas, de professores – que frequentam o Curso de Especialização para professores de Matemática (UAB/IMAT-UFRGS), na modalidade a Distância –e que produzem efeitos nos seus modos de dizer e ver educação matemática. Tal exame proposto apresenta uma analítica teórica, dos principais conceitos presentes nas obras do pensador Michel Foucault e de autores afins, que nos permitem refletir como o sujeito professor se constitui. Incluindo a possibilidade de se incorporar o conceito de  sensibilidade como forma de identificar os sentidos, captar as subjetividades, emoções e as percepções sensíveis durante processo de formação continuada de professores que educam matemática.


Trabalho disponível em:

 

 


Numeramentalização: uma analítica sobre os números, as suas relações e os seus registros na contemporaneidade

(Projeto de Tese de Doutorado do Programa de Pós Graduação em Educação/UFRGS)

Autor:
Patrícia Moura Pinho
Orientador:
Dr. Samuel Edmundo López Bello
Resumo:

Este projeto de tese tem como problema de pesquisa investigar de que maneira os usos dos números, das suas relações e de seus registros nas práticas escolares operam estrategicamente nas formas de governo do indíviduo na contemporaneidade. Para tanto, procuro aproximar a noção de práticas sociais a de práticas discursivas de Michel Foucault, incluindo nesse arcabouço as práticas escolares, entendendo-as, portanto, como constituintes e constituídas de/por regras de caráter estratégico.  Essa perspectiva regrada das práticas escolares, a partir da pragmática da linguagem de Ludwig Wittgenstein, em sua segunda fase, vem me permitindo pensar as matemáticas como conjuntos de regras, saberes, fazeres, jogos de linguagem que lhes atribuem significados nas diferentes situações. Para compor o problema e a questão de pesquisa, foram analisados portfólios de professoras cursistas do Programa Pró-Letramento Matemática, da rede municipal de ensino de Canoas/RS, bem como o material paradidático utilizado nos encontros de formação continuada, num movimento metodológico analítico-descritivo de cunho pós-estruturalista. No decorrer dessas análises preliminares, foi vislumbrada a possibilidade de se pensar as práticas de mobilização de saberes matemáticos a partir do dispositivo da governamentalidade, focalizando o manejo e o uso das relações quantitativas e de seus registros escritos, suas finalidades e o caráter normativo de sua utilização. Isso vem configurando o que nomeio de numeramentalização, ou seja, a captura do indivíduo, no governo por si e pelos outros nos modos de se dirigir e proceder em determinadas práticas sociais que envolvem números, quantificações, operações e seus registros, sejam elas científicas, escolares, familiares, de compra e venda etc.

Palavras-chave: Práticas sociais/discursivas. Jogos de linguagem. Regras de caráter estratégico.  Governamentalidade. Numeramentalização.

Trabalho disponível em:

 

 


A PRODUÇÃO DO SUJEITO DE ALTAS HABILIDADES: entre jogos de linguagem, práticas matemáticas e formas de vida.

(Proposta de Tese de Doutorado do Programa de Pós Graduação em Educação/UFRGS)

Autor:
Karin Ritter Jelinek
Orientador:
Dr. Samuel Edmundo López Bello
Resumo:

Esta pesquisa tem por objetivo investigar, a partir das ferramentas teóricas foucaultianas e wittgensteinianas, se existem semelhanças de família entre as formas de vida das crianças ditas ‘portadoras’ de altas habilidades e as atividades de seleção e enriquecimento educacional, o que justificaria o sucesso das mesmas nas atividades de seleção e, consequentemente, seu assujeitamento ao discurso das altas habilidades. Entendendo que o sujeito das altas habilidades é constituído por práticas discursivas, esta investigação se dá num momento em que a Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre (RME) trava discussões e estabelece um trabalho voltado a esses sujeitos. Desta forma, a questão que se coloca é se as atividades de seleção e enriquecimento educativo, produzidas pelo discurso que posiciona os sujeitos como ‘portadores’ de altas habilidades, mobilizam jogos de linguagem que apresentam semelhanças de família com os jogos de linguagem das formas de vida das crianças. A pesquisa se desenvolverá a partir de um movimento analítico-descritivo com centralidade na linguagem, buscando compreender a forma como os discursos das altas habilidades circulam nas escolas da RME hoje, e capturam esses sujeitos. Também se fará uso de técnicas etnográficas – observações e entrevistas – uma vez que se buscará conhecer as formas de vidas das crianças portadoras de altas habilidades. Os sujeitos empíricos são três meninos alunos da RME – os quais foram identificados como portadores de altas habilidades em matemática e que participam de atividades de enriquecimento na Sala de Integração e Recursos (SIR) – e a professora responsável por essa SIR. O trabalho se iniciou com um levantamento documental dos materiais que orientam as ações escolares que envolvem a identificação de educandos com altas habilidades, bem como, com duas entrevistas com a professora responsável por tais procedimentos e pela SIR – Altas habilidades na busca de informações que pudessem auxiliar nesse mapeamento. Os documentos que também estão sendo analisados são aqueles tidos hoje como referência pelo Ministério da Educação e, sobretudo, aqueles que são produto de trabalhos de pesquisa acadêmica nesta área. Ao longo do próximo ano, se realizará um acompanhamento com os sujeitos empíricos – na SIR, no ambiente escolar e fora dele – com objetivo de buscar conhecer e compreender a forma de fazer matemática desses indivíduos na escola e fora dela. Para isso se fará registros através de gravações em áudio e/ou vídeo, fotografias e anotações no Diário de Campo.

Palavras-chave: Altas habilidades. Discurso. Formas de vida. Semelhanças de família.

Trabalho disponível em:

 

 


Avaliação Inclusiva na Escola: práticas de in/exclusão escolar na educação matemática

(Projeto de Tese de Doutorado do Programa de Pós Graduação em Educação/UFRGS)

Autor:
Mônica Pagel Eidelwein
Orientador:
Dr. Samuel Edmundo López Bello
Resumo:

A tese intitulada Avaliação Inclusiva na Escola: práticas de in/exclusão escolar na educação matemática está em desenvolvimento na linha de pesquisa filosofias da diferença e educação no âmbito Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Tem como objetivo problematizar a questão da avaliação escolar em matemática a partir da perspectiva da educação inclusiva, a qual tem produzido determinadas práticas avaliativas em matemática que acabam por operar no âmbito da in/exclusão escolar, inclusive contribuindo para não aprendizagem dos alunos, de acordo com alguns professores. Ao suspeitar desta questão, a partir dos questionamentos dos próprios professores que ensinam matemática, ao atribuírem a essa forma de avaliação a não aprendizagem dos alunos, propus-me inicialmente a realizar tal problematização considerando os enunciados capturados e circulantes pelos documentos da Secretaria de Educação da cidade de Novo Hamburgo – Rio Grande do Sul/Brasil. Dois enunciados foram capturados nesses documentos que, no meu entendimento, conduzem a conduta dos professores que ensinam matemática na sua forma de avaliar: sobre diferenciar para incluir: especializando a avaliação escolar e sobre avaliação como processo: a necessidade de conduzir a conduta do diferente. Nesse momento da pesquisa direciono o olhar para as práticas avaliativas em matemática a partir da perspectiva da inclusão, através de um movimento analítico- descritivo, de tais práticas discursivas da avaliação em matemática observadas na escola. Trago aquilo que é dito pelos professores, seus escritos e ações, procurando entendê-las como práticas discursivas operando no âmbito estratégico da in/exclusão escolar, dentro da governamentalidade neoliberal.

 

Trabalho disponível em:  

 


Docente estético matemático: uma leitura sobre um jogo e suas regras

(Projeto de Dissertação de Mestrado do Programa de Pós Graduação em Educação/UFRGS)

Autor:
Grace da Ré Aurich
Orientador:
Dr. Samuel Edmundo López Bello
Resumo:

Pensar em uma estética docente como possibilidade de mobilização do futuro professor de matemática é o objetivo principal deste projeto de dissertação de mestrado. Entendendo o sujeito como constituído por práticas discursivas, por jogos de linguagem e suas regras, produzido nas formas de vida nas quais ele participa, são utilizadas ferramentas wittgensteinianas e foucaultianas para problematizar os modos de dizer e ver a atuação profissional do professor de matemática impulsionados pelas pesquisas em educação na formação de professores. Toma-se, como material investigativo, uma pesquisa sobre a formação de professores, desenvolvida na UFRGS, com foco na formação docente e que evidencia a prática pedagógica como efeito das relações de poder e verdade. Recorre-se a materialidade lingüística da sua profissão no sentido de resgatar os dizeres dos estagiários para pensar formas pedagógicas que produzam respostas de caráter estético através um movimento analítico-descritivo de investigação.


Trabalho disponível em:

 

 


Etnomatemática: uma análise discursiva de seus regimes de verdade

(Projeto de Iniciação Científica)

Autor:
Fernanda Longo
Orientador:
Dr. Samuel Edmundo López Bello
Resumo:

Este trabalho apresenta resultados preliminares de uma atividade de pesquisa que é parte do projeto de investigação "Etnomatemática: discursos, governo e subjetividades", cujo objetivo é entender como as diferentes definições/abordagens
dadas à Etnomatemática vêm operando no discurso da Educação Matemática.
Considerando um viés analítico de caráter pós-estruturalista e as teorizações de Michel Foucault acerca das noções de discurso e de política de verdade, procura-se entender que verdades são produzidas pelo discurso etnomatemático e que sujeitos são constituídos/produzidos a partir destas verdades.