Espectrofotometria
Conceito da lei de Lambert-Beer

LEI DE LAMBERT

Lambert (1870) observou a relação entre a transmissão de luz e a espessura da camada do meio absorvente. Quando um feixe de luz monocromática, atravessava um meio transparente homogêneo, cada camada deste meio absorvia igual a fração de luz que atravessava, independentemente da intensidade da luz que incidia. A partir desta conclusão foi enunciada a seguinte lei: " A intensidade da luz emitida decresce exponencialmente à medida que a espessura do meio absorvente aumenta aritmeticamente ".

Esta lei pode ser expressa pela seguinte equação:

===================

I = Io . 10-x1

===================

Onde: I = Intensidade da luz transmitida

Io = Intensidade da luz incidente

x = constante denominada coeficiente de absorção e que depende do meio absorvente empregado

1 = Espessura do meio absorvente

LEI DE BEER

Beer em 1852 observou a relação existente entre a transmissão e a concentração do meio onde passa o feixe de luz. Uma certa solução absorve a luz proporcionalmente à concentração molecular do soluto que nela encontra, isto é, " A intensidade de um feixe de luz monocromático decresce exponencialmente à medida que a concentração da substância absorvente aumenta aritmeticamente ".

Expressa pela equação:

=================

I = Io . 10-kc

=================

Onde: I = Intensidade da luz transmitida

Io = Intensidade da luz incidente

k = Constante denominada coeficiente de absorção

c = Concentração do meio absorvente

As leis de Lambert-Beer são o fundamento da espectrofotometria. Elas são tratadas simultaneamente, processo no qual a quantidade de luz absorvida ou transmitida por uma determinada solução depende da concentração do soluto e da espessura da solução (1).

A lei de Lambert-Beer pode ser expressa matematicamente pela relação: T= e-a . 1 . C

Onde:

T= Transmitância

e = Logaritmo Natural de Euler

a= Constante

1= Espessura da solução

c = Concentração da solução (cor)

Convertendo a equação para forma logarítmica:

-lnT=a . l . c

Utilizando-se logaritmo na base 10, o coeficiente de absorção é convertido no coeficiente de extinção K .

assim: -log T=k. l . c

em que: k = a/2.303.

As determinações das concentrações de compostos, o "1" (caminho óptico), são mantidas constantes e têm grande importância para os bioquímicos, portanto:

-log T =k' . c

em que: k'=k. l

O -log (I/Io) foi denominado densidade óptica (DO) ou absorbância (A) ou extinção (E). Portanto, A = k' . c. A relação entre A e a concentração da solução é linear crescente, conforme mostrado na Figura 1.5.

Figura 1.5 Curva de absorbância versus concentração de glicose (umol/mL).

Comparando com a equação da reta tem-se: y = a . (x) + b; A =k' . c + 0,02.