Bacharelado em Filosofia

 

O Curso de Filosofia da UFRGS foi criado oficialmente em 1943, obtendo reconhecimento em 19 de dezembro de 1944, através do Decreto Nº 17400.

Ainda que vivamos certamente um momento de crise de uma civilização, ou talvez exatamente por isso, a necessidade de preservar e manter viva a tradição intelectual da Civilização Ocidental é inegável, como é inegável que a Filosofia se constitui em um dos eixos fundamentais dessa tradição. E, em especial, no caso brasileiro, a Filosofia tem raízes ainda muito recentes que cabe aprofundar, não só pela tentativa de dialogar com a produção intelectual presente alhures, mas principalmente pela compreensão e absorção da milenar tradição filosófica ocidental.

O curso de Bacharelado em Filosofia vem sendo procurado não apenas por aqueles que desejam se profissionalizar como professores universitários de Filosofia, mas também por muitos já profissionalizados que, sem pretenderem abandonar o exercício de suas profissões, procuram um complemento, um aperfeiçoamento às vezes profissional e sempre intelectual.

A fim de que não se realize o chiste de Bernard Shaw (“Quem sabe faz, quem não sabe ensina”), é fundamental que o futuro professor domine a matéria que virá a lecionar. Ora, como a Filosofia não apresenta um corpo canônico de conhecimentos (doutrina, método e conceitos), a sua unidade lhe é emprestada pelo diálogo com sua tradição. Assim, é de fundamental importância que o aluno adquira certa familiaridade com as obras clássicas da Filosofia e, mais ainda, seja capaz de se apropriar, de maneira reflexiva e crítica, desses textos.

A importância da História da Filosofia é claramente afirmada pelo parecer CNE/CES 492/2001 (que, segundo a Resolução CNE/CES 12, deverá orientar juntamente com o parecer 1.363/2001 o projeto pedagógico do curso de Filosofia). Diz o texto, ao caracterizar o perfil dos formandos, “sólida formação de História da Filosofia, que capacite para a compreensão e a transmissão dos principais temas, problemas, sistemas filosóficos [...]”.

Assim, forte ênfase é concedida, na estrutura curricular, à História da Filosofia e ao trato dos textos clássicos, sempre procurando habilitar o aluno para a apropriação analítico-reflexiva desses textos, eixo central da identidade do fazer filosófico. Nessa medida, a estrutura do curso se apóia num juízo que vem se tornando consensual na comunidade acadêmica, a saber, que a formação do bacharel em Filosofia não pode ser definida por uma lista fechada de conteúdos determinados, mas antes por certas capacidades analíticas e discursivas obtidas mais propriamente no trato dos textos clássicos da História da Filosofia; de sorte que sua identidade é haurida por referência a, por um lado, o rigor e a clareza na argumentação e exposição, e, por outro a referência à sua história, em especial aqueles autores mais consagrados pelos séculos.

Trecho do Projeto Pedagógico do curso, que pode ser consultado na íntegra aqui (arquivo PDF).

Atividades do Curso de Bacharelado
Disciplinas obrigatórias: 2.280 horas; 144 créditos
Disciplinas eletivas: 420 horas; 28 créditos
Atividades complementares: 90 horas; 6 créditos
Total: 2.790 horas; 178 créditos

As cargas horárias apresentadas supõem créditos correspondentes a 1 (uma) hora-aula de 50 minutos em um semestre letivo com duração mínima de 18 semanas, de tal forma que 1 (um) crédito corresponde à carga horária de 15 horas relógio (60 minutos) por semestre. Atende-se, assim, à Resolução CNE/CP nº2 de 2002, que institui carga horária mínima de 2.800 horas para cursos de licenciatura.

Clique para baixar a grade curricular do Bacharelado em Filosofia 

Clique para ver a grade curricular do Bacharelado em Filosofia no site da UFRGS