MATERIAL
......................................
 
Fernanda Barroso
 
 

O material de uso individual e de consumo deve ser providenciado previamente pelo aluno, para não comprometer o desenvolvimento das atividades de ensino.

Toalhas, ferramentas (estecos), argilas, base de madeira, bacias, esponjas, espátulas, avental, máscaras, luvas, fio de nylon, sacos plásticos são de uso pessoal, e devem ser adquiridos, identificados e armazenados nas prateleiras do aluno.

Estecos: são ferramentas que auxiliam na construção de peças cerâmicas. Os mais comuns são feitos de madeira, mas existem também modelos em metal que podem ser mais úteis em casos de peças menores ou mais delicadas. Há vários modelos de estecos com finalidades e tamanhos diferentes que são apropriados para determinados usos. Estecos em formato de faca, por exemplo, são muito úteis para cortes e acabamentos. Já aqueles que possuem terminações em serra são ótimos para costuras. Estecos com terminação em aro de metal são excelentes ferramentas para ocagem. É interessante que o aluno providencie pelo menos três modelos de estecos lisos, observando a variedade e finalidade dos mesmos, e dois com terminação em aro, para ocagem.

Os estecos apropriados para uso no torno são menores e relativamente largos, dando mais firmeza durante o uso. Além disso, possuem desenhos que auxiliarão o oleiro a dar o formato à peça. Podem ser de madeira, metal ou borracha mais resistente.

Outros instrumentos também podem ser úteis e substituir os estecos em alguns casos, como os utensílios de cozinha (facas, garfos e colheres) ou qualquer outro material que seja adequado ao uso para cerâmica.

Bases de madeira: são importantes aliados para que se mantenha a integridade da peça durante os eventuais transportes dentro do ambiente de trabalho, por exemplo, quando é necessário remover a peça da mesa de trabalho para uma prateleira. Assim, não é necessário manusear a peça e evita deformações.

Bacias, esponjas e espátulas: são básicos para a manutenção e limpeza das mesas de trabalho. É importante que cada um preserve seu local de trabalho, bem como suas ferramentas e demais materiais de trabalho.

Máscaras e luvas: são equipamentos de segurança indispensáveis quando o trabalho envolve manipulação de materiais em pó ou acabamentos através de lixa.

Sacos plásticos e jornais: muito utilizados num atelier de cerâmica, pois são indispensáveis nos processos de secagem das peças.

O material de uso coletivo deve ser utilizado, limpo e armazenado de forma apropriada, durante e após o término da aula e da ocupação do ateliê em horários alternativos.

São materiais de uso coletivo:

Mesas, cadeiras, prateleiras, torno de mesa, tanque de reciclagem e de lavagem de materiais, placas de gesso, equipamentos (torno, plaqueira, extrusora, fornos, balança) e medidores.

Torno de mesa: é ideal para construção de peças de médio porte, pois permite o acesso à peça em 360° sem a necessidade de movimentá-la diretamente.

Tanque de reciclagem: serve para armazenar a argila que será reaproveitada mais tarde. Toda argila que ainda não sofreu processo de queima pode ser reaproveitada, desde que seja hidratada e preparada adequadamente. O tanque de reciclagem recebe a argila proveniente da limpeza das mesas e dos materiais de uso, bem como peças que não deram certo, sobras de argila que endureceram ou secaram completamente e pó resultante de peças lixadas. Todo esse material deve ser coberto por água e armazenado em local com tampa. Para reutilizar essa argila é necessário retirar o excesso de água e seca-la com auxilio de placa de gesso. Depois desse processo, a argila deverá ser bem amassada e estará pronta para uso novamente.

Placas de gesso: auxiliam na preparação de argilas com excesso de água e moles demais. O gesso absorve a água da argila, secando-a e deixando-a mais adequada ao trabalho. Para tanto, basta colocar a argila sobre a placa de gesso e deixa-la ali por um tempo. A argila vai soltando da placa à medida que seca. Quanto mais a placa de gesso estiver seca, mais rápido será o processo. Sendo um material de uso coletivo, é importante que a placa seja limpa após o uso, para evitar contaminação entre diferentes tipos de argila.

Torno: equipamento específico para modelagem de peças cilíndricas ou redondas. O torno elétrico é uma das ferramentas mais utilizadas para a confecção de peças utilitárias e exige muita prática para o domínio da técnica. Consiste em centralizar certa quantidade de argila e modelar a partir de um disco que gira em velocidade controlada pelo ceramista. Existem vários modelos e marcas de torno. A manutenção e limpeza do equipamento após o uso são essenciais.

Extrusora : equipamento específico para confecção de rolinhos. Permite uma variação de tamanhos e formatos, garantindo rolinhos padronizados e homogêneos.