inct  

O Instituto

Sobre
Laboratórios
Pesquisadores

 

Ciência

Publicações
Mapas e dados
Expedições

 

Imprensa

Notícias
A Criosfera
Contato

 

Multimídia

Educação
Fotos e Vídeos
Links.

 
     
  criosfera1  
 

Inaguração do módulo Criosfera 1 em 12/01/2012.

Equipe da esquerda para direita: Marcelo Arrevalo (Chile), Francisco Eliseu Aquino (UFRGS), Marcelo Sampaio (INPE), Alexandre Alencar (UERJ), Jefferson Simões (UFRGS), Jandyr Travassos (ON), Luiz Fernando Reis (UFRGS), Saulo Martins (ON), Heitor Evangelista (UERJ) e Heber Passos (INPE).

 
 

CRIOSFERA 1

Uma nova iniciativa brasileira para o manto de gelo da Antártica Ocidental

(English version)

No verão de 2011/2012, uma expedição do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia da Criosfera (INCT da Criosfera), usando logística contratada da Antarctic Logistics Expeditions (ALE), instalou o primeiro módulo brasileiro no manto de gelo da Antártica Ocidental: Criosfera 1 (84°00'S, 79°30'W).

Este módulo tem como objetivo um monitoramento atmosférico ininterrupto, um fator-chave para a melhor compreensão das mudanças e variações climáticas recentes na Antártica. Muitas estações científicas são dedicados a monitorar os parâmetros físicoquímicos e meteorológicos durante o verão e inverno, porém a maioria estão localizadas na margem do continente. Esta nova plataforma científica utiliza apenas fontes de energia eólica e solar para executar a pesquisa atmosférica e instrumentos meteorológicos, bem como para recolher e transmitir dados através do sistema de satélites ARGOS. Informações sobre a temperatura interior do módulo e da corrente do gerador de energia também são enviadas via satélite. A instrumentação meteorológica instalada permite o monitoramento da temperatura do ar, velocidade e direção do vento, umidade relativa e pressão atmosférica, além de concentração de dióxido de carbono
atmosférico e da observação contínua da acumulação de neve. Dados de alta resolução temporal são armazenados em loggers e valores horários médios transmitidos para o Brasil. Além disso, um sistema de integração mensal automática de aerossol, usando filtros de membrana Nuclepore Track-Etch (porosidade 0,4), foi instalada para medir a composição elementar e iônica de aerossóis. Como sistema de energia, o CRIOSFERA utiliza quatro turbinas eólicas de 160 Watts (a uma velocidade do vento de 12,5 m/s) e quatro painéis solares de 175 Watts (1000 Wm² a 25 °C). Esses geradores de energia são utilizados para carregar uma unidade de baterias estacionária AGM de chumbo-ácido de 8 kW-hora. Durante o inverno, esse conjunto de baterias é capaz de manter o sistema funcionando por até 4 dias sem vento.

Outros estudos na área do "Criosfera 1", durante a primeira temporada operacional, incluíram a obtenção de um testemunho de gelo 100 m e uma levantamento de GPR (400 MHz) ao longo de 10 km. O INCT da Criosfera espera usar o sítio deste módulo para expandir as pesquisas geocientíficas para as montanhas Transantárticas.

 

criosfera1criosfera1



 
         
     
 
inct  

Sobre
Laboratórios associados

Pesquisadores

Publicações
Mapas e dados geográficos

 

Notícias
A Criosfera
Contato


 

 

Educação
Fotos e Vídeos


.

 
 

Av. Bento Gonçalves, 9500, prédio 43136, salas 207 e 210, Agronomia, Porto Alegre, RS, 91501-970 Tel: 3308-7327 ou 3308-6341

 
 
Fomento: INCTs parceiros:
mcti inct cnpq proantar capes inct apa inct mudanças