Ferramentas Pessoais
Acessar
Seções
Você está aqui: Página Inicial Notícias Aluna do IPH ganha prêmio de fotografia do CNPq

Aluna do IPH ganha prêmio de fotografia do CNPq

Aluna do IPH ganha prêmio de fotografia do CNPq

A imagem de Alice Fassoni ficou em terceiro lugar na categoria de imagens produzidas por instrumentos especiais. Foto: Alice César Fassoni-Andrade/CNPq

A doutoranda Alice César Fassoni de Andrade, orientada pelo Professor Rodrigo Cauduro Paiva no programa de Pós-Graduação em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental no Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH),  foi uma das vencedoras da 7ª edição do Prêmio de Fotografia - Ciência & Arte. A premiação, promovida pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), busca revelar talentos por meio da associação de tecnologias tradicionais e inovações eletrônico-digitais à produção de imagens com temas sobre a pesquisa científica, tanto quanto objeto como produto de estudos e análises fundamentados na ciência.

 

Alice ficou em terceiro lugar na categoria de imagens produzidas por instrumentos especiais com ‘Águas correm e sedimentos colorem os rios e lagos da Amazônia’. A imagem faz parte do projeto de pesquisa Mapeamento da dinâmica de sedimentos em suspensão em rios e lagos da Amazônia, orientada pelo professor Rodrigo Paiva. Ela mostra um proxy da concentração de sedimentos em suspensão (CSS) em rios e lagos da Amazônia central entre 2003 e 2015. Criada a partir de 1196 imagens de satélite do sensor MODIS da banda do vermelho e do infravermelho próximo, a imagem elucida de forma original alguns processos que ocorrem nesse ambiente.

 

Tons em cinza representam a elevação do terreno indicando regiões planas em tons escuros e elevadas em tons claros. Regiões em vermelho, verde e azul indicam frequências dominantes de ocorrência de alta, média e baixa CSS, respectivamente, em todo o período. O rio Tapajós, um rio de água clara, está em azul e ciano. Já o rio Amazonas está em laranja, indicando que domina alta CCS (vermelho) com ocasionais ocorrências de média CSS (verde). A variação da CSS em lagos coloridos está relacionada com a fonte de água e a conectividade com o rio. Por exemplo, durante a enchente muitos lagos recebem sedimentos do rio. Já no período de água-baixa ocorre a ressuspensão de sedimentos em lagos rasos devido ao vento.

 

Nesta edição, o prêmio recebeu a inscrição de 430 trabalhos para as categorias de imagens produzidas por: câmeras fotográficas e instrumentos especiais. A escolha dos trabalhos vencedores levou em consideração o impacto visual, inovação, relevância da imagem para a pesquisa, contribuição para a popularização e divulgação científica e tecnológica, e qualidade estética.

 

A premiação acontecerá durante a 70ª Reunião Anual da SBPC, de 22 a 28 de julho de 2018, no campus da Universidade Federal de Alagoas, em Maceió, Alagoas.

Fonte: www.ufrgs.br