visualizar news on-line
Facebook @gruponespro Instagram @nespro.ufrgs Twitter nespro_ufrgs Twitter NESPRO UFRGS

O mercado do boi gordo, no mês de julho, manteve-se estável na primeira quinzena, inclusive sofrendo um leve declínio até o fechamento do mês, quando se esperava uma alta devido à entressafra. As expectativas de recuperação dos preços, com uma majoração entre 10 a 15% vinham sendo vislumbradas, mas infelizmente isso não se concretizou, mesmo com a redução da oferta de gado e o encurtamento das escalas de abate por parte dos frigoríficos. As diferenças entre o boi e a vaca e entre o preço pago na carcaça e no quilo vivo se mantiveram com a mesma magnitude do mês de junho. Assim, a entressafra praticamente não se consolidou e esse fenômeno se repetiu em várias regiões do país, quando os primeiros sinais de alta para o pecuarista foram neutralizados pelo baixo consumo de carne. Esse evento de melhorias dos preços nesta época do ano, particularmente entre a segunda quinzena de junho e o final do mês de julho, desde 2016, vem sendo cada vez menos impactante no mercado. Portanto, os sistemas de engorda e os investimentos em alimentação do gado para comercialização nos meses de junho e julho precisam ser muito bem avaliados antes da tomada de decisão. Para os meses de agosto e setembro, as perspectivas, exceto algum fenômeno externo que altere a curva de demanda de carne, serão de redução dos preços, o que sinaliza ao pecuarista o bom senso e a prudência nos seus investimentos. Por outro lado, reduzir os gastos em tecnologias que impactam a produtividade poderá causar maior prejuízo, pois os principais itens de custo são fixos.   



NESPro & Embrapa Pecuária Sul mostram problemas e soluções para a bovinocultura de corte gaúcha

O NESPro/UFRGS, em ação conjunta com a Embrapa Pecuária Sul, realizou o 1º Workshop de Consultores e Pesquisadores...

Leia mais...



Anais XIII Jornada NESPro (2018)

Já está disponível os Anais da XIII Jornada NESPro (2018). Clique aqui e faça download!

Leia mais...


Coleta de dados durante a parição e geração de indicadores: decidindo e planejando. NESPro Informa. Número 8, agosto 2018.

Na pecuária de corte, o sistema de cria é aquele que enfrenta os maiores desafios, devido a sua baixa eficiência e seus múltiplos processos. Dentre os processos que ocorrem na cria, a parição...

Leia mais...


O confinador: confinamento. AG – A Revista do Criador. Edição 218, 07/2018.

Feno & Silagem: rendimento em silagem. AG – A Revista do Criador. Edição 218. 06/2018.