Psicanálise e pintura: montagem conceitual para uma abordagem psicanalítica da visualidade

 

PUC/SP – 1997 - TESE

Autor: MACEDO, Cid Ney Ávila

Título: Psicanálise e pintura: montagem conceitual para uma abordagem psicanalítica da visualidade

Orientador: CHALHUB, Samira

Refletindo questões referidas à recepção estética, ao ato criativo, à natureza do objeto artístico e ao próprio conceito de arte, este trabalho visa a uma abordagem da pintura pelo viés teórico de uma semiótica de extração psicanalítica. Por meio de indicações pontuais no campo da pintura ocidental, entre o séc. XIV e o começo do séc. XX, buscam-se as incidências do inconsciente e de registros subjetivos na fatura estética de expoentes desse campo. Para tanto, segue-se o processo de montagem e desmontagem do código de representação visual renascentista – fator determinante do recorte temporal e efetuado -, apontando sempre as relações subjetivas implicas em cada período analisado. Do campo psicanalítico extrai-se uma grade conceitual concernente às questões da representação e da visualidade, destacando a formulação do campo escópico no corpo teórico lacaniano. Tudo isso, no sentido de formatar um modelo teórico para abordagem do objeto artístico de natureza visual. Desta forma, para além da obra pictórica, o trabalho intenta que seus efeitos possam ser extensivos à toda criação plástico-visual.

Palavras-chave: Semiótica , Psicanálise , Pintura , Estética , Linguagem visual