Edificações do Centro Histórico - Projeto Monumenta

mais informações
  • Andradas, 673. Autor desconhecido. Acervo Projeto Monumenta, sem data.
  • Catedral Santíssima Trindade.Autor desconhecido. Acervo Projeto Monumenta Porto Alegre, s/d.
  • Clube do Comercio. Autor desconhecido. Acervo Projeto Monumenta Porto Alegre, s/d.
  • Condomínio São Salvador. Autor desconhecido. Acervo Projeto Monumenta Porto Alegre, s/d.
  • Demétrio Ribeiro, 535. Autor desconhecido. Acervo Projeto Monumenta Porto Alegre, s/d.
  • Edifício Monteiro. Autor desconhecido. Acervo Projeto Monumenta Porto Alegre, s/d.
  • Fernando Machado, 506 . Autor desconhecido. Acervo Projeto Monumenta Porto Alegre, s/d.
  • General Auto,123 . Autor desconhecido. Acervo Projeto Monumenta Porto Alegre, s/d.
  • Hotel Praça da Matriz . Autor desconhecido. Acervo Projeto Monumenta Porto Alegre, s/d.
  • João Manoel, 440 . Autor desconhecido. Acervo Projeto Monumenta Porto Alegre, s/d.
  • Riachuelo, 933. Autor desconhecido. Acervo Projeto Monumenta Porto Alegre, s/d.
  • Santos Dumont. Autor desconhecido. Acervo Projeto Monumenta Porto Alegre, s/d.
fechar

Edificações do Centro Histórico - Projeto Monumenta

Projeto Monumenta 

 

 

Informações sobre as edificações:

 

ANDRADAS 673
Denominação do edifício: Andradas 673
Endereço: Rua Andradas 673.
Informações histórico-morfológicas:
Construídos na segunda metade do século XIX, em estilo eclético, estes dois casarões serviam de residências a famílias abastadas. Ao longo do século XX foram perdendo prestígio e passaram a abrigar outras funções, tais como, pensão, fábricas de instrumentos e loja de móveis. Por muito pouco não tiveram o mesmo destino de outros casarões que formavam o antigo alinhamento da mais tradicional rua da cidade, e que foram demolidos para abrigar estacionamentos. Com o apoio do Projeto Monumenta, estes casarões que se encontravam em ruínas há muito tempo, tiveram suas coberturas restauradas, suas estruturas reforçadas e entrepisos reconstruídos, recompostas as fachadas e novas instalações elétricas. 

 

CATEDRAL SANTÍSSIMA TRINDADE
Denominação do edifício:
Endereço: Rua dos Andradas, número 880. Porto Alegre - RS
Informações histórico-morfológicas:
A Catedral da Santíssima Trindade teve sua pedra fundamental lançada no ano de 1900, pelos missionários de confissão anglicana Lucein Lee Kindolving e James W. Morris, e foi inaugurada em 1903. O único registro de projeto encontrado foi o desenho de uma fachada com forte influência da linguagem gótica, de autoria de Rudolph Ahrons, sendo o responsável pela construção Francisco Tomatis. O projeto original, no entanto, não foi integralmente cumprido, sendo que a fachada foi simplificada e a imponente torre central, substituída por uma edícula com telhado de duas águas. O apoio do Programa Monumenta proporcionou a restauração da fachada e da cobertura desta edificação única no cenário do Centro Histórico de Porto Alegre. Importante, é que o resultado deste trabalho ensejou a Paróquia a dar continuidade ao esforço da recuperação integral da catedral, passando à restauração dos vitrais e das esquadrias com seus próprios recursos financeiros.


CLUBE DO COMÉRCIO
Denominação do edifício: Clube do Comércio
Endereço: Rua dos Andradas, número 1085. Porto Alegre - RS
Informações histórico-morfológicas:
O edifício Clube do Comércio foi construído para abrigar a sede do tradicional clube do mesmo nome, fundado em 1896, para cumprir tal função esta edificação teve sua pedra fundamental lançada em 1938. A obra ficou a cargo da firma “Dahne, Conceição e Cia”, sendo concluída e inaugurada em 1939. Foi nas suas dependências que, em 1943, foi realizado o primeiro baile de debutantes do RS: o “Baile do Perfume”. Seu projeto de recuperação inclui a restauração da fachada principal e elevação lateral, das esquadrias externas, da pavimentação do vestíbulo e dos vitrais implantados nos patamares da escadaria que vai do primeiro ao quarto pavimentos. Esse vitrais são compostos por painéis de vidros jateados, com desenhos gravados em ácido, fixos em estruturas metálica.


CONDOMÍNIO SÃO SALVADOR
Denominação do edifício: Condomínio São Salvador
Endereço: Rua Duque de Caxias, 1350
Informações histórico-morfológicas:
Localizado junto a uma das escadarias do Viaduto Otávio Rocha, este monumental prédio residencial, com doze pavimentos, foi construído na década de 1950, com características art-déco. No total soma uma área de 3870m² e altura de 35m. Com financiamento do Programa Monumenta foram recuperadas suas fachadas, terraço e os balcões curvos que o distinguem da modesta paisagem. 

 

DEMÉTRIO RIBEIRO, 535
Denominação do edifício: Demétrio Ribeiro, 535
Informações histórico-morfológicas:
Os dois sobrados foram construídos em 1927, para abrigar a casa e o ateliê do artista paulista Júlio Gavronski. Em 2002 o imóvel passou para o domínio de outro artista: Félix Bressan. Com o apoio do programa Monumenta foram restauradas a cobertura e as fachadas.


EDIFÍCIO MONTEIRO
Denominação do edifício: Edifício Monteiro
Endereço: Função atual: Rua Riachuelo, 838
Informações histórico-morfológicas:
Este prédio residencial da década de 1940 foi construído em estilo protomoderno, caracterizado por linhas retas e austeras. Edificações com este perfil arquitetônico são parte da paisagem de Porto Alegre, entre 1930 e 1950. O Edifico Monteiro mostra balcões salientes e revestimento externo em cirex, aglomerado de pó e mica, comum nas construções daquele período. A linha de financiamento para imóveis de propriedade privada, oferecida pelo programa Monumenta garantiu a restauração da fachada e da cobertura.


FERNANDO MACHADO, 506
Denominação do edifício: Fernando Machado, 506
Informações histórico-morfológicas:
Esta casa é parte de um conjunto homogêneo formado pela escadaria da João Manoel e de nove residências geminadas de três pavimentos, construídas em alvenaria de tijolos e cobertas com telhas francesas. O grupo de residências é tombado em nível municipal e foi construído pela família Chave Barcellos, entre 1927 e 1928. Antigamente, um pouco acima do local destas casas ficavam as cocheiras do Palácio da Província. Os consultores foram João Knogl e Theo Backer. Por meio do financiamento do programa Monumenta foram recuperadas a cobertura, a estrutura dos pisos do pavimento térreo, as fachadas, incluindo sacadas e esquadrias, e a re-adequação das instalações elétricas.


GENERAL AUTO 123
Denominação do edifício: General Auto 123
Informações histórico-morfológicas:
Edificação construída para fins residenciais na década de 1930 e que manteve a mesma função até os dias atuais. Seu estilo arquitetônico pode ser lido como eclético tardio. Por meio de recursos disponibilizados para financiamento na linha de imóveis privados pelo Programa Monumenta foi recuperada a fachada e a cobertura.


HOTEL PRAÇA DA MATRIZ
Denominação do edifício: Hotel Praça da Matriz
Informações histórico-morfológicas:
Construída em 1925 para residência, a edificação com o tempo passou a ter a função de hotel. Sua construção em estilo eclético “ Belle époque” possui como adorno destacado uma cúpula de cobre, estrutura que denota requinte e é vista em outros casarões em Porto Alegre construídos no mesmo período. O prédio ainda contempla um belo e agradável pátio interno a céu aberto. O financiamento imobiliário destinado a imóveis de propriedade privada de interesse histórico, uma das ações do Programa Monumenta, propiciou a recuperação da fachada e da cobertura contribuindo para a preservação das características arquitetônicas do hotel.


JOÃO MANOEL, 440
Denominação do edifício: João Moanel,440
Informações histórico-morfológicas:
Prédio remanescente da arquitetura residencial da década de 1940. Apresenta sacadas salientes e linhas retas, que lhe confere um visual austero. Possui revestimento em pó de pedra ou mica, conhecido como cirex. Essas características são encontradas na protomoderna, estilo arquitetônico que é uma das marcas da paisagem urbana da capital entre as décadas de 1930 e 1950.
Com apoio do Programa Monumenta foram recuperadas a fachada e a cobertura. O bom resultado obtido com o reboco da fachada em cirex, acabou por influenciar a restauração de outra edificação da mesma rua.


RIACHUELO, 933
Denominação do edifício: Riachuelo, 933
Informações histórico-morfológicas:
Este imóvel tombado pelo poder público municipal em 1997, foi construído na segunda metade do século XIX. É um dos raros remanescentes da arquitetura residencial com fachada eclética. Possui 16,89m de fachada e quatro pavimentos, sendo o último deles acrescentado no início do século XX, quando detalhes neoclássicos foram apostos a fachada. A residência foi erguida em uma das primeiras ruas da cidade a Rua Riachuelo, antiga Rua do Cotovelo, próxima ao cento cívico, religioso e cultural da cidade que tem como ponto central a Praça da Matriz. Sua localização a insere em um contexto de residências burguesas, demonstrando através da imponência de sua fachada eclética, o prestígio daquele espaço urbano. Com o financiamento do Programa Monumenta foram recuperados pisos, ladrilhas, esquadrias internas, coberturas, além da fachada que foi totalmente restaurada, com a preservação das cores naturais.


SANTOS DUMONT
Denominação do edifício: Santos Dumont
Endereço: Av. Borges de Medeiros 464, esquina Av. Salgado Filho
Informações histórico-morfológicas:
Projetado pelo arquiteto Arnaldo Gladosh, em 1944, o edifício faz parte de um plano urbanístico por ele idealizado, como paradigma de transformações urbanísticas e arquitetônicas pretendidas para o centro da cidade.
Além de apresentar uma nova ocupação de quarteirão o edifício possui uma galeria comercial, formada a partir do avanço dos pavimentos superiores sobre o térreo, que protege o pedestre e confere a transição pública X privado.
Forma um conjunto de dois condomínios, um comercial denominado Sulacap e outro residencial chamado Santos Dumont. O último, com financiamento do Governo federal, teve suas fachadas restauradas, sacadas e esquadrias recuperadas, ares-condicionados retirados e a impermeabilização da cobertura efetuada.

mais galerias

Museu de Comunicação Social Hipólito José da Costa
Memória Carris
Museu UFRGS
Memorial da Câmara Municipal de Porto Alegre
Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul
Banco de Imagens e Efeitos Visuais - BIEV

Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore

  • fotos
  • publicações
  • áudios
  • vídeos
  • todos

Dossiê Educação Patrimonial: percursos, concepções e apropriações

A última edição da Revista Mouseion - n. 19 (2014) - conta com a publicação do "Dossiê Educação Patrimonial: percursos, concepções e apropriações", organizado por Zita Rosane Possamai e Carmem Zeli de Vargas Gil.
Disponível em: www.revistas.unilasalle.edu.br/index.php/Mouseion

  • login:
  • senha:


cadastre-se »