Se o projeto de gravar todos emails dos brasileiros proposto por Delcídio Amaral (PT) for sério, é o maior absurdo já pensado desde o fim da ditadura no Brasil. Charles Pilger publicou a íntegra do projeto de lei. Também aponta o fato de que os criminosos usam servidores estrangeiros, então a medida acabaria pegando mais é gente honesta mesmo.

Pior é o presidente da Associação Brasileira de Provedores de Acesso de Serviços e Informações da Rede de Internet, Antônio Alberto Tavares, ter informado que “os provedores têm interesse em ajudar no trabalho da Justiça, por isso a associação chegou a assinar convênio com o Ministério Público Federal a fim de facilitar o acesso e a busca de informações nas investigações”. Já o coordenador do Comitê Gestor da Internet do Brasil, Marcelo de Carvalho Lopes, disse que “devemos consolidar uma legislação e sair na vanguarda do controle”.

O que é isso, companheiros? As entidades que deveriam defender os direitos dos usuários se contentarem assim, tão fácil, sem nem gritar, é o fim do mundo. O pior é que ninguém, governo ou provedores, perguntou nada aos usuários, maiores interessados.