Você está aqui: Página Inicial Notícias Randolfe vai atuar para potencializar turismo em sítios arqueológicos

Randolfe vai atuar para potencializar turismo em sítios arqueológicos

O Mapa dos Sítios Arqueológicos do Amapá está pronto para ser impresso. E será com apoio do senador Randolfe Rodrigues (PSOL/AP), graças ao empenho  do Núcleo de Arqueologia do Instituto de Estudos e Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá – IEPA. Os arqueólogos Mariana Cabral e João Saldanha são os responsáveis pela obra que revela um verdadeiro tesouro de memória das civilizações que povoaram o estado há mais de seis mil anos.

Pelo menos oito culturas já foram identificadas em sítios arqueológicos encontrados em todas as regiões do estado: Aruã, Aristé ou Cunani, Mazagão, Marajoara, Ananatuba, Maracá, Caviana e Koriabo. Algumas peças, ainda sem identificação, chegam a datar de seis mil anos. O tesouro arqueológico do Amapá inclui peças de pedra lascada, cerâmicas, urnas funerárias, megalitos (grantes pedras esculpidas), entre outras peças.

Um dos sítios é conhecido como Parque Arqueológico do Solstício. Localizado no município de Calçoene, apresenta vários megalitos, entre eles um círculo de pedra com 30 m de diâmetro, feito com pedra de granito com quatro metros de comprimento. Supõe-se que tenha sido usado como observatório há cerca de dois mil anos. Apelidado de “Stonehenge do Amapá”, o megalito motivou matéria em importantes publicações como o jornal Folha de São Paulo e a revista National Geographic.

Arqueólogos do IEPA e o Coletivo Palafita lançaram uma campanha para inserir o sítio arqueológico do Campus da Universidade Federal do Amapá – Unifap, entre os bens materiais da consulta popular do patrimônio cultural. A consulta faz parte da divulgação do Estatuto do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural de Macapá, Lei de autoria do vereador Clécio Luís (PSOL-AP). O sítio é o mais votado da lista, com 4.419 votos até o momento.

Para transforar esse potencial histórico em atrativo turístico a secretária da pasta no Amapá, Helena Colares, reuniu-se com os arqueólogos e com o senador Randolfe em busca de apoio. Além da impressão do Mapa dos Sítios Arqueológicos, o senador se comprometeu em agendar audiência no Ministério do Turismo, trabalhar no Congresso pela regulamentação da profissão de Arqueólogo e sugerir a criação do curso de graduação em Arqueologia na Unifap.


Márcia Corrêa

FONTE: http://www.correaneto.com.br/site/?p=20671