Dissertações

Liége Barbieri Silveira (2016). Inventário de Organização da Personalidade - Brasil (IPO-Br): Evidências de validade entre amostras clínica e não clínica.

Laura Poll Gomes (2015). Testes gráficos: formação, pesquisa e práticas em avaliação psicológica.

Aline Sokolovsky (2013). Critérios de avaliação dos mecanismos de defesas na entrevista lúdica diagnóstica.

Mariana Bauermann (2013). A relação entre o desenho da figura humana, traços de personalidade e problemas de comportamento.

Angelo Brandelli Costa (2012) - co-orientação. Preconceito contra orientações não-heterossexuais no Brasil: critérios para avaliação

Sérgio Eduardo Silva de Oliveira (2012). Psicodiagnóstico estrutural da personalidade: adaptação e validação do Inventory Personality Organization (IPO).

Joice Dickel Segabinazi (2010). Desenho da figura humana: evidências de validade de escalas globais de avaliação.

Wagner de Lara Machado (2010). Escala de bem-estar psicológico: adaptação e evidências de validade.

Rafael Stella Wellausen (2009). Avaliação dos fatores associados ao uso de álcool e drogas na criminalidade : um estudo no sistema penitenciário.

Vivian de Medeiros Lago (2008). As práticas em avaliação psicológica nos casos de disputa de guarda de filhos no Brasil.

Fernanda Menna Barreto Krum (2007). O impacto e as estratégias de coping de indivíduos em comunidades afetadas por desastres naturais.

Josiane Pawlowski (2007). Evidências de validade e fidedignidade do instrumento de avaliação neuropsicológica breve neupsilin.

Fernanda Menna Barreto Krum (2007). O impacto e as estratégias de coping de indivíduos em comunidades afetadas por desastres naturais.

Daniela Forgiarini Pereira (2006). Um estudo sobre o wartegg como medida de criatividade em seleção de pessoal.

Zuleika Ana Cherubini (2005). Estresse e autoconceito em pais e mães de crianças com a síndrome do X-frágil.

Adriana Jung Serafini (2004). Teste de fábulas: um estudo com crianças abrigadas.

Raquel G. Panzini (2004). Escala de coping religioso-espiritual (escala CRE): tradução, adaptação e validação da escala rcope, abordando relações com saúde e qualidade de vida.

Adriane Xavier Arteche (2003). O impacto do trabalho nas variáveis coping e bem-estar subjetivo em uma amostra de adolescentes.

PPG Psicologia
CNPQ
CAPES
UFRGS
GEAPAP
Rua Ramiro Barcelos, 2.600/sala 120 - 1º andar
Bairro Santa Cecília
Porto Alegre - RS 
CEP 90035-003
Fone: 51 3308 5352
Email: geapap@ufrgs.br
Acompanhe nossas atualizações no Facebook! Face