Um tanto decepcionante a entrevista de Tim Berners-Lee à CNN. O criador da World Wide Web diz, por exemplo, que o acesso ao ciberespaço deixará as crianças mais criativas. Só não explica como.

Em todo caso, reconhece que a web aumentou as possibilidades de como um indivíduo pode gastar seu tempo — mas não aumentou as horas do dia, nem a quantidade de informação que podemos guardar em nossas cabeças. Ele espera que usemos o tempo para cruzar barreiras e conhecer outras culturas. O que talvez seja wishful thinking, já que os termos mais procurados no Google em geral têm a ver com celebridades ou esportes.

Berners-Lee também acredita que a principal mudança pela qual a WWW vai passar nos próximos dez anos é a forma de acesso. Em vez de utilizar o PC, as pessoas se conectariam cada vez mais por meio de aparelhos como celulares, palms e o que mais vier por aí.