Você está aqui: Página Inicial Notícias Investigadora portuguesa confirma teoria sobre bipedismo

Investigadora portuguesa confirma teoria sobre bipedismo

Necessidade de transportar alimentos valiosos terá provocado forte pressão evolutiva


“É um passo em frente na compreensão de uma das nossas caraterísticas únicas”
, declarou à agência Lusa a antropóloga Eugénia Cunha, orientadora no doutoramento de Susana Carvalho.

A investigadora acrescenta que Susana Carvalho “é das investigadoras a nível mundial com mais experiência de campo em chimpanzés”. Tal trabalho é objecto de um artigo científico hoje publicado em Inglaterra, em que a investigadora surge como a principal autora, juntando ainda colegas britânicos, dos EUA e Japão.

Tal artigo científico - acrescenta - “vem dar razão” àquela teoria científica de que “o bipedismo é uma estratégia muito benéfica no sentido de carregar alimentos pouco disponíveis”, que “eram muito raros e preciosos”.

“Esta observação vem mostrar de facto – porque sempre foi uma grande questão o que é que fez evoluir o bipedismo – que uma das fortes estratégias evolutivas desta característica tem a ver, efectivamente, com o transporte de alimentos”, sustenta a professora da Universidade de Coimbra.

A possibilidade de poder transportar o máximo de uma só vez, na boca, nos membros superiores, "terá sido uma fortíssima pressão evolutiva, selectiva, que levou efectivamente à evolução do bipedismo", concluiu.

FONTE: http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=53575&op=all