Quem somos
Ensino
Pesquisa
Extensão
Portfolio
Contato
Artigos
Links
 

 

Rafael Johann é integrante da equipe de monitores do Núcleo de Fotografia há mais de quatro anos, e vem se dedicando a pesquisar novos métodos de fotografia pinhole. Um dos seus últimos experimentos, consistiu na construção de uma câmera fotográfica pinhole que permite realizar múltiplas imagens sobre um só suporte sensível . Rafael também é integrante do Grupo Lata Mágica e está se graduando em Artes Plásticas pelo Instituto de Artes da UFRGS, com ênfase em Fotografia.


Neste projeto de fotografia pinhole, denominado de “ Visão de Aranha”, ele apresenta imagens feitas com a câmera por ele construída. Rafael está utilizando, além de papel fotográfico, filmes gráficos como o Kodalith 2556, usando-o como suporte sensível em suas câmeras pinhole. Vem desenvolvendo técnicas experimentais em laboratório fotográfico, para alcançar uma maior qualidade de meios tons do negativo, com esses filmes. Para isso ele está diluindo o revelador (Dektol)em até 1:3 de diluição para o processamento dos filmes, e vem alcaçando com isso imagens com maior qualidade tonal e maior definição. Ele explica alguns tópicos das suas técnicas experimentais de fotografia pinhole:

Para este projeto, eu construí uma câmera de 20 furos (20 pinholes) a partir de uma caixa de papelão de 24cmX30cmX5cm. Como negativo, utilizo papel fotográfico p&b e filme gráfico (Kodalith em folhas de 24X30cm).

O resultado é uma grande imagem, quase uma composição abstrata, formada por imagens menores, semelhante a visão fragmentada e repetida de uma aranha – neste caso, uma aranha de 20 olhos dispostos geometricamente.”

 

ENSAIO 2 - utilizando filme gráfico e papel fotográfico na câmera pinhole




Pinholes experimentais de RAFAEL JOHANN

e-mail: rafjohann@hotmail.com

 

ENSAIO 1 - utilizando papel fotográfico na câmera pinhole




 

 

© 2001 Núcleo de Fotografia FABICO/UFRGS
Todos os direitos reservados.