• Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Youtube
  • Página inicial

Notícia


NESPrianos fazem recorrida no Chile

16/10/2017



Entre os dias 2 e 6 de outubro, prof. Júlio Barcellos e a Pós-Doutoranda Maria Eugênia A. Canozzi, estiveram participando de diversas atividades na região centro-sul do Chile, a convite do Dr. Néstor Sepúlveda, diretor do Centro de Tecnología e Innovación de la Carne Carne (CTI Carne), da Universidade de La Frontera (UFRO), na cidade de Temuco. Ambos os NESPrianos ministraram aulas sobre bem-estar animal, certificação e cadeia produtiva da carne bovina no Programa de Doctorado en Ciencias Agroalimentarias y Medioambiente da UFRO para a disciplina "Fundamentos científicos de la producción agroalimentaria".

Prof. Júlio Barcellos foi palestrante no evento "III Seminario Internacional de la Carne", que ocorreu no dia 5 de outubro, na UFRO, e que contou com a presença de mais de 300 pessoas. O tema por ele abordado foi competitividade e qualidade do produto carne bovina, juntamente com outros pesquisadores da Espanha, Dinamarca e Chile.

Durante esses dias também foram realizadas visitas técnicas. Uma delas foi na província de Lumaco, com recepção do prefeito da cidade, Manuel Painiqueo Tragnolao, o qual quer promover a produção do "cerdo avellanero", que é um tipo de criação típica da região, em que os suínos são produzidos a campo. Conforme o prefeito, "essa distinção trará a cidade um importante desenvolvimento econômico e social e promoção de produtos (embutidos) com um diferencial nutricional e de tradição: o avelã (característico dessa região) e o saber fazer". Já na província de Riñinahue, nas margens do Lago Ranco, os NESPrianos tiveram a oportunidade de conhecer um sistema produtivo de carne bovina, com base no ciclo completo,aos pés da Cordilheira dos Andes. O médico veterinário Armin Renner, administrador da empresa, comenta que ouviu atentamente, por ocasião da XII Jornada NESPro, pesquisadores discorrerem sobre as dificuldades para criação de gado em zonas marginais, muitas vezes conformando-se com a baixa produtividade. Contudo, destacou que "pela intervenção harmônica sobre os recursos genéticos, ambientais e tecnológicos, é possível atingir elevados níveis de produtividade - acima de 500 kg de peso vivo/hectare", índice obtido nesta propriedade. Na região, as limitações climáticas, pelo excesso de chuvas - precipitações pluviométricas acima de 3.500 mm/ano - e o frio - presença de neve na cordilheira - além de uma topografia montanhosa e uma densa vegetação, as quais dificultam o manejo da vaca de cria, não são impeditivos quando a visão sistêmica da produção é maximizada.




NESPrianos fazem recorrida no Chile
Dr. Néstor Sepúlveda, Maria Eugênia A. Canozzi e prof. Júlio Barcellos durante o "III Seminario Internacional de la Carne"


NESPrianos fazem recorrida no Chile
Acolhida na prefeitura de Lumaco aos NESPrianos


NESPrianos fazem recorrida no Chile
Bovinos criados aos pés da Cordilheira dos Andes