Sonata em Mi para Piano

Ricardo Rodríguez - http://www.ufrgs.br/gppi/pt-br/node/1247

A sonata para Piano em Mi de Ricardo Rodriguez escrita em 1911 privilegia um centro harmônico bem estabelecido em Mi maior. Como pode ser observado no quadro acima, os primeiros compassos da Exposição têm a função de apresentar o tema e estabelecer o centro tonal, ainda que utilizando harmonias diferenciadas tais como sonoridades aumentadas (Dó+) já no quarto compasso (Figura 1). O desenho de semicolcheias contra a melodia só irá mudar no compasso vinte quando a mão direita começa a realizar arpejos e a mão esquerda realiza oitavas. A seguir o tema volta a aparecer quando a mão esquerda apresenta escrita semelhante às de Chopin ou Scriabin e a direita faz oitavas com a quinta do acorde (Comp. 24).

Apresentação

O repertório de sonatas e sonatinas produzidas nos países europeus, na Rússia e mais recentemente nos Estados Unidos, tem sido o objeto de estudo e valorização de um número crescente de publicações. Verbetes em dicionários, como na última edição do New Grove (2000), ignoram toda e qualquer produção latino-americana ao comentar sobre a sonata tanto como gênero de composição instrumental quanto como forma preferencial adotada por um número significativo de compositores.

Português, Brasil
Subscrever GPPI RSS