31/12/1969
NECCULT lança estudos focados nos Setores Culturais e Criativos (SCC).

Os estudos procuram contribuir com a compreensão dos impactos econômicos e dinâmicas setoriais específicas dos setores da música e de artes cênicas e espetáculos5. Neste contexto, os presentes estudos buscam gerar evidências novas para a compreensão desses setores a partir do uso das referências oficiais e acadêmicas que estão na fronteira do conhecimento e pelo emprego da metodologia desenvolvida no Atlas.

Com o intuito de prover aos leitores maior comparabilidade entre os setores e tentando estabelecer uma dinâmica básica para o desenvolvimento de futuros estudos, os capítulos em cada um dos livros dessa coleção tem a mesma estrutura. As adaptações de acordo com as especificidades do setor são feitas, porém a estrutura básica se mantém. De maneira geral, o capítulo 1 aborda a caracterização e evolução recente do setor por meio da revisão de literatura, baseada nas principais publicações internacionais e em relatórios de organizações representativas, considerando o escopo do setor, sua relação com as demais indústrias culturais e criativas, as discussões sobre a regulação, empreendimentos, mercado de trabalho, financiamento público, inserção internacional e as análises sobre seu impacto econômico.

O capítulo 2 tem o foco de análise em três tópicos principais. Primeiro, a análise da Cadeia Produtiva. Seguido da análise dos impactos econômicos por meio da matriz insumo-produto. Por fim, a análise do mercado de trabalho, que está concentrada no perfil dos trabalhadores do setor, discutindo as mudanças verificadas neste segmento do mercado de trabalho desde 2003. 

O capítulo 3 abordará as dinâmicas setoriais através da perspectiva teórica das políticas públicas. O capítulo buscou as informações para a análise junto a atores dos setores, por meio das seguintes etapas: (i) busca e confecção de bancos de dados; (ii) aplicação de survey; (iii) realização de entrevistas semiestruturadas. Isso introduz informação primária inédita e original frente aos estudos realizados anteriormente.

Por fim, o capítulo 4, com base nos resultados dos capítulos anteriores, enfatiza as novas tendências setoriais e os desafios e oportunidades identificados, comparando a realidade do mercado nacional e as melhores práticas e tendências internacionais. Este capítulo é o que apresenta o maior grau de heterogeneidade entre os estudos, considerando-se as diferentes dinâmicas impetradas pelos setores. Três tópicos são abordados: primeiro, a internacionalização, tanto pelos fluxos de comércio internacional e a posição brasileira na cadeia global de valor do setor, quanto pela participação brasileira em feiras internacionais; segundo, enfatizado no estudo sobre o setor da música é digitalização e pirataria; terceiro, o último tópico abordado é o dos festivais. Neste âmbito, o capítulo mapeará os principais festivais de teatro e de música no Brasil, identificando as formas pelas quais estimulam a economia dos locais onde ocorrem bem como a do próprio setor.

 

Acesso os estudos nos links abaixo:

 

 

PT ES EN