Você está aqui: Página Inicial Equipe

Equipe

Coordenação:

Katia Maria Paim Pozzer

Bacharel e licenciada em História pela UFRGS, obteve Diplôme d'Études Approfondies em Histoire et Civilisations de L'Antiquité pela Université Paris I (Panthéon-Sorbonne) em 1993, concluiu doutorado em História na Université de Paris I (Panthéon-Sorbonne) em 1996 e Pós-doutorado na Université de Paris X - Nanterre em 2011. Atualmente é Professor Adjunto do Curso de História da Arte, do Instituto de Artes e do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Coordenou o Laboratório do Mundo Antigo e Medieval (LAMAM) de 2014 a 2016. Atualmente coordena o Laboratório de Estudos da Antiguidade Oriental (LEAO) e é líder de grupo de pesquisa no CNPq. Em 2011 atuou como Pesquisador Visitante no Grupo de Pesquisa Histoire et Archéologie de l'Orient Cunéiforme (HAROC), na Maison René-Ginouvès, Arqueologia e Etnologia - CNRS, Université de Paris I - Panthéon-Sorbonne e Université de Paris Ouest-Nanterre - La Défense, na França. Atua na área de História da Arte Antiga e Medieval, com ênfase em História da Arte Oriental, em História Antiga Oriental e em Teoria e Metodologia da História. Atualmente coordena o projeto de pesquisa Memória Cultural na Gênese e Desenvolvimento da Arte Islâmica, com apoio do CNPq, da FAPERGS e da UFRGS.

 

Corpo discente:


Rovian Schenatto Palavicini

Graduado em História, Licenciatura, na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim. Foi Bolsista FNDE durante Agosto de 2013 à Fevereiro de 2018 no Programa de Educação Tutorial (PET) – Grupo Práxis Conexões de Saberes/Licenciaturas, com a Coordenação e Tutela do Professor Doutor Thiago Ingrassia Pereira. Participou também, de Julho a Novembro de 2017, do Laboratório de Teoria da História, da Imagem e do Tempo, sob a coordenação do Professor Doutor Fábio Feltrin de Souza. É atual Mestrando no Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), sob a orientação da Professora Doutora Kátia M. Paim Pozzer, Membro do corpo Editorial da Revista AEDOS, Bolsista CNPq e Membro do Laboratório de Estudos da Antiguidade Oriental (LEAO), sob a Coordenação da Professora Dr. Kátia M. Paim Pozzer.

Caroline Schmidt Patricio

Acadêmica do curso de Bacharelado em História da Arte (UFRGS). Atualmente é bolsista voluntária do Laboratório de Estudos da Antiguidade Oriental.

 

 

Beatriz Martignoni Hochmüller

Acadêmica do curso de História (UFRGS). Atualmente é bolsista voluntária do Laboratório de Estudos da Antiguidade Oriental.

 

 

 

 

Luís Eduardo Ferreira Hofmeister

Acadêmico do curso de História (UFRGS). Atualmente é bolsista voluntário do Laboratório de Estudos da Antiguidade Oriental.

 

 

Carolina Suriz dos Santos

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Pesquisa na área de História e Cinema, com foco na construção de uma memória cultural na narrativa cinematográfica. Também trabalhou o período conhecido como Antiguidade Tardia, onde analisou o discurso de alteridade cristã do século II para compreender melhor a concepção de Mal que o Cristianismo construiu na Era Comum para com outras religiosidades do Mediterrâneo e Oriente Próximo. Participou como Comissão Organizadora do projeto Ciclo de História e Cinema realizado no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas com finalidade educacional para alunos de vestibular e graduação; além de fazer parte da equipe executora do curso "O golpe de 2016 e a nova onda conservadora no Brasil".

Priscila Cristina Nascimento Lopez de Scoville

Doutoranda em História, na linha Cultura e Representações, na UFRGS. Mestra em História na UFPR, na linha de pesquisa Cultura e Poder. Graduada em História Memória e Imagem, na mesma instituição. Possui o Egito Antigo e o Oriente Próximo como tema de seus estudos. As pesquisas tentam ir de encontro com discussões trazidas pelo senso comum, na monografia de final de curso buscou desmistificar a imagem do faraó como soberano absoluto. No mestrado, visou quebrar com a noção isolacionista do mundo antigo, inserindo-o em um contexto mais incisivo e real. Para tanto, procurou entender os modos de relacionamento do Egito com os reinos vizinhos, focando-se em Mitani, no século XIV AEC. Com o doutorado, procura entender as relações de rede do Antigo Oriente Próximo, de modo a visualizar as formas de interação entre Assíria, Babilônia, Egito, Hatti e Mitani e seus entendimentos sobre o estrangeiro.

.

 

 

Pesquisadores associados:


Estefanía Bernabé Sánchez

Professora da Universidad de la República del Uruguay, Facultad de Humanidades y Ciencias de la Educación. Foi docente da PUCP (Pontificia Universidad Católica del Perú). Doutorado em Letras, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS (2017). Licenciatura em FILOLOGIA HISPÂNICA (1999) e Mestrado em ESTUDOS MEDIEVAIS HISPÂNICOS (2012) pela Universidade Autônoma de Madri, (homologação UFSM), e titulação em Língua Inglesa (1995)  pela ESCUELA OFICIAL DE IDIOMAS de Segovia (Espanha). Fez o Curso de Adaptação Pedagógica (CAP)  da Universidade Complutense de Madri (1999). Foi professora do CIUC, na Universidade de Cantabria (Santander, Espanha), durante 2006 e 2007, e professora associada do Instituto Cervantes de Porto Alegre desde 2010 até 2014. Tem experiência na área de Letras (Língua e Literatura Espanhola), atuando principalmente nos seguintes temas: estudos histórico-sociais de gênero e história das mentalidades, com ênfase na relação entre literatura e história.