Foto: Observarório Nacional de Segurança Viária

Maio amarelo 2020

O Movimento Maio Amarelo nasce com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

O sétimo ano do Movimento Maio Amarelo será um desafio e tanto. O Movimento, construído em cima de relações, contato social e reuniões terá que se reinventar em 2020, afinal enfrentamos uma pandemia e as recomendações das autoridades de saúde pública são para que todos pratiquemos o isolamento social, evitando assim a propagação do vírus que acomete milhões de pessoas em todo mundo.

Por isso, a coordenação do Movimento Maio Amarelo nacional, realizada pela equipe do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, decidiu em conjunto com o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) promover um movimento totalmente digital, durante o mês de maio. As ações presenciais foram aconselhadas a serem realizadas no próximo mês de setembro, quando o cenário da pandemia já deve ter mudado e também onde já é celebrada a Semana Nacional de Trânsito.

Com isso, o Maio Amarelo vai acontecer somente pelo contato virtual, seja pelos sites, pelas redes sociais ou mesmo pelos aplicativos de mensagens instantâneas. O Maio Amarelo vai levar a mensagem de um trânsito seguro mesmo sem o encontro de pessoas em 2020.

O slogan desse ano é: “Perceba o risco. Proteja a vida”. É assim, divulgando os riscos que o trânsito apresenta por intermédio das ferramentas de comunicação que hoje temos, é que vamos fazer desse ano o mais abrangente de todos na história do Movimento. Abranger no sentido de fazer a nossa mensagem chegar nos milhões de smartphones de todo país, por meio de GIFs, de vídeos curiosos, de figurinhas, além é claro de mensagens de áudio, posts e stories em todos os canais mais populares que hoje fazem tanto sucesso, seja qual for a idade do internauta.

A ideia desse mote foi exatamente passar à sociedade uma fala já comum entre os técnicos de segurança viária que é a tal percepção de risco. “Quando o cidadão entende que, usar o cinto pode salvar a vida dele, ele passa a usá-lo sem esquecer nos mais curtos deslocamentos. E assim é com o celular, com a manutenção preventiva, com o respeito a velocidade máxima permitida, etc. E foi pensando em ampliar esse conceito junto à sociedade que nasceu o tema de 2020: Perceba o risco. Proteja a vida”, explica José Aurelio Ramalho, diretor-presidente do OBSERVATÓRIO.

Campanhas de Interesse Público

  Atualizar Código