Sarcoptes scabiei

       Ácaro causador da escabiose humana, popularmente conhecida como "sarna". Suas dimensões variam de 0,2 a 0,4 mm, têm forma ovóide, quatro pares de pernas em forma cônica. Na extremidade dos dois primeiros pares de pernas existem ventosas que estão fixas à apêndices pedunculados.
       O ciclo deste parasito é autoxênico: a ovipostura dura de 1 a 2 meses, eclosão dos ovos ocorre em três dias, as larvas desenvolvem-se por 3 dias e ninfas por 8 dias. Nos adultos (1), a maturidade sexual se dá em 2 dias.
       A escabiose desenvolve-se em 15 a 17 dias após a infestação. Os adultos perfuram galerias ou túneis na epiderme, principalmente nas regiões interdigitais, mãos, punhos, cotovelos, axilas e virilhas. A oviposição é feita nesses locais pelas fêmeas já copuladas. A doença causada pelo ácaro decorre da perfuração da epiderme, dos produtos do metabolismo do parasito aí depositados e da presença dos ovos, levando à reação inflamatória, escoriações, vesículas, urticária, prurido intenso, disseminação e linfadenomegalia. A "sarna norueguesa" é uma forma grave da escabiose, que costuma ocorrer em imunodeprimidos.
       O ácaro é cosmopolita; algumas dezenas deles, no homem, podem gerar um milhão em 2 a 3 meses; nunca ocorre eliminação dos parasitos sem tratamento. O Sarcoptes scabiei não se desenvolve em outros mamíferos. A escabiose só é tratável com medicação escabicida.

 

Sarcoptes scabei ( adulto )