2018 | "Você ainda está assistindo?” : o consumo audiovisual sob demanda em plataformas digitais e a articulação das práticas relacionadas à Netflix na rotina dos usuários

Autora: Vanessa Amália Dalpizol Valiati

Esta tese tem como objetivo compreender as práticas relacionadas ao consumo de produtos audiovisuais sob demanda em plataformas digitais através da investigação das práticas relacionadas à Netflix na rotina dos seus usuários. O referencial teórico toma como base a Teoria da Prática, na qual a prática é considerada um comportamento rotinizado, com vários elementos interconectados, em uma relação constante entre agentes e objetos. O estudo empírico acontece a partir de entrevistas semiestruturadas e observação dos espaços de consumo — os respondentes foram selecionados por meio de um questionário prévio compartilhado em sites de redes sociais. A investigação acontece com base em cinco eixos: materiais, competências, dinâmicas afetivas, relacionais e espaço-temporais. Em termos gerais, conclui-se que o consumo de conteúdo na Netflix e as práticas relacionadas adquiriram ao longo do tempo um caráter social e recursivo, e assumem também uma dimensão afetiva no cotidiano dos usuários. Nesse sentido, nota-se também o estabelecimento e a reprodução de fluxos de consumo interconectados, nos quais usuários e empresa relacionam-se continuamente: de um lado, há a disponibilização contínua de conteúdo, e do outro, o acesso rotinizado, fragmentado e marcado pela insaciabilidade e autonomia do tempo dedicado à prática, o que favorece a manutenção da estrutura.

DOWNLOAD

2017 | As narrativas sobre os algoritmos do Facebook : uma análise dos 10 anos do feed de notícias

Autora: Willian Fernandes Araújo

Esta tese acompanha a construção do Feed de Notícias do Facebook ao longo dos seus primeiros 10 anos (2006-2016) com o objetivo de descrever as formas como o mecanismo e a noção de algoritmo são definidos ao longo do período estudado. São analisados os conteúdos digitais, chamados de dispositivos textuais, que compõem publicamente o que o Feed de Notícias é e faz, descrevendo os atores implicados na composição dessa narrativa, mapeando seus objetivos e seus efeitos. A amostra analisada toma como ponto de partida os dispositivos textuais alocados em dois espaços digitais institucionais do Facebook: Facebook Blog e Facebook Newsroom. A partir da leitura de mais de mil publicações digitais do Facebook e de outros agentes (usuários, produtores de conteúdo, imprensa, ativistas etc.), foram selecionadas as publicações mais relevantes ao estudo, escolhidas com ênfase em eventos e circunstâncias de negociação ou mudança. A abordagem aqui construída representa uma composição de perspectivas dos estudos de ciência e tecnologia (STS) e da Teoria Ator-Rede (TAR). Trata-se do conjunto de procedimentos utilizados na descrição do caráter performativo dos textos. Na análise realizada na tese, são identificados três momentos distintos da construção da noção de algoritmo ao longo da trajetória do Feed de Notícias, chamados de Algoritmo Edgerank, Algoritmo Certo e Algoritmo Centrado no Usuário. Ao mesmo tempo, é apresentada a formulação do Feed de Notícias como um fluxo constante. É argumentado que as transformações no mecanismo são orientadas para gerar engajamento e manter usuários conectados ao Facebook. Engajamento é, na racionalidade emergente da construção do Feed de Notícias, uma mercadoria resultante de sua ação. Outra noção relevante decorrente da análise é a ideia de norma algorítmica como lógica normativa de visibilidade que busca regular o relacionamento entre produtores de conteúdo e o mecanismo, punindo os que não seguem as chamadas boas práticas.

DOWNLOAD

2015 | Celebridades e apropriações humorísticas em blogs : uma análise do Morri de Sunga Branca e do Te Dou Um Dado?

Autora: Camila Cornutti Barbosa

A presente tese tem por objetivo investigar as dinâmicas de apropriações humorísticas (com ênfase na questão da imagem, mas considerando o que é da ordem textual) de celebridades em blogs. Persegue-se, com isso, examinar como tais dinâmicas de apropriações vinculam-se às diferentes categorias de celebridades e expressões do humor. O referencial teórico do trabalho abrange uma revisão sobre a temática das celebridades e os autores relevantes do campo definido como celebrity studies, as articulações entre humor, riso e comicidade — e como o fenômeno do digital trash tem permeado as lógicas de apropriações humorísticas no contexto da web, além de problematizar o conceito de apropriação a partir de áreas distintas, tais como as artes visuais, a filosofia da linguagem e a comunicação. Para operacionalizar a pesquisa, elabora-se uma análise comparativa entre as postagens de dois blogs de humor sobre celebridades: o “Morri de Sunga Branca” e o “Te Dou Um Dado?”. Esta análise tem seu caráter qualitativo amparado em dados quantitativos, a partir da coleta de dados da produção de ambos os blogs entre os meses de Abril e Setembro de 2014 (resultando em um total de 81 postagens do “Morri de Sunga Branca e 351 do “Te Dou Um Dado?”). Também foram extraídos os dados das fanpages dos blogs no Facebook, utilizando-se o aplicativo Netvizz, de modo a observar o direcionamento das postagens para o ambiente dos blogs, bem como averiguar aspectos relativos às métricas e processualidades de cada um deles. Os resultados demonstram indícios de que a quantidade de postagens não significa, necessariamente, maior retorno em métricas para um blog, e apontam para um conjunto de 7 recursos comuns de apropriação no que se refere às imagens, tanto em um ambiente como em outro. Tais recursos constituem-se de: fotografia, GIF, montagem, screenshot de site, screenshot de site de rede social, screenshot de frame — de vídeo, de programa televisivo ou filme — e vídeo. Por fim, como desdobramento da análise, se verifica a existência de um conjunto de tipos de celebridades que aparecem, de forma geral, em blogs como estes. Assim, com base em autores que já haviam estabelecido algum tipo de categorização de conjunto de celebridades formula-se uma proposta de tipologia de celebridades levando-se em consideração o que se viu nas postagens do “Morri de Sunga Branca” e do “Te Dou Um Dado?”. A tipologia em questão contempla as seguintes categorias — sendo as cinco primeiras ancoradas em Rojek (2008): Celebridade Adquirida (dividida entre Global e Local), Celebridade Atribuída, Celebridade Conferida, Celetóide, Celeator, Webcelebridade, Celebridade Fronteiriça e Sujeito Tangencial à Visibilidade Midiática.

DOWNLOAD

2014 | Circulação e recirculação de narrativas do acontecimento no jornalismo em rede : a Copa do Mundo de 2014 no twitter

Autora: Gabriela da Silva Zago

A presente tese tem por objetivo identificar estruturas e dinâmicas associadas à circulação de diferentes tipos de acontecimentos jornalísticos no Twitter. Busca-se, com isso, comparar as formas de circulação de narrativas em torno de diferentes tipos de acontecimentos jornalísticos em sites de rede social. Tem-se como pressuposto o fato de que o jornalismo contemporâneo estaria configurado como uma rede, formada por nós compostos por diversos atores para além dos veículos jornalísticos, os quais, através da participação de variadas formas, contribuem para a circulação jornalística. O referencial teórico do trabalho aborda o paradigma de redes, a circulação na cibercultura e no jornalismo, as especificidades da circulação e da recirculação jornalística em sites de rede social e o acontecimento jornalístico. Para operacionalizar a pesquisa, utiliza-se como método o estudo de caso de postagens no Twitter em torno de determinados acontecimentos jornalísticos associados à Copa do Mundo de 2014. Ao todo quatro casos são estudados tendo como procedimentos metodológicos a observação e a análise de redes sociais. Os resultados trazem indícios de que a participação do público na circulação jornalística traz modificações não apenas para o jornalismo como também pode provocar ressignificações no próprio acontecimento.

DOWNLOAD

2014 | Recuperação de informação em sistemas de recomendação : análise da interação mediada por computador e dos efeitos da filtragem colaborativa na seleção de itens no website da Amazon.com

Autora: Gilberto Balbela Consoni

Como os interagentes selecionam conteúdo sob a influência dos sistemas de recomendação digital é o problema de pesquisa apresentado nesta tese. A abundância de dados nos repositórios digitais exige sistemas de recuperação de informação eficazes para auxiliar o usuário na gestão e na seleção de itens de informação. Desta forma, o objetivo geral deste trabalho pretende investigar o comportamento dos interagentes na seleção de itens frente ao sistema de recomendação digital do website da loja virtual Amazon. O sistema de recomendação da Amazon foi investigado com a intenção de se compreender como o usuário utiliza um sistema automatizado de listas de referências em forma de recomendação de conteúdo. O funcionamento dos sistemas de recomendação é fundamentado com a proposta de conhecer suas características e funcionalidades. Como o problema de pesquisa tem em sua temática a recomendação de itens de informação, tornou-se necessário compreender como os usuários interagem com os sistemas para perceber como as recomendações são feitas. O aporte teórico desta pesquisa aproxima os estudos dos campos da Informação e da Comunicação. As técnicas de pesquisas aplicadas envolvem métodos de pesquisa qualitativa. Ao distinguir as recomendações a partir das interações reativas e mútuas dos usuários, propõe-se nesta tese a Matriz de Recomendações de Itens de Informação constituída pelos seguintes quadrantes: Recomendações Objetivas Digitais; Recomendações Subjetivas Digitais; Recomendações Objetivas Analógicas e Recomendações Subjetivas Analógicas. Digitais; Recomendações Objetivas Analógicas e Recomendações Subjetivas Analógicas. Para analisar o comportamento dos interagentes no uso dessas recomendações, a estratégia metodológica aplicou entrevista em profundidade e observação direta. Os resultados desta pesquisa consideram que o internauta recorre a mais de um tipo de recomendação quando a seleção envolve conteúdo significativo, enquanto segue passivamente sistemas de recomendações automatizados quando o custo pessoal diretamente aplicado é baixo ou inexistente.

DOWNLOAD

2012 | Jornalismo em contexto de convergência : implicações da distribuição multiplataforma na ampliação dos contratos de comunicação dos dispositivos de Zero Hora

Autora: Vivian de Carvalho Belochio

O presente trabalho tem como objetivo central investigar como a atuação multiplataforma da instância de produção da empresa Zero Hora, em contexto de convergência jornalística, amplia os contratos de comunicação propostos aos seus públicos. Considera-se a hipótese de que quando uma organização noticiosa que trabalha com uma mídia tradicional como o jornal impresso, por exemplo, lança publicações suas na Web e em suportes móveis como celulares e tablets, acaba adaptando a sua atuação às potencialidades e às peculiaridades dos referidos contextos. Nesse sentido, amplia as suas possibilidades de relacionamento com o público. Assim, cria diferentes dispositivos de encenação e também diferentes contratos de comunicação. Parte-se das abordagens de Charaudeau (2007; 2008; 2010) para a reflexão sobre o contrato de comunicação no jornalismo. As suas possíveis mudanças a partir da convergência são discutidas com base nas análises de autores como Jenkins (2001; 2008), Pavlik e Mcintosh (2011), Domingo et. al. (2007) e Salaverría e Negredo (2008). Na parte metodológica é realizada, com inspiração na análise de discurso semiolinguística (CHARAUDEAU, 2010), a observação de Zero Hora em contexto de convergência jornalística. A pesquisa é direcionada para a observação da instância de produção da organização jornalística. São aplicadas técnicas da observação qualitativa indireta em 72 edições de Zero Hora, divididas em: 18 edições do jornal impresso, 18 edições de Zero Hora.com, 18 edições de Zero Hora no iPad e 18 edições de Zero Hora no iPhone. Além disso, foi realizada a entrevista semiestruturada com sete membros da equipe da empresa jornalística. Tal análise revelou que Zero Hora apresenta variações no seu perfil de enunciadora, no sentido de que propõe contratos de comunicação distintos em cada plataforma utilizada nas suas estratégias contemporâneas. A empresa trabalha com dispositivos de encenação da informação diferentes e com perfis de destinatários-alvo que variam de acordo com cada um dos referidos dispositivos.

DOWNLOAD