Quem somos
Ensino
Pesquisa
Extensão
Portfolio
Contato
Artigos
Links
 
 

Volta para Extensão

Cursos

UFRGS Documenta

Bios

Apollonia

Povo e Paisagem de SJA

 

 

Povo e Paisagem de São Jose dos Ausentes

O Estado do Rio Grande do Sul, Brasil, apresenta uma paisagem rica em elementos geomorfológicos e fitogeográficos, acompanhados de uma extensa variedade de flora e fauna silvestre, que compõe e identificam a terra gaúcha. Com a progressiva utilização pelo homem, estas características estão paulatinamente desaparecendo, dando lugar quase que exclusivamente a uma paisagem de natureza antrópica em constante transformação, violentando de maneira sistemática a tênue linha do equilíbrio natural de nossos ecossistemas. Dada a inexorabilidade dessa ação, deve ser dadas especial maior atenção à divulgação de regiões possuidoras de ambientes que congregam os monumentos naturais que servem como último reduto representativo da flora e fauna nativas.

Além das ocupações desses espaços naturais, existe a problemática do turismo predatório que, realizado de forma eventual ou sistemático, ocasiona profundos danos ao débil extrato biológico que os ecossistemas ainda preservam.

O Município de São José dos Ausentes, situado no extremo nordeste do Estado do RS, é um local privilegiado pela natureza. São campos, matas de araucária, canyons, rios e riachos com águas puríssimas, adornados com uma atmosfera límpida a mais de 1200 metros acima do nível do mar. Desponta como um lugar de excelência paisagística, inserido no complexo da fisionomia riograndense. As principais atividades econômicas são a pecuária extensiva e a agricultura, constituída notadamente por pomares de macieiras e plantações de pinnus que substanciam a industria madeireira da região. Essas atividades são ainda realizadas em pequena escala, não constituindo um perigo imediato ao meio ambiente, que permanece quase intacto.

Nessa perspectiva, a UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL, através do Núcleo de Fotografia da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação(FABICO),vem executando sistemática documentação fotográfica do Município, incluindo tanto os redutos naturais, quanto as atividades da população de São José dos Ausentes, tendo como enfoque precípuo as plasticidades, luzes e atmosferas que personalizam os ambientes com seus elementos. A coleta, processamento , armazenamento e divulgação de imagens fotográficas de São José dos Ausentes, objetiva o desenvolvimento do turismo ecológico e a conscientização da população deste Município, proporcinada através de exposições, oficinas e palestras , que colocam em evidência a importância da preservação do seu meio ambiente.

A região em que se situa, pela sua beleza natural e nível de preservação é uma espécie de santuário ecológico, localizado a mil e duzentos metros acima do nível do mar, é onde está o Monte Negro, pico mais alto do Estado do RS, com 1.403 metros. Este altiplano, constituído por campos , canyons, rios, riachos, sangas e cascatas, constitui-se numa região peculiar, como uma reserva biológica, congregando um vasto banco genético, a céu aberto.

Outro ponto de destaque da região, constitui-se no fato de ser o local onde se registram as temperaturas mais baixas do Estado do RS, com a ocorrência de geadas e nevascas no inverno, ao lado de temperaturas amenas no verão. Isso, agregado às demais belezas naturais, a converte num expressivo potencial turístico, ainda não explorado.

O material produzido no decorrer dos anos de execução deste Projeto, está sendo divulgado através de exposições fotográficas itinerantes que percorrem o Estado do RS, desde 28/09/96. A avaliação dos resultados iniciais justificou a assinatura de um Convênio entre o Município e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul , proposto pela Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação em 1997.

Neste trabalho, a fotografia , considerada inicialmente como simples registro visual, numa perspectiva de extensão universitária, passou a ser vislumbrada como registro científico, e até mesmo como objeto principal de pesquisa, a partir da utilização de métodos e técnicas científicos, desde a definição de objetivos, obtenções,processamento e pós-processamentos, até formas diferenciadas de análise e divulgação dos trabalhos fotográficos executados. Nessa linha, optou-se por uma abordagem multidisciplinar, que inclui referências teóricas buscadas na Semiologia, Antropologia Visual e Ambiental, Ecologia, Sociologia, Educação Ambiental, Botânica e Zoologia, entre outros. Especificamente na área de Fotografia, como projeto de pesquisa, inclui elementos extraídos da Química, através de experimentações com Fotografia Analógica, com alta resolução de imagens, colorizações de materiais fotossensíveis em preto-e-branco e uso de processamentos inversos de fotografia em cores. Além disso, o projeto inclui a investigação em Fotografia Digital, cujos dados estão sendo convertidos em aplicativos de multimídia, especificamente com a manutenção de um site na Internet, bem como a produção de CD-ROMs de divulgação e didático-pedagógicos. (Mario Bitt-Monteiro, 1999)


 

 

© 2001 Núcleo de Fotografia FABICO/UFRGS
Todos os direitos reservados.
design: danielQuevedo